Os Hyundai usados fazem sucesso hoje em dia!

24/02/2018 Hyundai usados

Mesmo não sendo líderes do mercado, algumas marcas de carro atingem uma grande parcela dos consumidores de automóveis devido suas qualidades inovadoras. O design e a tecnologia, por exemplo, contam muito. Nesse sentido, para trocar de carro, os Hyundai usados podem ser uma boa opção.

Desde 2007 em solo nacional, a montadora tem o DNA asiático: tecnologia e durabilidade. Tão moderno quanto o Corolla, da Toyota, os carros da Hyundai oferecem muitos benefícios para os seus proprietários. Com a recente instalação de uma fábrica no Brasil, os preços ficaram mais acessíveis — consequentemente, as vendas subiram.

Confira o post abaixo e saiba mais sobre a trajetória da Hyundai nos últimos 11 anos!

O começo da trajetória no Brasil

Formando uma parceria com o Grupo CAOA — que dura até os dias de hoje —, a Hyundai desembarcou no Brasil em 2007. Naquela época, no entanto, a produção se limitava aos comerciais leves — dentre eles o Hyundai HR, que ainda é o líder do seu segmento. Pode-se dizer que começava, aí, uma nova época para o mercado automotivo.

Não que a montadora sul-coreana seja a líder do ramo automobilístico nos dias de hoje, mas é fato que tanto os Hyundai usados como os novos atingem ótimos números de vendas. Para chegar nesse patamar, o seu primeiro modelo chegará às lojas em 2010: o Tucson foi um marco, visto que vendeu muito bem na época.

Com o tempo, novos modelos chegaram às lojas do grupo. O Santa Fé, por exemplo, semelhante à Tucson, é um outro veículo que conquistou os consumidores. Com designs inovadores e uma proposta nova de automóvel, a Hyundai não precisou de muito tempo para se estabelecer no mercado.

Atualmente, as duas empresas ainda mantém a parceria. A CAOA possui uma linha de montagem em Anápolis (GO), e lá acontece a produção de futuros modelos Hyundai usados como o iX35 e o New Tucson. Em 2012, no entanto, a Hyundai deu um grande passo para aumentar as suas vendas: abriu uma fábrica própria, em Piracicaba (SP).

A construção da primeira fábrica no hemisfério sul

No dia nove de novembro de 2012, a Hyundai deu um grande salto para se estabelecer não só no mercado automobilístico brasileiro, como o de boa parte do hemisfério sul. William Lee, presidente da Hyundai Motors Brasil, que não possuir uma fábrica no Brasil é um erro, visto que o país está estrategicamente muito bem posicionado no hemisfério.

Montada na cidade de Piracicaba, no estado de São Paulo, inicialmente a fábrica tinha como meta realizar a produção de 150 mil veículos por ano, com dois turnos de trabalho para os funcionários. Atualmente, há um turno a mais de labuta, e são produzidos em torno de 36 veículos da Hyundai por hora.

A inauguração do estabelecimento, inclusive, foi o marco para a saída de Chang Kyun-Han da presidência nacional da montadora. Com a marca estabelecida na América Latina e no Brasil, o sul-coreano se viu pronto para retornar ao seu país natal, deixando a companhia nas mãos do atual mandatário, William Lee.

Mesmo tendo uma fábrica a disposição, os Hyundai usados produzidos em Piracicaba são apenas o HB20, o HB20S e, recentemente, o Creta. Os outros veículos tem como origem a linha de montagem da CAOA, em Anápolis — eis, então, o motivo para os sul-coreanos manterem a parceria com o grupo automotivo.

Hyundai conseguiu fazer “50 anos em cinco”

Com U$S 600 milhões investidos inicialmente, a fábrica em Piracicaba foi um marco para a montadora sul-coreana. Como dito, alguns carros da marca Hyundai, naquele momento, passariam a ser produzidos em solo nacional. Isso a possibilitou de investir em diversos projetos de marketings e publicidade para alavancar as vendas.

O HB20, por exemplo, se tornou um dos melhores carros populares do mercado. Com a produção nacional, os preços caíram, e a demanda aumentou consideravelmente. No interior paulista, além do popular, a marca produz o HB20S e o Creta — que entrou no cronograma da fábrica como uma aposta da montadora para liderar o segmento.

Para montar em sua fábrica, a Hyundai tem preferência pelos modelos que julga poder atingir melhores desempenhos no mercado automobilístico. Coincidência ou não, dentre todos os carros vendidos em 2016 pela montadora, 85% foram produzidos na fábrica de Piracicaba — em torno de 168 mil veículos.

Com mais de 150 robôs e em torno de 2,5 mil funcionários, a Hyundai chegou a fechar o ano retrasado na quarta colocação do mercado — somando os rankings de automóveis e comerciais leves. Fora as gigantes Chevrolet, Fiat e Volkswagen, a Hyundai é uma das marcas mais estabelecidas do ramo — ótimo para quem acabou de completar apenas 10 anos de presença no país.

Ótimo desempenho dos produtos fabricados em Piracicaba

Como demonstrado anteriormente, há diversos fatores positivos para a Hyundai em relação a produzir os modelos na sua própria fábrica, em Piracicaba. Dentre os sete postos de produção que a montadora detém ao redor do mundo, o do Brasil é apenas o sexto que mais produz carros ao ano: 198 mil unidades.

Tendo em vista que a fabricação não é tão extensa quanto, por exemplo, na Coréia do Sul — 1,9 milhões de veículo ao ano —, a marca produz os futuros Hyundai usados que mais tendem a vender bem no mercado.

No geral, em 2016, o Brasil foi o quinto país de maior emplacamento de futuros Hyundai usados, abaixo apenas da China, Coréia do Sul, Índia e Estados Unidos.

Vendendo Hyundai usados com a Instacarro

Quer vender Hyundai usados de forma rápida e sem nenhuma dor de cabeça envolvida no processo? Saiba que o melhor lugar para fazer isso é na Instacarro! Resolvendo o processo da venda — desde a avaliação do seu veículo até a transferência de toda a documentação. Para conhecer o nosso serviço, entre no site e agende uma inspeção gratuita!

Venda o seu carro em 3 passos!

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *