8 cuidados essenciais para negociar carro com revendedoras

30/08/2018

Quanto mais informações tivermos na hora de negociar carro com revendedoras, melhor! Nesse processo de compra e venda há diversos aspectos que precisam ser considerados como, por exemplo, saber como tudo funciona para que seja possível evitar perdas financeiras e eventualidades desagradáveis, principalmente se você for vender seu carro na internet.

Se você quer vender seu carro para uma revendedora e não sabe como fazer, anda sem tempo para pesquisar tudo ou não sabe quais são os pontos mais importantes, este artigo te mostrará, com algumas dicas e orientações essenciais, tudo o que você precisa saber. Continue conosco e boa leitura!

1. Preços

É um erro acreditar que negociar carro com revendedoras com os mesmos valores encontrados nos índices de preços, como a tabela Fipe, ser sempre possível. Os catálogos de preços indicam os valores praticados pelo mercado e não aqueles que as revendedoras estão dispostas a pagar.

Antes de dar início a qualquer negociação, o recomendado é que o proprietário faça uma profunda pesquisa de preços por meio dos classificados e da internet, por exemplo.

Consulte tantos os índices oficiais quanto a média dos classificados. Ao ter essas referências será possível avaliar de forma mais clara quais são os preços oferecidos pela revendedora. Com isso, será possível encontrar um equilíbrio entre o que você quer o que a agenciadora oferece. Na InstaCarro, o processo de Inspeção Veicular é gratuito, sendo uma ótima opção para realizar esse tipo de pesquisa.

2. Histórico veicular

É importante ter em mãos os principais documentos referentes ao carro. Entre aqueles que são mais relevantes temos as notas de revisões, eventuais trocas de peças realizadas em oficinas mecânicas e o manual do proprietário com todas as manutenções feitas pela concessionária devidamente documentadas.

Manter os documentos em ordem (e em dia), além de passar uma imagem de organização, fará com que a revendedora veja segurança na negociação. Afinal, quem é organizado tende a cuidar bem do carro — o que é mais um ponto a favor.

3. Perícia

Qualquer pessoa, concessionária ou revendedora, antes de comprar um veículo, quer saber se ele está em bom estado. Nesse sentido, um laudo de perícia é essencial até mesmo para comprovar que o carro vale mesmo aquilo que você está pedindo. Esse também é outro fator que gera mais confiança para o comprador.

Há uma série de empresas confiáveis no mercado que disponibilizam serviços de inspeção que levam em torno de meia hora para serem realizados. É um investimento que valerá a pena, uma vez que ajuda na venda. Além disso, existem plataformas online que podem ajudá-lo nesse sentido.

4. Estado do carro

Mesmo que seu carro seja relativamente novo ou pouco usado, é importante mantê-lo sempre limpo e bem apresentável, tornando mais fácil atrair a atenção de possíveis revendedoras interessadas. Já ouviu o ditado de que é “a primeira impressão a que fica”? Pois bem, ele se aplica perfeitamente aqui.

Manter tanto quanto possível o estado de conservação do carro (estofados, lataria, pintura) é um grande diferencial na hora de negociar a venda. Lembre-se que coisas simples, como odores ou cheiro de cigarro, dentro do veículo contribuem para uma perda de valor de negócio.

5. Revisões

Da mesma maneira que a perícia tem seu peso, a revisão também entra em cena para ajudá-lo a ter mais credibilidade no momento de negociar carro com revendedoras. Itens como alinhamento, amortecedores, fluidos e freios precisam estar em ótimo estado de funcionamento. Dessa forma, a revendedora se sentirá mais segura para fechar o negócio.

Caso seja necessário você também poderá fazer pequenos reparos no veículo tendo em vista a valorização do carro. Para isso, nunca se esqueça de procurar uma oficina de confiança para evitar possíveis “enganos”.

6. Peças originais

A regra é simples: quanto mais original estiver o carro, melhor será para as vendas. Mexer muito no veículo na hora de revendê-lo não é uma opção das mais interessantes. Muitos incrementos, em vez de elevar o valor do carro, jogam os preços no chão.

Partindo desse princípio, faça o possível para tirar todas as customizações que foram feitas como itens esportivos e rodas maiores. O carro pode até ser comprado com tudo isso, mas encontrar uma revendedora que esteja com coragem de enfrentar o desafio que é o problema.

7. Documentação

O processo envolvendo a documentação de compra e venda de carros para revendedoras é muito mais fácil do que boa parte das pessoas costuma imaginar. É bem provável que você não terá o trabalho de procurar cartórios e despachantes, já que as próprias revendedoras têm contatos dos serviços essenciais nessas negociações.

Por outro lado, isso não quer dizer que podemos descansar. É essencial que tenhamos um bom conhecimento das obrigações legais para que não surja nenhuma surpresa desagradável.

8. Momento ideal

Além dos cuidados de caráter técnico, precisamos também ter atenção ao momento ideal de negociar carro com revendedoras. O motivo mais importante para isso é o fato de que, assim como você, há milhares de outras pessoas fazendo o mesmo. Sendo assim, temos que ficar atentos ao mercado para aproveitar as chances.

Nesse sentido, prepare seu carro com todos os pontos abordados acima e procure se informar sobre qual é a melhor época para dar início às negociações. Por outro lado, nunca esqueça o carro na garagem aguardando esse período. É importante deixá-lo sempre pronto, até porque não sabemos quando uma oportunidade de vendas surgirá.

Por fim, use a internet! Com ela temos uma infinidade de possibilidades envolvendo compra e venda, mas para isso, é importante que você procure sites e plataformas confiáveis como a InstaCarro que oferece todo o suporte necessário para uma negociação com transparência nos processos de inspeção, além de eficiência e segurança em todas as fases.

Então é isso, se você está planejando negociar a venda de seu carro é essencial que você tenha em mente todos os itens que abordamos neste conteúdo. Se a princípio você achar algo um tanto trabalhoso tire esse pensamento da mente e lembre-se que estamos tratando de um bem cujo valor é relativamente alto. Sendo assim, todo cuidado é pouco!

Agora que você sabe mais sobre como negociar carro com revendedoras, aproveite para assinar nossa newsletter. Assim, você receberá em primeira mão muitas outras dicas e sugestões sobre o mercado de compra e venda de carros.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *