Por que avaliar as peças de reposição antes de comprar um carro?

15/10/2018

Érica precisava comprar um carro. Ao analisar todas as opções, decidiu que a melhor alternativa seria a de comprar um veículo usado, pois, sairia mais em conta para o seu orçamento.

Ela conversou com diversos vendedores e avaliou vários carros de forma rápida. Depois de finalmente fechar negócio com um dos interessados, ela percebeu que o custo para trocar as peças de reposição — que seriam compradas caso o seu veículo apresentasse algum defeito —seria bem alto, o que causou um considerável prejuízo para Érica.

No texto de hoje, você aprenderá por que é importante avaliar as peças de reposição antes de comprar um carro. Além disso, receberá algumas dicas de como fazer essa avaliação. Vamos lá?

A importância de avaliar as peças de reposição

Com a vinda de um veículo para o Brasil, o país não só terá difícil acesso ao modelo ou à marca de carro em si, como também às peças específicas que deverão ser utilizadas caso o automóvel venha a apresentar algum problema.

Dessa forma, o comprador e/ou vendedor de carros precisa ficar atento a esse detalhe. Adquirir um modelo que não tem tais peças em fácil acesso pode ser bastante inviável, fazendo com que se recorra a elementos de segunda mão ou falsificados — que podem causar problemas (e gastos) maiores ao condutor futuramente.

Dicas para avaliar corretamente as peças de reposição

Mesmo entendendo a importância de se avaliar as peças de reposição para o veículo desejado, pode parecer difícil saber como executar essa ação de forma correta antes de fechar negócio.

Pensando nisso, separamos abaixo algumas dicas que lhe ajudarão a entender melhor como realizar essa análise e como escolher as melhores peças para o seu automóvel. Acompanhe: 

Confira se as importadoras possuem as peças em estoque

O primeiro e mais importante passo na sua avaliação é saber se as peças necessárias estão em estoque no país.

As importadoras escolhem os produtos de acordo com a demanda, ou seja, carros mais populares contam com fácil acesso aos elementos de reposição, enquanto os veículos mais antigos ou importados precisam de um maior tempo de busca por peças.

Faça muitas pesquisas

Descubra qual a é credibilidade do fabricante das peças e qual será a durabilidade desses elementos no seu carro. Procure também por comentários de outras pessoas falando sobre a empresa e solicite conselhos de amigos ou familiares que já tenham adquirido algum de seus produtos 

Opte pelas peças mais importantes

Botões e maçanetas são peças que não costumar dar problemas, então, provavelmente, você não terá gastos com elas.

Entretanto, as peças do motor, freios e suspensão são muito importantes e não devem ser escolhidas apenas pelo preço baixo, mas, sim, pela qualidade. Isso porque, caso apresentem algum problema, poderão causar acidentes sérios para o motorista, passageiros e pedestres.

Verifique se os fornecedores têm certificação de qualidade

Cada montadora tem suas próprias exigências em relação às certificações de qualidade, por isso, verifique junto ao local escolhido para a compra das peças se elas estão adequadas a esse padrão.

Pela internet, é possível conhecer diversas marcas e fornecedores, além de informações úteis que podem lhe ajudar a decidir quais compras valem mais a pena.

Não se esqueça de avaliar os itens obrigatórios

Ao comprar o seu veículo usado, não se esqueça de averiguar alguns itens que são considerados obrigatórios e que devem estar em bom estado para que não ocorram prejuízos no futuro.

O sistema de freios é um aspecto fundamental a ser vistoriado. Se desgastado, ele perde a sua capacidade. Sendo assim, pergunte ao vendedor se os tambores foram revisados a cada 10 mil km e se o fluído é trocado todos os anos.

O óleo do motor também precisa de atenção, portanto, consulte o manual do fabricante (que deve ser entregue junto com o veículo) para saber como fazer a manutenção correta. O ideal é que a troca seja realizada a cada 5 ou 10 mil km rodados.

O filtro de combustível é um componente importante, garantido que não entrem sujeiras do tanque de combustível para o motor. A sua troca deve ser feita entre 10 mil e 15 mil km.

O alinhamento e balanceamento do carro também devem estar em dia para o bom funcionamento do veículo, pois, evitam o desgaste indevido dos pneus e ainda economizam combustível, bem como promovem segurança e estabilidade na direção.

As velas atuam diretamente no sistema de ignição, gerando energia para que o motor funcione e, consequentemente, permitindo que o veículo ande. Verifique com o comprador e no manual do fabricante quando a substituição dessas peças deve ser feita, já que isso varia conforme o modelo do carro.

Por último, o sistema de arrefecimento é o que garante que o motor e o restante do carro fiquem na temperatura ideal para funcionar em perfeitas condições. Uma temperatura muito quente pode derreter peças importantes, enquanto um motor muito frio terá problemas consideráveis de desempenho.

Por isso, preste atenção nas bombas d’água, mangueiras e válvula termostática do automóvel, evitando assim surpresas desagradáveis depois da compra.

Opte por marcas que ofereçam garantia

O preço de cada peça de reposição pode variar a depender da marca e da disposição no mercado. Como o melhor parâmetro para fazer uma ótima compra está na confiabilidade do fornecedor, opte sempre por marcas que ofereçam garantias em suas peças.

Um bom atendimento pré e pós-venda também faz toda a diferença, pois, empresas que demonstram pensar no cliente também escolhem os melhores produtos para oferecer aos seus consumidores.

Entendendo a importância de escolher as melhores peças de reposição para o seu carro usado, você terá mais economia na hora de fazer os reparos necessários e ainda conseguirá adquirir um veículo em boas condições por um bom preço. É também essencial optar por um local de confiança, seja online ou físico, para adquirir seu veículo — só assim você terá segurança para realizar uma boa compra de fato.

Quer receber mais dicas e conteúdos incríveis como este? Então assine agora mesmo a nossa newsletter e não perca mais nenhum post do nosso blog!

 

descubra como o modelo da instacarro funcionaPowered by Rock Convert

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *