Os classificados de veículos são coisa do passado

31/10/2017 classificados de veículos

A internet é formidável. Hoje, é difícil imaginar como as pessoas viviam em uma época em que não havia, sequer, smartphone ou um telefone celular básico. Ainda mais se tratando de venda de carros. Atualmente, existem sites na internet que facilitam o anúncio dos veículos por particulares — até mesmo as próprias concessionárias utilizam desse meio. Há um bom tempo atrás, vender um carro era uma tarefa muito mais demorada. Não se tinha internet, então, umas das maneiras mais utilizadas era anunciar o seu carro no classificados de veículos. Sim, aquilo que normalmente é utilizado para imóveis e empregos também tinha o seu espaço para os automóveis. Algo como “vendo meu Ford Escort 1986, documentação em ordem, na rua tal” era comum nos anos 50.

Os classificados, entretanto, ficaram no passado. As formas de se vender um carro usado evoluíram — e muito. Atualmente, há diversas maneiras para se desfazer de uma automóvel: em sites exclusivos de vendas de carros, em sites de vendas no geral ou com lojistas e concessionárias. Além dessas, também tem a Instacarro, que é a maneira mais eficiente e rápida de se vender um carro — em até 90 minutos, realizamos todo o processo sem dar nenhuma dor de cabeça aos clientes.

Mas, voltando a falar dos classificados de veículos, explicaremos qual a estrutura de um anúncio classificado, quais os riscos dessa forma de vender carros e como ela evoluiu ao longo do tempo. Confira o post abaixo para entender melhor como funcionava essa prática do passado!

Estrutura e características de um anúncio classificado

Os classificados de veículos são nada mais do que um anúncio classificado, tipo de texto encontrado em meios de comunicação como jornais, revistas e até na internet. Assim como os classificados de carro, todos outros tipos de anúncios classificados são aqueles textos breves encontrados nas seções de vendas, empréstimos, aluguéis, etc. O nome classificados se dá pela sua divisão em categorias. Ou seja, os anúncios são classificados de acordo com a sua ramificação — é o caso, por exemplo, dos classificados de veículos.

Além do ramo dos automóveis, as principais categorias de classificados são: empregos ou oportunidades, móveis, serviços, vender ou alugar imóveis e objetos no geral. As pessoas também podem utilizar as páginas de anúncios para “se promover” — nesse caso, o candidato apresenta suas habilidades, formação e competências, indicando área e salário pretendido. Sua principal função é comunicar serviços e produtos que podem ser interessantes a alguma pessoa que leia o meio de comunicação. Nesse sentido, no geral, os classificados são mais encontrados em jornais e revistas específicas — ou, então, em grandes veículos de mídia, como a Folha de S. Paulo e o Estadão.

No geral, um anúncio classificado, seja de classificados de veículos ou de qualquer outra categoria, é composto por um título, em que se diz o que pretende-se vender, pelo corpo do texto, com uma descrição do produto/serviço, e, ao final, o contato referente ao anúncio.

Riscos de se vender pelo classificados de veículos

Se comprar por meio do classificado de veículos pareceu uma boa ideia, pare com esse pensamento agora mesmo. A prática ainda existe, sim, mas, praticamente, ficou no passado. Classificados de veículos usados apresentava diversos riscos a quem queria comprar ou vender um carro. A começar pela falta de comunicação. Por exemplo: certa pessoa anunciava no jornal que queria se desfazer do seu modelo, e, então, esperava aparecer interessados. Entretanto, nessa época não era como hoje. Não existia contato entre os possíveis interessados e quem queria vender seu carro. O proprietário simplesmente esperava, correndo o risco de demorar uma eternidade para aparecer algum interessado.

A perda de tempo era imensa. Quem precisava vender o automóvel de maneira rápida para conseguir pagar as contas, normalmente vendia a um valor bem mais abaixo do que o aceitável — naquela época era ainda mais fácil para as lojas conseguirem comprar a preços baixos. Fora isso, qualquer pessoa que tivesse acesso ao jornal poderia aparecer na casa do proprietário para ver o carro. Não só ver o carro, mas, como, em último caso, assaltá-la ou até coisa pior. Pode parecer absurdo, mas não havia garantia de que isso não aconteceria. Era um dos riscos que a pessoa que recorresse aos classificados de veículos.

Entretanto, a falta de comunicação era o motivo que dava margem para outros riscos aparecerem. Atualmente, com a internet, tudo ficou mais fácil e, principalmente, seguro.

Novas formas de se vender um carro usados

Bom, como dito antes, os classificados de veículos, atualmente, são coisa do passado. Principalmente por causa da internet, vender carro se tornou algo muito mais fácil. Acessando sites específicos de vendas de veículos, encontramos centenas de milhares de anúncios. Diversos modelos, de diversas versões e cores. Não achar o carro desejado na internet é, praticamente, impossível. Não só as opções são variadas, como, também, os preços.

As formas de vender também são variadas. Além dos sites especializados em vendas de carro, há, também, os portais de vendas no geral, onde é possível anunciar qualquer tipo de produto. Com essas tecnologias, agora ficou mais fácil de negociar com concessionárias e lojistas e conseguir um preço bom na venda do seu carro.    

Venda o seu carro com a Instacarro

Entretanto, dentre todas as formas de se vender um carro usado, a melhor, com certeza, é a Instacarro. Já pensou em vender o seu veículo em apenas 90 minutos e, além de ter toda a dor de cabeça da transferência de veículo a cargo de outra pessoa, receber o valor integral no mesmo dia? Conosco, isso não só é possível, como garantido. Fazemos a melhor avaliação possível do seu carro para conseguir o melhor preço possível na venda dele — sempre baseado-se no seu valor de mercado.

Quer vender o seu carro de uma maneira muito mais rápida do que poderia utilizando os classificados de veículos? A Instacarro não te deixa na mão. Possuímos em nosso banco de dados uma enorme rede de concessionárias e lojistas de todo o Brasil, fazendo com que o processo da venda do seu carro usado leve, no máximo, 1h30. Entre no nosso site e receba uma cotação grátis do seu automóvel!

venda de carros

descubra como o modelo da instacarro funcionaPowered by Rock Convert

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *