Entenda por que embrulhar chaves automáticas em papel alumínio

31/10/2018

João é um apaixonado por carros e tecnologia. Recentemente, ele resolveu comprar um veículo que conta com uma das chaves automáticas, porém não tomava muito cuidado, pois achava que era um sistema totalmente seguro.

Certa vez, ao deixar o seu carro em um estacionamento para realizar compras, ele percebeu que seu carro tinha sido aberto e alguns itens haviam sumido. Ao pesquisar um pouco, descobriu que a sua chave tinha sido hackeada, o que permitiu que os ladrões pudessem abrir o seu veículo mesmo sem ela.

No texto de hoje, você vai entender por que é importante tomar cuidado com a chave automática e qual a forma mais simples e barata de evitar ataques de criminosos.

Por que preciso proteger as minhas chaves automáticas?

Atualmente, é bastante comum encontrar veículos que já têm a tecnologia das chaves automáticas, na qual é preciso apenas apertar o botão ou a simples proximidade do motorista com o veículo para que ele automaticamente seja aberto. Isso acontece por conta da emissão de ondas, enviadas da chave para o carro, no qual elas “conversam entre si” e então desbloqueiam o veículo para uso.

Por mais que elas sejam práticas e facilitem o dia a dia do motorista, não sendo mais necessário girar a chave para conseguir ter acesso ao veículo, elas também são bastante visadas por criminosos. É possível utilizar repetidores ou outros aparelhos que lhes permitem ter acesso ao seu carro mesmo sem possuir a chave em questão.

Atualmente, são divulgadas pela internet várias formas de arrombar automóveis que têm essa tecnologia, como o uso de chaves virgens, repetidores de sinal, sistemas de descriptografia e muitas outras técnicas que permitem o acesso ilegal de pessoas mal-intencionadas.

Como funciona a clonagem de chaves virgens?

Outro problema quem vem sendo bem frequente com relação às chaves eletrônicas é a possibilidade de clonagem, o que permite criar uma cópia de chave que consiga abrir carros daquela linha ou marca específica.

Algumas empresas acabavam utilizando um sistema de criptografia baseado em uma chave mestra, fazendo com que os carros tivessem a mesma base de códigos.

Por exemplo, imagine que todas as contas do Facebook já viessem com uma senha pré-programada em “1234” para todas as contas. Caso um criminoso conseguisse descobrir a senha de apenas um Facebook, ele conseguiria acessar todas as contas, já que a senha seria sempre a mesma.

Essa situação aconteceu com veículos da Volkswagen fabricados entre os anos de 1995 e 2016, os quais contavam com os códigos de suas chaves baseados em um mesmo modelo mestre, tornando vulneráveis mais de 100 milhões de automóveis em todo o mundo.

Ao descobrir esse código, ele era inserido em um modelo virgem das chaves automáticas, permitindo que o criminoso tivesse acesso a qualquer veículo com um simples apertar de botão.

Uma outra forma, porém mais antiga, de acesso a esse tipo de veículos é com a utilização de receptores de rádios caseiros. Por serem baratos, são de fácil acesso e permitem ao usuário “espionar” o sinal constante que as chaves enviam para o veículo, permitindo, assim, que eles pudessem repetir esse sinal e, então, ter acesso ao interior do veículo.

A Volkswagen e outras empresas que foram afetadas por essas práticas criminosas afirmam que estudaram o caso e que os modelos mais recentes estão mais seguros. Entretanto, todo cuidado é pouco, principalmente se você possui um veículo mais antigo que tem uma chave automática.

Como o papel alumínio pode deixar o meu carro mais seguro?

Uma forma extremamente simples e barata de evitar o rastreamento do sinal emitido pela sua chave automática é embrulhá-la em papel alumínio, que tem propriedades que bloqueiam a passagem de ondas eletromagnéticas emitidas pela chave, como um escudo.

Assim, enquanto você estiver longe do veículo, não será possível que o sinal seja rastreado por outras pessoas. Ao precisar acessar o seu carro, será necessário apenas retirar a chave da capa de alumínio e o sinal voltará a ser transmitido normalmente.

Uma alternativa às folhas de alumínio são as chamadas “bolsas de Faraday”, que também atuam como isolantes do sinal eletromagnético, além de servir como uma proteção contra o acesso e as transferências de informações que podem ser usadas para dar acesso ao seu veículo por pessoas não autorizadas.

Essa técnica também acaba sendo usada de forma semelhante com cartões de crédito. Empresas já fabricam e comercializam capas protetoras e isolantes, que evitam a transferência e acessos a dados bancários por pessoas que têm tecnologias capazes de ler os dados contidos nesses objetos.

Utilizar chaves convencionais também evita o arrombamento de veículos, já que é necessário o contato físico da chave, que possui um molde específico para abrir aquele determinado carro.

Também é importante que o motorista esteja atento a formas mais tradicionais de furtos e roubos de veículos, como os arrombamentos convencionais. Por isso, procure manter o seu carro sempre em bom estado, pois passa a imagem de que ele pode ter sistemas de segurança mais eficazes.

Além disso, opte pela instalação de alarmes automotivos, caso o seu veículo não tenha vindo com essa tecnologia da fábrica. Dê preferência aos que contam com rastreadores via GPS, que permitem saber onde o veículo está caso a situação de roubo se concretize.

Evite ao máximo deixar produtos de valor dentro do carro. Mesmo que criminosos não queiram levar o seu veículo, eles podem procurar por celulares, dinheiro ou outros bens valiosos que possam estar guardados dentro do automóvel.

Não estacione o carro em locais perigosos, pois o risco de assaltos e roubos, principalmente durante a noite, pode ser potencializado. Prefira sempre locais seguros, de movimento e que sejam bem iluminados.

E então, já está colocando em prática as dicas apresentadas neste texto para tornar o seu carro mais seguro contra ataques de criminosos e pessoas mal-intencionadas com relação às chaves automáticas?

É muito importante buscar informações sobre novas tecnologias, assim você nunca será pego por falhas de segurança e ainda deixará os seus bens muito mais seguros.

Gostou do texto sobre chaves automáticas? Então, acompanhe a nossa página no Facebook e confira as novas postagens e os conteúdos exclusivos que disponibilizamos por lá!

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *