Tudo o que você precisa saber sobre o Ford Fiesta
ford_fiesta_titanium_plus_92

Tudo o que você precisa saber sobre o Ford Fiesta

O hatch compacto Ford Fiesta foi produzido no Brasil em três gerações e agrada a diferentes públicos; saiba mais sobre o modelo a seguir

O Ford Fiesta estreou no mercado automotivo brasileiro em 1995, em sua 3ª geração. Inicialmente importado da Espanha, ganhou produção nacional já no ano seguinte, quando foi lançada por aqui a 4ª geração do compacto.

cta blog venda seu carro
quanto vale esse carro na instacarro

Depois desse Fiesta brasileiro pioneiro, o hatch foi comercializado também na 5ª e na 6ª gerações. Automóveis que podem ser encontrados em grande número no mercado de carros usados principalmente por conta do apelo de baixo custo dos carros de 4ª e 5ª geração. Conheça mais sobre o hatch da Ford a seguir.

As gerações do Ford Fiesta

ford_fiesta_5-door_658

O Ford Fiesta de 4ª geração foi o primeiro automóvel lançado pela marca americana no Brasill após o fim da Autolatina.

Produzido em São Bernardo do Campo (SP), era visualmente idêntico ao carro vendido na mesma época no mercado europeu, trazendo inclusive a mesma linha de motores: os 1.0 e 1.3 da veterana linha Endura-E e também o moderno 1.4 16V Zetec-SE na versão de topo CLX 1.4.

ford_fiesta_5-door_658

Essa geração recebeu uma reestilização em 1999, como linha 2000, o Fiesta ganhou os novos motores Zetec Rocam 1.0 e 1.6, de produção brasileira e que substituíram os propulsores Endura-E e Zetec-SE. Um dos destaques dessa geração foi a série especial Sport, que trazia um kit aerodinâmico exclusivo e podia ser adquirido nas motorizações 1.0 e 1.6.

Foi nessa geração que o compacto foi vendido pela primeira vez no mercado automotivo brasileiro na carrocerias sedã, que vinha importado do México. Durou até 2006, na versão de entrada Street.

Ford Fiesta Class 1.6 - carros até 30 mil

A 5ª geração veio em 2003. Diferente do antecessor, era produzido na então nova fábrica de Camaçari (BA) e trazia um projeto simplificado em relação ao carro europeu, além dos motores 1.0 e 1.6 da linha Zetec Rocam. Essa geração teve a opção de um 1.0 sobrealimentado, que recebeu o nome Supercharger e contava com um compressor mecânico no motor para desenvolver 95 cv.

Ford Fiesta Rocam

Além da carroceria hatch de cinco portas, foi produzido também na variação sedã. Em 2007 e 2010, o modelo ganhou duas reestilizações exclusivas para o modelo feito no Brasil, que distanciaram o compacto ainda mais do seu equivalente europeu. Durou até 2014.

Ford New Fiesta

A 6ª geração veio em 2010. Inicialmente importado do México na carroceria sedã, ganhou a variação hatch de cinco portas no ano seguinte. Desta vez, trazia novamente o visual em sintonia com os mercados internacionais, além do motor 1.6 da família Sigma.

A fabricação nacional veio em 2013, acompanhada de uma reestilização visual e do lançamento de uma opção 1.5 da família Sigma. Posteriormente, o modelo incorporou ainda o motor 1.0 turbo EcoBoost. Em 2017, veio uma reestilização exclusiva pra o Brasil. A produção local foi encerrada em 2019.

Ford Fiesta

O Ford Fiesta no mercado de usados

Os Fiesta de 4ª e 5ª geração são opções interessantes para os que buscam carros acessíveis e de bom custo-benefício, podendo ser encontrados no mercado de carros usados por valores abaixo de R$ 20 mil (4ª geração) e por volta de R$ 15 mil a R$ 30 mil (5ª geração).

No caso dos carros de 4ª geração, priorize os exemplares da linha 2000 para a frente, que já contam com os motores Zetec Rocam, de manutenção mais fácil e com melhor desempenho.

No Fiesta de 5ª geração, se você busca bom desempenho deve partir diretamente para o 1.6 e fugir dos 1.0 Supercharger, que são mais gastões. Nos dois casos, vale apostar em carros com bom histórico de manutenção, já que o sistema de arrefecimento é um dos pontos críticos do motor Zetec Rocam.

Já o Fiesta de 6ª geração agrada pela boa oferta de equipamentos de segurança e pelos bons motores da família Sigma. Em termos de conteúdo, a melhor safra é a dos hatches de produção nacional. Mas fuja dos carros equipados com o problemático câmbio automatizado Powershift

Como funciona a avaliação e venda na InstaCarro?

Na InstaCarro, toda a jornada de venda começa com uma avaliação gratuita do carro por um profissional qualificado, que pode ser feita em uma das lojas físicas da plataforma ou na própria casa do cliente.

As fotos e informações da avaliação são então disponibilizadas em uma plataforma digital, onde lojistas de todo o Brasil fazem ofertas pelo automóvel.

Esse processo acaba com o envio da maior proposta ao proprietário, que fica livre para aceitar ou não o valor. Caso aceite, toda a parte burocrática fica por conta da InstaCarro, com o pagamento pelo seu carro em até 24h.

Posts relacionados

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Os golpes na compra e venda de carros no Brasil ainda estão em alta, confira os modelos mais visados pelos…
Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi lança modelos A4 e A5 com preços até R$ 394.990,00 para A5 na versão topo de linha A Audi…
BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

Edição limitada e mais potente do BMW M3 CS: apenas 17 unidades disponíveis que já foram vendidas no país. A…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *