Carros batidos: vale a pena recuperar para vendê-los?
carros batidos e homem no telefone

Carros batidos: vale a pena recuperar para vendê-los?

Quais são os fatores que devem ser avaliados para entender se vale a pena recuperar carros batidos para vendê-los? Descubra aqui!

O sinistro de um veículo nada mais é do que uma ocorrência que envolve algo previsto no contrato do seguro, como por exemplo, uma batida de carro, mas que não se configurou em perda total.

cta blog venda seu carro

No entanto, sempre que um veículo é acidentado mesmo que seu reparo seja perfeitamente possível e seguro, haverá a desvalorização na hora da venda. Isso ocorre devido ao veículo deixar de conservar as características originais de fábrica, basicamente.

latin ncap carro batido na traseira

Em caso de colisões de pequeno porte, desamassar a região avariada e repintá-la pode ser uma boa para mostrar o cuidado com a manutenção do carro, afinal, mostra asseio por parte do dono. No entanto, se o reparo foi mal feito, seja ele de qualquer ordem, pode ser pior reparar do que deixar do jeito que está.

Sim, realmente é difícil decidir o que é bom e o que não é quando o assunto envolve carros batidos, mas este artigo vai te ajudar a entender as situações e como proceder antes de vender seu carro.

O que considerar após o sinistro?

Antes de pensar na venda de um carro batido, é preciso considerar alguns aspectos para tomar a melhor decisão. A seguir, veja quais são os pontos que mais merecem a sua atenção!

Gravidade da batida

A regra é simples: Quanto mais grave tiver sido a situação, menos interessante se torna o conserto para a venda.  Afinal, se o carro for muito danificado exigirá reparos mais complexos, que vão da lataria até partes mecânicas ou elétricas.

latin ncap carro batido no meio da estrada

Dificuldade de conserto

Ás vezes, o veículo não sofreu um impacto tão grande, mas pode não ser interessante fazer o reparo devido a baixa disponibilidade de peças, como ocorre em carros importados.

Nestes casos, pode valer a pena vender o carro com o devido desconto para o novo proprietário assumir a manutenção. 

Custos do conserto

Pense em um modelo que, zero-quilômetro, custe R$ 90 mil. Para a revenda, entretanto, o valor de mercado é de cerca de R$ 75 mil com dois anos de uso.

Este carro usado sofre uma colisão e o custo para recuperar todos os danos fica entre R$ 30 mil e R$ 40 mil, ou seja, quase metade do valor de revenda dele em condições normais.

Neste caso, reparar o carro e revendê-lo pode ser não um bom negócio, afinal, ele ainda depreciará ainda mais perante o sinistro que sofreu. 

Preço de venda

Em geral, a tabela Fipe considera um preço médio dos veículos para o cálculo dos seus impostos, como seguro e IPVA, por exemplo.

No entanto, somente o Preço de Mercado considera o valor médio desse carro de acordo com certas características de quilometragem, manutenção e documentação veicular.

Carros batidos, de uma maneira geral, são vistos como menos seguros se o reparo não tiver sido feito da maneira correta. O problema é que, muitas vezes, não é possível definir se o reparo foi feito da maneira correta ou não.

Dessa forma, carros com sinais de reparo tem depreciação no valor de acordo com o tipo de reparo identificado, e isso pode variar desde um para-lama trocado até uma aparente longarina recuperada.

Como diminuir o prejuízo?

Diante de carros batidos e reparos caros, muitos donos se veem frente a uma situação de dúvida: mesmo quando a restauração é viável, existe uma perda no valor de revenda e ela nem sempre é compensada.

Para decidir quando reparar e quando não reparar carros batidos, as dicas são:

1. Considere acionar o seguro

Se o veículo teve a chamada perda total e se o seguro estiver em dia, a empresa fica obrigada a arcar com os custos da “perda total” e pagar o preço de tabela do veículo estipulado no seu contrato.

Esse valor pode ser de 80% do valor de tabela, 90%, 100% e, em alguns casos, até 110% do valor da tabela Fipe. Portanto, confira o que diz o seu contrato para não ser surpreendido.

Caso o veículo não sofra a chamada “perda total”, a seguradora pode custear parte do valor do conserto, desde que sejam respeitadas condições, como a franquia (valor em dinheiro que a seguradora é responsável caso haja sinistro com indenização parcial).

Pense em um seguro cujo reparo ficou em R$ 7 mil e que tem franquia de R$ 5 mil. Nesse caso, a seguradora pagará apenas R$ 2 mil. Ainda assim, há uma redução no prejuízo se a reparação particular fosse o método escolhido.

2. Venda para uma pessoa física

O método menos indicado é vender carro para pessoa física. Nessa situação, é possível calcular os custos da desvalorização causada pelo acidente e, a partir disso, a venda é negociada e concretizada.

No entanto, infelizmente este é o método mais comum de revenda do veículo sinistrado para esconder os reparos feitos nele. Caso opte por essa venda, seja transparente e não haja de má-fé.

Caso o novo comprador descubra que foi enganado pelo vendedor, poderá entrar com uma ação judicial e rever seus direitos, cancelando a compra e até ganhando uma indenização sobre isso.

3. Faça a venda para uma empresa especializada

Diante de carros batidos, o melhor a fazer quanto à venda é procurar uma empresa especializada, como a InstaCarro.

A InstaCarro fará uma avaliação detalhada do veículo e analisar quais reparos foram feitos, suas condições atuais, quilometragem e estado da documentação.

Mediante essa análise, disponibilizará os dados para uma rede de 4.000 lojistas que farão ofertas pelo carro, sabendo de sua real condição e precificando-o de acordo com o mercado.

Seja ele reparado ou não, o vendedor receberá ao término de 24 horas a maior oferta entre os lojistas e decidirá se aceita vender o veículo ou não, sem compromisso.

Se aceitar, o pagamento é feito à vista, via TED ou PIX, tudo com rapidez, segurança e com zero burocracia.

Posts relacionados

Novo Polo Rock in Rio: VW lança versão especial, confira

Novo Polo Rock in Rio: VW lança versão especial, confira

Em comemoração aos 40 anos do festival Rock in Rio, a Volkswagen lança uma edição especial do Polo Track A…
Lexus ES 300h e NX 350h chegam em 2025 com novidades

Lexus ES 300h e NX 350h chegam em 2025 com novidades

Modelos híbridos da Lexus ES 300h e NX 350h recebem novos equipamentos como sistema de som Mark Levinson e carregador…
Stellantis investe de R$ 3 bilhões no Brasil para produção de carro

Stellantis investe de R$ 3 bilhões no Brasil para produção de carro

Investimento da Stellantis em Porto Real terá foco na plataforma CMP do C3 e C3 AirCross, mas Jeep Avenger pode…

24 Comments

  1. Rubens Marazo

    Tenho um veículo sinistro/recuperado, vc avaliam carros nessas condições?

    1. Fernando Naccari

      Oi, Rubens. Sim, aceitamos carros recuperados, mas esteja ciente que, normalmente, estes carros tendem a sofrer uma depreciação diferente para os lojistas no mercado.

  2. Daferson Ollan Gonçalves

    Tenho um carro que precisa Fazer algumas manutenções, hoje ele está parado vocês compram? Documentos estão tudo ok

    1. Fernando Naccari

      Oi, Daferson, tudo bem? O carro está funcionando, porém parado ou ele não está funcionando? Caso não esteja funcionando, é recomendado que você primeiro faça a manutenção do veículo antes da venda, pois isso também te ajudará a conseguir o melhor valor por ele.

  3. Giselda

    Tenho um carro sinistrado compram?

    1. Fernando Naccari

      Oi, Giselda! Sim, compramos.

  4. Daniel Hudson Santos

    Ola tenho um carro batido e com sinistro, não foi reparado, vcs compram ?

    1. Fernando Naccari

      Olá, tudo bem? Sim, se o carro ainda tem condições de uso e o sinistro não é de média ou grande monta, é só agendar uma avaliação do seu carro conosco.

  5. Rafael Manoel da silva

    Tenho um Ecosport batido não está andando ele tinha cerca de 70 mil quilômetros rodados bateu de frente mas não afetou as laterais nem os faróis foram afetados vcs compram

    1. Fernando Naccari

      Olá! Compramos veículos que estejam completos e andando. Se estiver com uma batida aparente não tem problema, mas danificado ao ponto de estar sem peças e/ou sem andar, não.

  6. Andréia

    Bom dia!
    Um carro que teve perda parcial,foi reformado perfeitamente,perde o valor de tabela?

    1. Fernando Naccari

      Olá! Sim, carros batidos recuperados, mesmo que bem recuperados, tem prejuízo em sua estrutura e vida útil, por isso, tendem a perder valor sim. O quanto se perde varia muito do tipo de dano causado e na recuperação, bem como se há algum apontamento na documentação (por exemplo: recuperado de sinistro).

  7. Elizabeth dos Santos Silva

    Olá Fernando tenho um carro gol que foi batido na frente, porém já é bastante usado. Gostaria de uma avaliação para vender e também queria saber se vcs compram?

    1. Fernando Naccari

      Olá, tudo bem? Se o veículo for acima do ano 2000, basta agendar uma avaliação dele em nosso site: http://www.instacarro.com

  8. Lucas Eric

    Olá, tenho um carro com uma batida na tampa traseira(porta malas) e alguns arranhoes nas laterais e dianteira do carro pois eu carro ficava na rua e entao ocorreram esses arranhoes. Mas está funcionando tudo certinho. Inclusive o uso. Vocês dão uma olhada pra comprar?

    1. Fernando Naccari

      Olá, tudo bem? Sim, aceitamos carros neste estado, sem problemas. Basta agendar uma avaliação do seu carro no nosso site: http://www.instacarro.com

  9. Juliana

    Tenho um carro batido la lateral na parte da frente do lado direito, infelizmente meu seguro não cobre batidas de terceiros. Ele é de 2004 você compram ele?

    1. Fernando Naccari

      Olá, tudo bem? Sim, nós aceitamos carros batidos, porém, ele precisa estar funcionando, ok? Caso a batida tenha deixado ele sem funcionamento, não.

  10. José Rocha

    Olá Fernando
    Estou em vias de comprar uma TR4 4X4 2015 q sofreu batida frontal foi a leilão e aparentemente (imagens)está totalmente reparado. O preço fipe é 71.000. O preço que pagarei é 65.000 incluindo transporte do Paraná até Alagoas.
    Pergunto: vale a pena o risco?

    1. Fernando Naccari

      Oi, José. Tudo bem? Então, a redução neste valor em redução à Fipe parece pouco, mas sem saber se o acidente foi de pequena, média ou grande monta, fica difícil saber se está justo ou não. Por estar em um leilão, parece caro. Você conseguiria achar no mercado de usados o veículo nessa faixa de preço.

  11. Eloi

    Olá, vocês atendem também no Rio Grande do Sul?

    1. Fernando Naccari

      Olá, tudo bem? Não, por enquanto não temos atividades no Estado.

  12. JOSEMAR DA SILVA DOS SANTOS

    Oi boa, então tive um imprevisto acidente cair em uma valeta e virou o carro fez um estrago na frente e amassou o teto, acionou o ayberg na pancada e estou pensando em vender para tentar financiar um outro será que tem possibilidade?

    1. Fernando Naccari

      Olá, tudo bem? Neste caso, se houve avaria estrutural, como parece que houve (com o amassado do teto), é um veículo que não deve ser recuperado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *