Conheça as 5 dúvidas mais comuns sobre pneus de carros

14/05/2019

Uma das dúvidas mais comuns entre os motoristas é sobre os pneus de carro. É importante entender que essa peça é fundamental para a circulação e bom funcionamento do veículo e, por isso, merece a devida atenção.

Não importa qual a marca, modelo ou ano de fabricação, o carro necessita dos 4 pneus para trafegar e, por isso, você precisa conhecer quais são os tipos ideais para cada veículo, quando é hora de fazer a troca e quais são os cuidados para aumentar a vida útil dessa peça.

Se você quer saber como manter os pneus do seu carro em dia e não quer sair no prejuízo na hora de vender o seu automóvel, separamos algumas valiosas informações sobre as 5 dúvidas mais comuns quando aos pneus do carro. Confira!

1. Conheça os tipos de pneus disponíveis no mercado

Para cada tipo de carro existe um modelo de pneu ideal, aquele que atenda às necessidades técnicas desse veículo. Alguns fatores devem ser levados em consideração na hora da utilização. Por isso, vamos entender os 4 tipos de pneus mais comercializados.

On-road

Esse é um tipo de pneu fabricado predominantemente para uso no asfalto. Os pneus on-road favorecem o desempenho do veículo, pois têm a área de atrito com o solo mais ampla. Por conta disso, são mais aderentes. Outra característica importante desses modelos é que são mais eficientes no escoamento da água e, por esse motivo, deslizam menos.

Off-road

Esse modelo é mais utilizado em utilitários esportivos e nos queridinhos SUVs. Os pneus off-road são indicados para o uso em estradas de terra e lama, já que eles são mais estáveis e apresentam um potencial de alta frenagem.

Outra característica desse pneu é a alta resistência em terrenos irregulares, sem causar grandes deformidades na peça. Esse modelo de pneu é mais reforçado, com sulcos maiores e faz paradas seguras em terreno molhado, como a lama.

Misto

Esse pneu tem como característica a maior resistência e a robustez, porém é mais caro e gera aumento no consumo de combustível do veículo. Esses fatores devem ser ponderados para os motoristas que usam com frequência estradas de terra e asfalto, já essa é a indicação para o uso do pneu misto.

Pneus verdes

São pneus fabricados em conformidade com o meio ambiente, diminuindo o consumo de combustível e reduzindo a emissão dos gases que poluem a atmosfera. Eles são uma excelente opção pelo desempenho em pista molhada, reduzem o ruído, além de serem mais leves e duráveis.

2. Faça rodízio dos pneus regularmente

Fazer a troca de posição dos pneus dianteiros e traseiros a cada 10 mil quilômetros rodados é uma forma de manter um equilíbrio de utilização e aumentar a vida útil da peça. Outro fator importante é que esse rodízio garante mais estabilidade em curvas e frenagens, já que o desgaste é mais uniforme no pneu.

Fique atento às recomendações expressas no manual do fabricante do seu veículo. Lá contêm informações sobre as melhores indicações de rodízio, pressão e utilização do modelo de pneu adotado pela montadora para o seu carro.

3. Aumente a durabilidade dos pneus

Dirigir com consciência e responsabilidade faz com que muitas peças do seu veículo sofram menos desgastes. Com os pneus isso não é diferente, já que frenagens desnecessárias, altas velocidades em terrenos irregulares e falta de manutenção prejudicam a vida útil da peça.

Duas dicas são muito importantes para melhorar o desempenho e a durabilidade dos pneus. São elas:

  • calibragem: é fundamental verificar semanalmente a pressão de ar dos pneus, conforme indicação do fabricante. No nível ideal, a produção de calor durante o atrito com o solo é reduzida, tornando o veículo mais econômico e diminuindo o desgaste dos pneus. E não se esqueça de calibrar o estepe;
  • alinhamento e balanceamento: revise o alinhamento dos pneus a cada 5 mil quilômetros, já que buracos e irregularidades no terreno causam desgastes. O balanceamento é indicado a cada troca de pneus, ou quando existem trepidações do volante acima de 70 km/h.

É hora de fazer a troca da peça quando você identifica que os sulcos estão com menos de 1,6 milímetros de profundidade, na prática, o pneu está careca. Quanto mais lisa estiver a superfície, menos aderente e mais vulnerável o veículo ficará.

4. Siga as recomendações do fabricante na troca dos pneus de carro

São 3 os principais fatores que indicarão a vida útil do pneu de um carro: as características da peça, do veículo e do condutor. Via de regra, os pneus são fabricados para durar em média 15 mil quilômetros, mas podem chegar a 25 mil, dependendo do modelo e desempenho.

Quando é chegada a hora da troca, a primeira coisa a se fazer é identificar o modelo que veio de fábrica com o veículo e quais as suas principais características, para não comprometer o desempenho do conjunto.

No manual do veículo existem informações importantes, que devem ser levadas em consideração, como a altura e perfil dos pneus. De acordo com as especificações técnicas, a marca e o modelo, você poderá escolher diante das diferenciações de preço e funcionalidades.

5. Observe as condições do pneu para não desvalorizar o veículo

Na hora de comprar um carro usado, o cliente espera que o veículo esteja em boas condições. Por isso, os detalhes fazem toda diferença na hora da negociação. Além do visual da lataria, os pneus são um ponto de interesse na hora da vistoria.

Por isso, deixar os pneus carecas e sem calibragem pode desvalorizar o seu veículo na hora da venda. Em um teste drive, por exemplo, facilmente o motorista pode perceber possíveis problemas de alinhamento e direção. Portanto, faças as revisões antes de vender o seu veículo.

Os pneus são essenciais para o bom funcionamento do veículo. Então, não deixe de atender as recomendações e fazer a manutenção adequada. Além de perder dinheiro, você pode colocar a sua vida e de mais pessoas em risco, causando graves acidentes.

Seguindo os 5 cuidados básicos com os pneus do seu carro, você economizará nas trocas antecipadas de peças e manterá o seu veículo em dia.

Que tal, gostou deste post com as 5 dúvidas mais comuns sobre os pneus de carro? Então, aproveite a visita e curta a nossa página no Facebook! Assim, você irá receber as nossas atualizações direto no seu feed de notícias.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *