Descubra como vender carros antigos de forma eficaz!

17/05/2019

Quando falamos sobre vender carros antigos, todo o tema vai muito além de uma questão de gosto pessoal, modelo ou marca. Há muitos fatores envolvidos que podem tanto ajudar quanto dificultar o processo de negociação.

Não raro, esses veículos são apresentados como um estilo de vida e carregam uma personalidade única. Tudo isso já indica o tratamento peculiar que devemos dar a eles, tendo em vista fechar o melhor negócio possível.

Por outro lado, obter um bom valor na venda não é algo fácil, tendo em vista os pontos observados acima. É aí que surgem as maiores dificuldades e, por isso, é essencial que além de anunciar corretamente, apelemos para o lado emotivo do potencial comprador.

Em se tratando de carros antigos, os cuidados com todas as fases devem ser redobrados e diferenciados. A seguir, selecionamos algumas dicas práticas nesse sentido. Acompanhe e saiba como agilizar o processo de venda de seu veículo!

Cuidar do visual de seu carro antigo

A “primeira impressão é a que fica”: essa é uma frase mais do que verdadeira em se tratando da venda de carros antigos. Os cuidados com a aparência são essenciais para que eles fiquem mais atrativos aos potenciais compradores.

Então, antes de começar a tirar fotos e publicá-las no canal escolhido, procure fazer uma limpeza interna e uma lavagem geral impecável no carro. Dar uma mão de cera também ajuda: vai fazer com que o carro passe uma sensação e a segurança de que o dono é cuidadoso, além de estar em bom estado.

O seu carro antigo pode ser perfeito e estar funcionando tranquilamente, mas, se não estiver bem limpo, é possível que o comprador tenha dúvidas logo de cara. Portanto, tome cuidado!

Apele para o lado emocional

Muitas vezes, ao vender um carro antigo, por hábito ou falta de um pouco de pesquisa e experiência, apenas nos concentramos no valor que queremos como forma de diferenciar e chamar atenção para o negócio.

É claro que isso é importante e altamente recomendado. Por outro lado, profissionais de marketing e publicidade recomendam que, sempre que possível, devemos apelar para o lado emocional da pessoa. Ou seja, incluir na negociação valores pessoais que são fundamentais para o comprador.

Nesse sentido, podemos procurar formas de abordar a história, a trajetória e o que a pessoa ganhará ao adquirir o veículo, isto é, o que aquele modelo oferece como vantagens e exclusividade — e que podem ser interessantes para ele. Para isso, devemos conhecer bem o interessado e, nesse caso, uma pesquisa sobre seus gostos, necessidades e objetivos já é de grande ajuda.

Escolha o local correto para anunciar

Utilizar sites que sejam referência no segmento, que utilizem ferramentas de ponta e uma equipe qualificada para dar suporte no negócio de venda de carros antigos é fundamental.

Um exemplo prático de sites confiáveis nesse assunto é a plataforma InstaCarro. Desde o primeiro momento, quem pretende anunciar tem acesso a todas as informações e sobre como funciona todo o processo na prática. E, além disso, estamos falando sobre um site especializado no assunto.

Se você escolheu um canal de comunicação que não oferece todas as informações necessárias, demora a dar respostas e tem processos um tanto obscuros, comece a rever sua opção!

Preze pela quantidade e qualidade das fotos

Uma primeira observação é que não adianta muito ter quantidade se não há qualidade. Por isso, é recomendado que se use algo em torno de cinco a sete fotos para aumentar as chances de conversão em vendas. Quando observamos os pontos mais importantes do carro, fica claro que menos do que isso não dá conta do recado.

Para cuidar da boa qualidade das imagens, voltamos à nossa primeira dica: temos que deixar o carro com a melhor aparência possível. Após isso, as fotografias devem ser feitas de forma que todos os detalhes sejam evidenciados — traseira, dianteira, interior, rodas, painel, consoles e até o motor!

Fique atento à luminosidade do lugar. Se for possível, busque fazer as fotos durante o dia e em local onde o sol não provoque tantos reflexos.

Cuide de documentos e transferência

Nada pior do que encontrar o cliente perfeito para comprar seu carro antigo e ser obrigado a desfazer o negócio, não é mesmo? Para evitar todos os possíveis problemas, vale a pena ter um cuidado extra com toda a documentação que possa ser necessária para que a venda seja concluída com sucesso.

Não raro, — e é até compreensível — que devido ao tempo, acabamos nos esquecendo de algo. Por isso, revise tudo o quanto antes. Lembre-se que o contrato de compra e venda evita uma série de problemas no futuro!

Prezar pela segurança é algo que sempre vale a pena, ainda mais quando consideramos que vender um carro antigo é um processo que envolve muita atenção e delicadeza. Ninguém quer entregar o carro e depois perceber que o “comprador” desapareceu!

Quando se opta por deixar as recomendações de segurança de lado, o prejuízo pode ser grande na venda de carros antigos. Claro que todos esses problemas podem ser evitados quando você busca a ajuda de quem entende do assunto.

Agora que você conferiu nossas dicas para vender carros antigos, aproveite e se inscreva em nossa newsletter para receber em seu e-mail novidades e orientações sobre compra e venda de veículos!

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *