Conheça os erros mais comuns na venda de veículos usados que você deve evitar

25 de junho de 2019

A venda de veículos usados cresceu consideravelmente nos últimos anos. Nada mais natural, já que os preços competitivos atrelados ao ótimo custo-benefício “arrebataram corações” de muitas pessoas e tornaram o processo mais acessível.

Por outro lado, a comercialização de um carro pode ser muito complexa, já que envolve muitas etapas e burocracia. Entre elas, podemos destacar rapidamente a vistoria, o anúncio e a documentação. Todos esses detalhes acabam fazendo com que o vendedor fique mais vulnerável para cometer alguns deslizes ao longo do processo.

Para tornar sua vida mais fácil, compartilharemos, a seguir, alguns dos erros mais comuns que devem ser evitados nesse momento. Continue a leitura para conferir!

Fazer anúncios pouco atrativos

Os anúncios são determinantes para quem quer realizar a venda de veículos usados com sucesso. Eles podem ser feitos em diversas plataformas, mas não dá para negar que os realizados de forma online são cada vez mais comuns e trazem resultados mais rápidos e efetivos. Portanto, o primeiro erro envolve negligenciar esse canal ou explorá-lo superficialmente.

O segundo erro praticado por muitas pessoas é apostar em um anúncio sem muitos detalhes e, em alguns casos, sem fotos. Isso porque esses dois aspectos são determinantes para que eles sejam mais acessados e, por consequência, potencializem as chances de comercialização. 

Tenha em mente que quanto mais detalhado o anúncio, maiores são as chances de ele receber atenção  no caso da internet, cliques. Por isso, invista em fotos, descrições detalhadas, problemas, defeitos e desgastes.

Lembre-se que ser sincero na comercialização do veículo é uma ótima forma de ganhar a confiança do comprador.

Cobrar valores desalinhados com o mercado

Convenhamos: ninguém gosta de pagar mais caro em algo que não precisa, certo? Por isso, se quer mesmo vender o carro, tenha o cuidado de colocar o seu veículo para comercialização dentro de uma faixa de preço aceitável para o modelo e estado de conservação. Por maior que seja o apego que algumas pessoas têm, é preciso considerar as leis de mercado.

Uma boa alternativa para se direcionar nesse sentido é por meio da Tabela FIPE. Para quem não conhece, ela estima o valor médio de precificação para cada veículo (tendo em vista o modelo, marca e o ano de fabricação).

Com esse valor em mente, vale ainda considerar que o volume pode ser maior (quando o veículo tem acessórios, diferencias ou opcionais) ou  menor (em caso de avarias ou danos). Desse modo, use a tabela como referência, mas não de esqueça de analisar outros aspectos. 

Não ter documentação regularizada

A documentação é outro processo burocrático que merece atenção, principalmente se considerarmos que muitos vendedores deixam esse quesito de lado e acabam passando aperto depois.

O primeiro passo envolve o preenchimento do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRV). Muitas pessoas iniciam a comercialização de um carro sem preencher o cadastro de registro ou, ainda, entregam o documento em branco para que o comprador faça o preenchimento. Por mais tentador que seja, evite essa situação!

O melhor caminho a seguir é você mesmo faz isso. Nesse caso, é importante colocar os dados do comprador, reconhecer firma e garantir, assim, a identidade do documento e fugir de fraudes. Outra dica importante é tirar cópias de toda essa documentação, pois, dessa forma, é possível armazenar tudo por mais tempo, se livrando de possíveis desgastes. 

Depois da compra, é importante realizar a transferência do veículo em um prazo de até 30 dias (partindo da data de preenchimento do CRV). Caso isso não seja cumprido, o proprietário terá que pagar uma multa e, de quebra, perder alguns pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Depois de efetuada a venda, é preciso levar o veículo ao DETRAN para comunicar que o carro não pertence mais a você.

Cair em golpes em que o pagamento não é realizado

É fundamental entregar o carro apenas depois de averiguar se o pagamento integral foi realizado. Como você já deve ter percebido, as fraudes são cada vez mais comuns quando o assunto é a venda de veículos usados, assim como pessoas mal-intencionadas.

Hoje, como boa parte da negociação acontece online, o vendedor fica ainda mais vulnerável para golpes desse tipo. Por isso, certifique-se de que o valor já está na sua conta e que o depósito/transferência foi feito. Só depois de tudo isso concluído é que você pode liberar o carro com mais tranquilidade.

Um cuidado importantíssimo também é evitar assumir os pagamentos parcelados por conta própria, visto que essa prática também está muito associada a golpes. Algumas pessoas acabam se aproveitando da boa-fé alheia para sumirem com o carro e não acertarem o restante das parcelas.

Por isso, caso o comprador precise parcelar, sugira que ele procure um banco para realizar o procedimento. Essa é uma forma de receber a sua parte e deixar a dívida com o próprio vendedor.

Ser assaltado ao combinar um encontro com desconhecidos para avaliação do carro

Uma etapa comum no processo de venda é o interesse do comprador em conhecer o carro. Como você já deve saber, checar a condição real do carro ainda é uma prática que muitas pessoas preferem fazer pessoalmente, pois se sentem mais confiantes e tranquilas. No entanto, é preciso ter cuidado para não passar por nenhum desgaste. 

Isso porque, embora muitas pessoas não pensem, esse momento pode ser explorado para roubos. Nesse sentido, evite dar o seu endereço pessoal ou marcar qualquer encontro em lugares pouco movimentados. Prefira um local público, como os estacionamentos de shoppings ou parques.

Depois de ler este artigo, ficou bem mais fácil entender como uma empresa especializada na venda de veículos pode facilitar o processo, não é mesmo? A InstaCarro oferece uma solução diferente das demais, deixando você mais livre (seja da necessidade de criar anúncios e/ou de manter contato com possíveis interessados no seu veículo). Acredite: a negociação com os lojistas é mais simples e rápida!

Conte com a ajuda da Instacarro nesse processo e garanta mais segurança e agilidade. Entre em contato conosco agora mesmo e descubra como a venda de veículos usados pode ser mais fácil!

Powered by Rock Convert

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *