Conheça os golpes de revenda de carro mais comuns e como evitá-los

13/09/2018

Você já sofreu ou conheceu alguém que foi vítima de golpes de revenda de carros? Acredite, esse tipo de crime no universo de carros para revenda é mais comum do que se imagina e pode trazer grandes prejuízos para os motoristas.

Neste texto, você aprenderá quais são os golpes mais comuns na área de venda de carros e como evitá-los, para que você consiga adquirir um veículo com segurança e por um valor bem mais em conta do que o de um veículo novo. Então, se você está procurando onde comprar carros baratos para revender, é só prestar atenção nas próximas dicas!

Os principais golpes de revenda de carros usados

Assim como em outras áreas, o mercado automotivo também tem episódios de fraudes e golpes. Por isso, tanto os compradores quanto os vendedores de automóveis usados ou de revenda precisam tomar cuidado. Parte dos golpes acontecem em site de revenda de carros, principalmente com os piores carros para revenda. Confira agora 7 dos principais golpes de revenda de carros!

Anúncios com preços muitos baixos

Em um primeiro momento, pode parecer um golpe de sorte encontrar um veículo com um preço muito abaixo do mercado. Entretanto, quando se trata de compra e venda, carros tão baratos podem apresentar muitos danos e defeitos, e seu custo total de reparo equivale ao valor que foi economizado na compra.

Outros golpistas compram o veículo em nome de laranjas e por meio de financiamento e avisam ao comprador que o veículo não pode ser transferido para o seu nome até que todo o valor tenha sido pago. Eles, então, entregam documentos falsos e permitem que o motorista manuseie o automóvel livremente.

Automóveis “direto da fábrica”

Os criminosos afirmam em anúncios que conseguem vender carros saídos diretamente da fábrica, com os descontos que comumente dão aos funcionários de concessionárias e que são considerados por muitos, os melhores carros para revenda.

Durante o primeiro contato, aparece um suposto funcionário de uma montadora que confirma toda a história para o cliente. Combina-se, então, uma visita até a fábrica, com direito a crachá falsificado, tabelas de preços e outros documentos que não são originais.

Antes de fechar negócio, os vendedores pedem para que o pagamento seja feito de forma adiantada e que o valor deve ser transferido da conta do funcionário para a da fábrica. Com o dinheiro já em mãos, os bandidos fogem e não entregam veículo algum.

Consórcio contemplado

Anuncia-se ao cliente que ele tem um consórcio contemplado já disponível para aquisição. Os golpistas apenas pedem o pagamento de taxas administrativas e da transferência de titularidade.

Todo o esquema é “comprovado” por meio da apresentação de documentos falsos para o cliente. Após o pagamento, os criminosos somem ou fazem com que a vítima entre realmente em um consórcio, porém igual aos outros participantes, que devem esperar pelo sorteio.

Carros apreendidos

Os vendedores afirmam para os clientes que conseguem comercializar veículos que estão sob o controle da polícia e que irão a leilão por conta de falência, falta de pagamento, excesso de multas, etc.

Então, eles convencem o interessado de que têm acesso ao pátio onde se encontram os tais automóveis para que ele possa vê-los mediante o pagamento adiantado do veículo. Entretanto, o encontro nunca acontece e os bandidos levam todo o dinheiro.

Anúncios falsos

Nesse tipo de golpe, são postados anúncios na internet com carros inexistentes, mas que estão ligados a empresas reais. O valor proposto geralmente é muito abaixo do padrão do mercado. O criminoso se passa por funcionário dessa empresa e pede o pagamento adiantado do veículo, sumindo logo em seguida.

Golpe do envelope vazio

O interessado na compra do veículo aparece e realiza todas as ações de um cliente normal, como visitas, vistorias no veículo e, então, combina um valor com o motorista. Então, o cliente liga para um parente ou cônjuge para fazer o depósito, porém é depositado um valor maior do que o acordado.

Como garantia da devolução da diferença em dinheiro, o comprador pede a chave reserva e um recibo com o valor da compra. Ao ir até o banco, o vendedor se dá conta de que fora depositado um envelope vazio. O criminoso, então, tem duas opções: chantageia a vítima em troca de dinheiro ou pode roubar o veículo com a chave reserva.

Golpe do test drive

Por último na nossa lista, existe o golpe do test drive. Nele, o interessado pelo veículo faz uma visita até o vendedor e pede para fazer um test drive para verificar como o automóvel se comporta em movimento. Ao conseguir entrar no carro sozinho, o criminoso foge e nunca mais retorna.

Evitando cair em golpes

Apesar de serem comuns, é possível tomar medidas para evitar e até mesmo diminuir todas as chances de ser enganado por algum criminoso se passando por comprador ou vendedor de veículos.

Evite ao máximo pagar adiantado ou entregar qualquer porcentagem do valor total sem ver e vistoriar o veículo que pretende comprar. Além disso, faça um contrato e peça todos os dados do vendedor, como CPF e endereço (e os verifique).

Assim, caso seja vítima de um golpe, você não perderá todo o dinheiro e ainda terá informações que podem ser úteis para a polícia prender o infrator.

Para compras de automóveis inicialmente feitas online, verifique com o site oficial da empresa se aquele anúncio é verdadeiro e confira se todos os dados conferem e se existe um endereço fixo.

Outra dica é conferir se aquela pessoa tem algum tipo de pendência com o SPC ou com outros vendedores da região. Pesquise nas redes sociais e descubra se falam algo da pessoa em questão antes de fechar negócio.

Também verifique como está a situação do veículo junto ao Detran, evitando o risco de adquirir carros roubados ou ilegais.

Nunca deixe o suposto cliente sozinho com o veículo, em hipótese alguma, e evite sair para lugares muito vazios. De preferência, realize o teste apenas dentro do condomínio ou próximo à sua casa, evitando, assim, o risco de ser sequestrado.

Utilizar plataformas confiáveis para pesquisar e comprar carros pela internet é uma ótima forma de garantir segurança e conforto para ambos os lados, pois terão a garantia de outra empresa já consolidada que ambas as partes receberão o que esperam.

Com as dicas e informações apresentadas, você reduzirá consideravelmente o risco de sofrer algum calote ou golpes de revenda de carros. Tomar esses cuidados fará com que todo o processo seja mais seguro para você e para o próprio cliente/vendedor.

Além de tomar cuidado com os golpes de revenda de carros apresentados, é preciso confirmar todos os documentos necessários para a transferência de um veículo. Agora que você já sabe melhor como começar uma revenda de carros usados e entendeu que carros ruins de revenda são mais propícios à golpes, confira este outro post.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *