Arranhões no carro: como eles podem desvalorizar seu veículo?

03/01/2019 arranhões no carro

Os veículos bem conservados são mais valorizados em um processo de venda. Às vezes, simples arranhões no carro podem implicar na perda de valor. Por isso, vale a pena manter seu automóvel em bom estado, mesmo que não esteja pensando em vendê-lo no momento — considere que, sendo uma propriedade sua, ele também deve ser um bem que apresente um valor de mercado satisfatório.

Um dos problemas mais comuns, a que mesmo os motoristas mais cuidadosos estão sujeitos, é o arranhão. A lataria pode sofrer riscos sem que a pessoa perceba. Para reduzir essa possibilidade, é importante deixar o veículo guardado em um local seguro, evitando, assim, a ação dos “vândalos” das ruas.

Veja como os arranhões no carro podem desvalorizá-lo e algumas formas de removê-los!

Avalie o risco

Quanto maior e mais profundo for o arranhão, mais ele contribuirá para a desvalorização do produto. Os arranhões afetam a estética do veículo, prejudicam sua aparência e causam uma imagem negativa para quem vê, especialmente para as pessoas que desejam comprar.

Alguns riscos podem ser removidos em casa mesmo. Outros exigem um tratamento mais profissional, que deve ser realizado por profissionais de uma oficina mecânica. Às vezes, é preciso pintar novamente o veículo, o que sai mais caro e, se a finalidade for vendê-lo, esse custo terá que ser repassado ao comprador, ou seja, um preço mais alto e, possivelmente, mais dificuldades de vender. Caso queira vender logo, a pessoa assume o custo da pintura sozinha, o que representa um prejuízo na hora da venda.

Vejamos algumas formas de resolver o problema dos arranhões no carro.

Use a cera

A cera é aplicada com a finalidade de conferir brilho à pintura, bem como retirar os riscos e as manchas mais superficiais.

Esses arranhões no carro são causados por unhas de animais, rebites de metal de certas calças e outras coisas.

Aplique a massa fina

A massa fina tem como finalidade polir a lataria, removendo arranhões mais profundos e manchas que algumas árvores costumam deixar. Sua ação é mais intensa que a da cera, exigindo um certo conhecimento para a correta aplicação, especialmente em pinturas mais escuras.

Trata-se de um abrasivo que pode causar as chamadas “marcas de boina”, hologramas que surgem depois de algumas lavagens porque as massas que contêm óxido de alumínio são, em geral, acompanhadas por engordurantes que mascaram certas irregularidades, mas apenas temporariamente.

Use a politriz

Para espalhar a massa na superfície, pode-se usar um equipamento chamado politriz. Existem grandes probabilidades de o motorista fazer um estrago em seu carro se não a utilizar corretamente — tanto que lojas que vendem esse produto costumam oferecer cursos também.

Há politrizes com nanotecnologia de cerâmica, que retiram uma camada menor de verniz e são usadas em veículos mais luxuosos. Em modelos mais velhos, os polidores à base de óxido de alumínio são mais recomendados.

A politriz também pode ser usada para aplicar a cera.

Use o disco de polimento

O disco de polimento ajusta-se à politriz para a aplicação da massa fina sobre os arranhões no carro. Ou seja, eles devem ser usados conjuntamente.

Primeiramente, comece o polimento com velocidade mínima e, gradualmente, aumente a velocidade até chegar a 2.000 rotações por minuto (RPM). É fundamental ler o manual de instruções antes de usar os equipamentos.

O ideal é, na primeira vez, chamar um profissional para realizar a operação ou levar o carro à oficina.

Aplique a lixa 2.000

Também deve ser aplicada, de preferência, por profissionais. Ela é utilizada com água, mas apresenta um elevado potencial para desbastar. Assim, pode remover toda a camada de verniz do automóvel, causando a opacidade da pintura.

Uma pessoa inexperiente pode até remover a pintura completa ao aplicar a lixa 2.000!

Essas são algumas formas de você tirar os arranhões no carro, que sempre favorecem sua desvalorização. No final do procedimento, sempre lave o veículo.

Se você deseja deixar seu carro como novo depois da lavagem, aproveite para ler outro post do blog e conferir as dicas!

 

Powered by Rock Convert

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *