Os carros da Chevrolet são febre no Brasil!

25/01/2018 carros da Chevrolet

Tratando-se de carros, sabemos que há algumas marcas que possuem muita força entre os consumidores. Os carros da Chevrolet, por exemplo, são os preferidos entre alguns motoristas. Destaca-se a qualidade da dirigibilidade, além da longevidade da mecânica dos modelos.

Essa montadora já possui muita história em solo brasileiro. Tendo em vista isso, vale pena conhecer um pouco mais sobre os seus modelos que fizeram história. Confira!

A importância dos carros da Chevrolet no mercado automotivo brasileiro

Por mais que, nas ruas, haja uma grande variedade de modelo de carros, tradicionalmente, o mercado automotivo brasileiro é dominado por três grandes montadoras: Volkswagen, Fiat e Chevrolet. É comum vê-las, todo ano, alternando as primeiras posições dos rankings de vendas de carros.

Os carros da Chevrolet são alguns dos preferidos da população — e isso já faz um bom tempo. Desde o lançamento do famoso Chevette, em 1973, a General Motors possui uma grande influência sobre os consumidores quando se trata de trocar de carro. Certamente, os seus modelos são considerados na hora de escolher o modelo novo.

Na lista dos melhores carros populares sempre há algum dos carros da Chevrolet. Em 2017, a bola da vez foi o Ônix, que quase atingiu a marca dos 200 mil veículos vendidos — foram comercializadas 188.668 unidades.

Alguns carros da Chevrolet que fizeram sucesso no Brasil

Há muitos anos presente no mercado automotivo brasileiro, é normal avistar carros usados da Chevrolet que não estão mais em produção. Esses modelos, no entanto, já fizeram muito sucesso por aqui. Confira:

Veraneio

A maioria dos primeiros compactos lançados pela General Motors no Brasil era, digamos, muito ‘quadradão’ e tímidos. O Veraneio, no entanto, veio com uma proposta totalmente diferentes: esportivo e com o DNA norte-americano.

Agradando os consumidores, o Veraneio foi fabricado no Brasil por 30 longínquos anos, de 1964 a 1994. Um dos fatos mais curiosos relacionados ao modelo é o como ele se tornou famoso e popular em terras brasileiras.

Durante a época da ditadura militar — que teve seu início justamente no ano de lançamento do Veraneio —, o veículo era utilizado pela polícia militar, sendo pintado com as cores preto, branco e vermelho. Tal fato rendeu uma música, feita pelo grupo Aborto Elétrico, chamada “Veraneio Vascaína” — fazendo muito sucesso na época.

Chevette

Muito provavelmente, o Chevette seja o modelo mais folclórico — tratando-se de carros da Chevrolet. Lançando na metade do ano de 1973, o veículo foi uma acertada tentativa da montadora de desenvolver um carro compacto que caísse no gosto da população brasileira.

Para conseguir isso, a General Motors buscou inspiração na Opel, sua subsidiária europeia que era famosa por produzir carros da categoria. Naquela época, a GM só costumava lançar, nos Estados Unidos, os chamados “carrões” — então, buscou diversificar ainda mais o seu leque de produtos.

O Chevette fez muito sucesso nacional, ficando na vitrine das concessionárias por 20 anos. Em novembro de 1993, o modelo saiu de produção.

Monza

Um dos exemplo da GM que se tornou líder do mercado nacional da sua categoria, o Monza, inicialmente, não tinha caído no gosto dos brasileiros. Na época, sua versão de entrada incluía um motor 1.6 com apenas 73 cv — considerado pouca potência para esse motor até mesmo nos anos 80.

No entanto, com o aparecimento da versão 1.8 e das opções com duas ou quatro portas — antes, o Monza era vendido com três —, as vendas decolaram. O modelo chegou a assumir a liderança da sua categoria no final dos anos 80.

Se o Chevette é um ícone folclórico na história dos carros da Chevrolet, podemos afirmar que o Monza foi um símbolo comercial. A descontinuação do modelo aconteceu em 1996.

Corsa

Talvez, se tratando dos carros da Chevrolet da lista, este seja o mais conhecido dos consumidores. O Corsa é um modelo que sofreu a descontinuação recentemente, mas conseguiu se manter no mercado por mais de 20 anos. Até os últimos tempos, era possível ver o veículo em uma concessionária da Chevrolet.

Lançado em 1994, o Corsa chegou para substituir o Chevette, que teve a sua fabricação interrompida no ano anterior. Disponível apenas em versões 1.0 e 1.8, o modelo nunca foi sinônimo de economia e desempenho. Enquanto a versão mais básica não atingia grande velocidades, o 1.8 era um verdadeiro ‘beberrão’.

Como legado, a plataforma do Corsa serviu para o desenvolvimento do Agile — primo do famoso Chevrolet Ônix — e da picape Montana.

Astra

Tendo seu desembarque no Brasil em 1995, o Astra, inicialmente, fora destinado para substituir o bem sucedido Kadett. No entanto, sendo importado da Bélgica, o veículo era muito caro para a classe popular. Para se ter uma ideia do fracasso, o primeiro Astra nem chegara a ter uma versão 1996.

Porém, em 1999, uma versão nacional do carro, muito semelhante ao estilo do Vectra, fora lançada por aqui, fazendo bastante sucesso. Sendo um sedã mais ‘encurtado’ em relação ao seus concorrentes, o modelo chamou atenção pela potência do seu motor 2.0. Não à toa, até os dias de hoje é possível encontrar diversos Astras pela rua.

A segunda geração do veículo foi produzida pela Chevrolet por 12 anos. Em 2011, encerrou-se a sua produção.

Por que vender carros da Chevrolet com a Instacarro é a melhor opção?

Tendo em vista toda a representatividade da General Motors no mercado brasileiro de carros, fica claro que vender um Chevrolet não será tarefa difícil, não é mesmo? Qualquer modelo usado — em bom estado, claro — da montadora é uma boa opção de compra para se trocar de carro.

No entanto, há uma forma muito mais rápida de se vender carros Chevrolet do que pelos meios tradicionais: a Instacarro! Já imaginou ter a venda do seu veículo resolvida em apenas uma hora e meia? Conosco isso é possível. Entre no site e agende uma inspeção gratuita para conhecer o nosso serviço!

Venda o seu carro em 3 passos!

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *