Tabela FIPE — Conheça a bíblia de quem quer vender um carro

27/04/2018

Quando o assunto é comprar ou vender um carro, não tem como fugir: a maioria dos negociadores recorre a famosa tabela FIPE. Ela pode é a referência mais famosa nesse sentido, revelando o preço “ideal” para diversos modelos de carro, considerando sempre uma diversidade de fatores, como o ano de fabricação, versão e vários outros detalhes.

Ainda assim, muitas pessoas ficam um pouco perdidas sobre o tema e sem entender se o preço tabela FIPE é um determinante ou não. Se essa é a sua situação, então é hora de entender um pouco mais sobre o assunto e deixar as dúvidas para trás de uma vez por todas. Vamos juntos nessa?

O que é a Tabela FIPE, afinal?

Como adiantamos, a tabela FIPE é a principal referência para pessoas que querem comprar ou vender veículos usados ou seminovos. Entretanto, o trabalho não é feito da cabeça de alguém ou sem um fundamento — muito pelo contrário, por sinal.

Organizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas desde 1973, os estudos para formular a tabela surgiram de forma elaborada. O primeiro objetivo de auxiliar alguns cursos da USP, como Administração, Economia e Contabilidade.

Só que o órgão de pesquisas é tão renomado que também presta serviço ao Governo e outras empresas privadas, o que fez com que suas entregas ganhassem cada vez mais força. Como você deve imaginar, não foi diferente no caso da tabela FIPE — e prova disso é que ela acabou se tornando um de seus principais produtos. Agora que você já sabe basicamente o que é a tabela FIPE, veja adiante como ela funciona.

Como funciona a Tabela FIPE?

A formação do conteúdo é um tanto quanto complexa e envolve muita análise. Para você ter noção, todo o índice é baseado em uma coleta um tanto quanto trabalhosa e que considera o preço de carros, motos e caminhões em todo o território nacional. E isso tudo envolvendo os veículos novos, usados e seminovos (o que expande consideravelmente o trabalho). Consegue perceber como a elaboração é bem trabalhosa?

Além disso, a tabela é atualizada mensalmente, refinando assim os detalhes e trazendo uma visão bem certeira de quanto cada um deles “valeria”. Essa é uma forma de garantir mais credibilidade sobre os preços, pois as pessoas entendem que ele não está ultrapassado.

Ela é definidora na hora da negociação?

Entretanto, é bom ir com calma, afinal de contas, consultar a Tabela FIPE não significa a certeza de um valor. É isso mesmo: o seu veículo pode ter características que podem sinalizar uma depreciação ou valorização do modelo.

Isso significa que a tabela FIPE no Brasil é um forte índice de referência, mas outros pontos podem influenciar fortemente nesse sentido — para cima ou para baixo do valor projetado.

Se o carro está bem conservado, por exemplo, pode ser que consiga um preço melhor na hora de negociar. Afinal de contas, muitos compradores aceitariam pagar um pouco mais por um carro bem cuidado, com pneus trocados recentemente e outros detalhes que fazem diferença.

Por outro lado, se o carro foi muito rodado e apresenta um aspecto ruim, com arranhões e batidas, então pode ser que não consiga negociar o preço projetado pela tabela. É natural que os negociadores tentem puxar o preço um pouco para baixo.

Outro fator que pode influenciar é a localização. Alguns modelos podem ser mais valorizados em alguns estados que outros. Um exemplo são as picapes e SUV, por exemplo, que podem ter um valor mais atrativo de negociação no centro-oeste, local em que o modelo é indispensável para muitos negócios.

Portanto, se encontrar anúncios com preços distintos do previsto pela tabela, entenda que isso é natural. Lembre-se que o proprietário tem autonomia para decidir o valor que acha justo por determinado veículo, afinal de contas, ele está vendendo. O desafio nesse caso é justamente convencer os compradores, caso realmente queira realmente vendê-lo.

Além disso, é bom lembrar de mais um ponto: quem opta por vender em lojas e sites de vendas costuma incluir um valor mais alto. Isso é bem natural, pois envolve outros custos como comissões e margem de lucro — o que acaba influenciando no preço final.

Como consultar a tabela FIPE?

Outras pessoas também acabam desenvolvendo uma curiosidade comum: entender como a tabela é calculada e o que é levado em consideração nesse momento. Dilema muito comum, já que muitas pessoas gostariam de saber um pouco mais sobre o assunto e entender se a negociação é mesmo justa.

Pois bem, segundo um vídeo publicado pela própria Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, o índice representa o preço médio que deve ser cobrado ao consumidor final. Como adiantamos, é feito um levantamento com todos os preços cobrados por marcas e modelos de veículos existentes (considerando sempre o preço para pagamento à vista).

Com o objetivo de ser o mais estatisticamente próximo da realidade, o levantamento exclui preços muito altos e muito baixos, pois representam carros que estão muito melhores (ou piores) que a média normal de conservação. Como contam com particularidades, é normal que não sejam considerados no padrão normal.

Além disso, eles também desconsideram os modelos blindados, carros para frotistas e importação independente. O motivo é o mesmo: veículos nessa situação não representam a realidade, então os preços de negociação também são diferentes.

Como fazer uma negociação?

Como adiantamos, a tabela FIPE pode servir como uma ótima referência, mas está longe de “bater o martelo” quando o assunto é o preço de um carro. Por isso, caso esteja pensando em comprar ou vender um veículo, uma consulta pode ser um ótimo insumo para o preço médio de comercialização.

Ainda assim, como adiantamos, pode ser que o modelo apresente peculiaridades que aumente ou diminua o valor que vai ser negociado. Portanto, se você estiver vendendo, considere esse detalhe e seja mais realista quanto ao preço. Por outro lado, se for um comprador, seja crítico e não aceite qualquer coisa de forma passiva.

Para fechar, tenha em mente onde a negociação é feita. Se envolve uma loja física ou outros revendedores, esteja preparado para pagar um pouco mais também.

Agora que você entende um pouco melhor o que é a tabela FIPE e como ela pode ser útil para a negociação de compra e venda de veículos, não deixe de explorar essa ajuda sempre que for necessário. Esse é um método confiável e que pode ajudar em muitos casos!

Ainda assim, lembre-se que esse é um preço teórico para vendas particulares, ou seja, de pessoa para pessoa. Isso significa que ela não representa o valor comercializado entre concessionárias e lojistas.

E você, tem outros amigos que gostariam de entender um pouco mais sobre os preços da tabela FIPE? Então não perca tempo e compartilhe o texto nas redes sociais. Nos encontramos por lá!

Powered by Rock Convert

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *