10 dicas para você valorizar o seu carro para a venda

12/04/2018

Os carros desvalorizam e isso é uma questão que não há como controlar. É preciso estar atento em detalhes que irão valorizar o seu carro para venda. Na hora de vender o automóvel, o objetivo de todo proprietário é o de concretizar um bom negócio e não ter prejuízos. Desse modo, as escolhas feitas na hora de comprar o veículo podem aumentar a depreciação que ele sofre ao longo do tempo.

Deixar algum equipamento ou acessório de lado pode prejudicar, mas, mesmo assim, é possível valorizar carro para a venda e virar o jogo sobre a depreciação com alguns cuidados básicos.

Vem com a gente conferir 10 dicas de como valorizar um carro na hora da venda!

Manter a conservação de um veículo é essencial para poder repassá-lo adiante. Assim como você não deseja perder dinheiro, o comprador também não. Por isso, ele será criterioso e vai procurar nos mínimos detalhes alguma imperfeição estética ou mecânica para pedir um valor menor na compra. Veja o que devemos observar em relação à manutenção automotiva e saiba que o carro mais valorizado na hora da venda está em ótimo estado de conservação.:

Veja como valorizar o seu carro para venda

1. Partes plásticas

O aspecto de novo que um carro limpo possui é fundamental para conservá-lo e também o deixa mais valorizado para ser revendido. Carros limpos costumam refletir a personalidade de quem os possui.

O importante na limpeza é cuidar tanto da parte de fora quanto da parte de dentro. Adquira produtos que possam contribuir para aumentar o brilho de partes plásticas no painel e nas portas.

2. Lataria

Encere a carroceria pelo menos uma vez a cada três meses. Evite deixar o seu carro exposto sob o sol ou sob a chuva para não danificar precocemente a pintura.

Caso seu veículo possua pequenas imperfeições na lataria e você for vendê-lo a uma agência ou concessionária, negocie os reparos diretamente com elas, por conta das parcerias com oficinas e funilarias.

Além disso, pinturas feitas em partes específicas costumam se diferenciar da tonalidade da pintura original. Esse mosaico de cores desvaloriza o veículo.

3. Estofamento

Procure manter em bom estado os estofamentos tanto de tecido, camurça, veludo e outros materiais. Aspire as imperfeições nos bancos e faça lavagens a seco periodicamente, para retirar manchas e odores.

No caso dos bancos de couro, apesar de serem mais difíceis de sujar com líquidos, os cuidados precisam ser redobrados para evitar ressecamentos e rachaduras. O ideal na limpeza, é passar produtos que hidratem o couro e mantenham os poros sem sujeiras.

4. Manutenções

As revisões são fundamentais para que um carro prestes a ser revendido impressione o comprador. Se você revisa seu carro em autorizadas, e deseja valorizar carro para a venda, conserve o histórico atualizado no manual do proprietário.

Porém, se o seu carro veio de outro proprietário, mantenha com você os comprovantes e recibos referentes à manutenção preventiva. Isso dá garantia e aumenta a confiança de quem vier a se interessar pelo seu carro, já que esses documentos podem comprovar o seu zelo com o veículo.

5. Manual e a chave reserva

Num contexto em que a garantia de fábrica se estende por no mínimo três anos, é importante ter as anotações e os carimbos das revisões e de outros procedimentos no veículo. Além do mais, guardar a chave reserva do veículo pode te ajudar em momentos de dificuldade, mas também servir como um trunfo no momento da revenda.

6. Peças originais

Se você é um daqueles proprietários que costumam preservar cada detalhe do seu carro, ponto para você! Pois se você quer saber como valorizar um carro para vender as peças contribuem bastante. Na hora da negociação, reforce este atributo e impressione quem tiver o interesse de levar o seu carro para a garagem.

Segurança e conforto

A mentalidade dos brasileiros em relação a carros tem evoluído de forma gradativa. Itens de conforto que antes eram vistos somente em automóveis de categorias superiores, têm figurado cada dia mais nos veículos de entrada. Aliás, por conta do rigor em relação à segurança, alguns itens passaram a ser obrigatórios.

A eficiência energética, ditada pelo consumo de combustível e certificada pelo Inmetro, também agregou valor aos carros. Um modelo bem classificado nesse critério pode valorizar o seu carro para a venda. Vamos ver alguns desses itens?

7. Direção hidráulica ou elétrica

Quando uma pessoa que nunca dirigiu um carro com direção assistida dirige um, ela nunca mais abre mão desse item. O conforto e o menor esforço para manobrar, principalmente ao fazer balizas ou num estacionamento, valoriza qualquer carro.

Automóveis sem direção hidráulica ou elétrica custam mais barato do que um equipado com esse sistema. Por isso, saiba que esse item tem se tornado um diferencial para quem deseja comprar um carro.

8. Trio elétrico

O trio elétrico aumenta a conveniência do motorista com o acionamento elétrico de travas, vidros e retrovisores. Apesar de agregar menos valor do que um equipamento de direção assistida, certos acessórios valorizam o carro na hora da venda e são diferenciais para quem está de olho em um novo carro.

Muitos veículos vêm com esses equipamentos de fábrica, mas se você comprou um carro sem trio elétrico, é possível instalar o kit com relativa facilidade. Além do mais, seu carro vai se sobressair sobre um carro que não possua o item.

9. Ar-condicionado

Em algumas cidades do país, especialmente as localizadas no litoral ou em áreas do Centro-Oeste, Norte e Nordeste, é praticamente impossível dirigir com um veículo sem ar-condicionado. O equipamento pode ser instalado ou vir de fábrica como opcional em praticamente todos os modelos.

Além de propiciar conforto térmico no automóvel e aumentar significativamente o valor de um automóvel na hora da venda, também é útil para evitar o embaçamento dos vidros nos dias chuvosos, contribuindo para aumentar a segurança.

10. Segurança passiva

Por força de lei, a presença do airbag para motorista e passageiro do banco da frente e ABS são obrigatórios nos veículos fabricados no Brasil desde 2014. Itens como controle de estabilidade e controle de tração ainda estão para ser itens obrigatórios no país, mas lá fora são indispensáveis.

Dependendo da categoria de veículo que você deseja adquirir, fique de olho nesses itens para ter um bem valorizado em relação a um carro da mesma categoria ou a um modelo que não possua tantos itens. Atente-se ainda a possíveis recalls e ao nível de conservação destes equipamentos para manter seu carro com bom valor de mercado.

Fique atento a estas dicas para valorizar carro para a venda. Aproveite e faça uma cotação grátis para vender o seu carro.

 

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *