Troca de carro: confira tudo o que você precisa saber antes de efetuar a transação!

23/08/2018

Ter um automóvel está entre os principais desejos de consumos dos brasileiros. Diante de diversos modelos, marcas, cores e finalidades disponíveis no mercado, é comum querer realizar a troca do carro depois de determinado período de uso.

São várias as questões que influenciam na hora de trocar carro, sejam elas orçamentárias, gostos pessoais, histórico com a marca, finalidade do uso e entre outros motivos. O importante é que o consumidor esteja sempre bem informado a fim de conhecer bem o cenário do mercado no momento e, a partir disso, aumentar seu poder de negociação.

Neste artigo, vamos falar sobre a troca de veículos e dar dicas que podem ser usadas para ajudar você a fazer a escolha certa sem comprometer o orçamento familiar mensal. Continue a leitura e acompanhe o que deve ser pensado antes de realizar a troca de carro!

Veja como trocar de carro sem prejudicar o orçamento doméstico

Na hora de trocar o carro é preciso estar atento para escolher um modelo que se enquadre no seu orçamento mensal, afinal, não adianta comprar o carro dos sonhos e não ter dinheiro para fazer a manutenção dele, abastecer, pagar os devidos impostos, pagar o seguro etc.

Se a troca for realizada tendo o veículo antigo como entrada para amenizar as parcelas do novo, ainda é preciso adequar mais o valor da mensalidade, para que os ganhos mensais sejam suficientes para fechar o mês sempre no azul. Na troca de carro financiado, todo cuidado é pouco. Para realizar a troca de carro, sem prejuízos ao orçamento doméstico, indica-se ações como:

Faça um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é fundamental para ter consciência da situação orçamentária e a partir dessas informações tomar a melhor decisão, principalmente se você for trocar carro financiado. O ideal na venda e troca de carros é fazer o levantamento de todas as despesas, gastos e ganhos e organizar-se para conseguir as melhores condições de compra.

Juntar o máximo de dinheiro para usar como entrada quando trocar de carro, por exemplo, é uma maneira de conseguir melhores condições de negociação e menores taxas de juros, que acabam encarecendo bastante a compra de um carro financiado.

Com um bom planejamento financeiro, é possível organizar as finanças e fazer uma reserva mensal durante determinado período com a finalidade de realizar a troca do carro ou para trocar moto por carro. Também é possível identificar quais gastos são realmente necessários, eliminando assim despesas supérfluas.

Pesquisar é essencial para realizar a troca certa

Antes de trocar o carro é indicado fazer uma pesquisa aprofundada no mercado e consultar quais são os melhores modelos, preços, condições e demais vantagens oferecidas pelas montadoras e concessionárias.

Quanto mais informação o consumidor tiver, maior será o seu poder de argumentação na hora de negociar, por isso, antes de tomar a decisão final busque pelo máximo de informações possível, tanto se você for realizar a troca de carro por moto ou a troca de moto por carro.

Outra vantagem de realizar uma boa pesquisa antes de trocar o carro é que com o mercado cada vez mais competitivo, as empresas vendedoras têm se esforçado cada vez mais para se destacar da concorrência e, para isso, podem oferecer vantagens em carros para troca, como IPVA pago, tanque cheio etc.

O seminovo como opção

Considerar um carro seminovo como opção de troca pode ser vantajoso para o consumidor, já que, muitas vezes, com o mesmo orçamento disponível é possível encontrar veículos com acessórios e adicionais não presentes no modelo 0 km.

Com a grande desvalorização sofrida por alguns modelos de carros, muitas vezes, comprar um seminovo pode ser um melhor negócio do que um automóvel novo.

É importante ressaltar, no entanto, que essa decisão deve ser pensada a fim de evitar problemas com os modelos seminovos, que podem diminuir as vantagens iniciais apresentadas.

Cotação do seguro

O seguro de um veículo seminovo pode ser consideravelmente menor do que de um automóvel nunca usado, por isso, esse um fator que deve ser considerado na hora de considerar a troca por um veículo seminovo.

O ideal é buscar por modelos que apresentem um bom custo-benefício e esteja dentro de um valor acessível e apresente coberturas de acordo com as necessidades do proprietário e de sua família.

Manutenção do modelo pretendido

Quem compra um veículo seminovo deve ter consciência de que pode ser preciso realizar manutenções mais frequentemente do que em um carro 0 km. Por isso, é importante consultar o valor das peças e da mão de obra na hora de escolher o carro novo.

No geral, os carros mais populares e com montadoras situadas no Brasil apresentam um valor de manutenção menor do que modelos importados e com peças de origem estrangeira.

Sinais que indicam a hora de trocar de carro

Depois de algum tempo de uso, o carro pode começar a dar sinais de que o mais prudente seja realizar a sua troca, para evitar prejuízos e gastos excessivos na oficina. Nesse momento, é fundamental que o motorista esteja alerta e perceba as indicações o quanto antes, aumentando assim as chances de realizar um bom negócio. Entre os principais sinais de que o melhor é investir em um novo veículo estão:

Quilometragem alta

Quanto menor a quilometragem do seu carro maior o poder de negociação na hora de trocar o veículo, por isso, quando notar que o carro já rodou muito, é aconselhável considerar sua troca.

Outro ponto relevante é que se o carro tiver quilometragem rodada acima de 100.000.00 pode começar a apresentar muitos defeitos, aumentando assim os gastos com manutenção, além de sofrer com a elevada desvalorização no mercado.

Consertos recorrentes

Se o carro começa a quebrar e/ou apresentar problemas com frequência, este é um forte indicativo de que chegou a hora de realizar sua troca. Isso porque, os gastos com o mecânico podem comprometer seriamente seu orçamento, além de causar transtornos para o cotidiano, estresse e muita dor de cabeça.

Outro ponto que precisa ser observado é que carros que apresentam problemas com frequência também podem apresentar riscos para motoristas, passageiros e pedestres, uma vez que podem ser motivos de acidentes.

Mudança familiar

Mudanças no núcleo familiar também estão entre os principais motivos para realizar a troca do carro. Entre as modificações mais comuns estão o aumento do número de pessoas na casa — não sendo possível acomodar todo mundo no mesmo veículo — ou necessidades especiais de algum membro da família entre outros.

O importante é encontrar um modelo que esteja de acordo com as necessidades e expectativas de toda a família e atenda a todos com conforto e segurança.

Fim da garantia

Quando termina o prazo de garantia do carro, é indicado considerar sua troca, já que qualquer defeito ou problema apresentado não terão mais a devida cobertura para seu reparo.

Se o valor para a contratação de um seguro que supra essa necessidade for muito elevado, a troca pode ser considerada como uma opção viável pelo proprietário. O melhor, nesse caso, é pensar com calma e decidir somente após considerar qual será a alternativa mais vantajosa.

Queda de preço

Se o carro sofrer muita desvalorização no seu valor de revenda é recomendado realizar a sua troca, caso contrário o proprietário pode levar prejuízo na hora de vender o automóvel.

Não existe um critério específico para determinado carro sofrer uma desvalorização muito expressiva, por isso, é muito importante que o dono esteja sempre atento ao mercado e assim que sentir riscos aumentados, considere a troca por um novo. Modelos que saem de linha, por exemplo, tendem a sofrer maior queda no preço.

Realização de um sonho

Para muitas pessoas a escolha do carro tem um significado a mais, sendo, inclusive, um sonho de consumo ou envolve questões sentimentais. Se o proprietário tiver o desejo por um modelo específico de carro, o ideal é se organizar para satisfazê-lo o quanto antes.

Se o carro tiver um valor elevado, porém, é preciso adequar a sua compra ao orçamento disponível, para evitar que o orçamento seja comprometido.

Defina o tipo de carro que você quer comprar

A escolha de um novo carro pode ser influenciada por fatores diversos, porém é importante que essa decisão seja tomada de maneira racional, afinal não adianta comprar o carro dos sonhos se ele não atender às necessidades do motorista e de sua família, não é mesmo?

Sendo assim, na hora de definir o novo modelo é indicado pensar na finalidade do carro, rotina do núcleo familiar, número de pessoas na casa, quem vai dirigir o veículo e também em questões estéticas de desempenho, a fim de encontrar um veículo que se enquadre nos desejos e expectativas de todos.

Também é importante levar em consideração se o modelo é econômico e se oferece conforto e, principalmente, a segurança necessária para motoristas e passageiros, afinal, a ideia é encontrar o modelo ideal.

Procure programas de vantagens

Os programas de vantagens são oferecidos pelas montadoras e podem oferecer ótimas oportunidades para quem deseja trocar o carro. As vantagens variam de acordo com cada marca e podem ir desde cartões de crédito para a compra do veículo novo, até pontuação com direito a desconto na compra de carros 0 km.

Existem também os planos de fidelidade, que oferecem descontos e mimos para clientes como convites para eventos exclusivos, descontos na entrada de cinemas, teatros, museus, shows etc.

Também podem ser oferecidos bônus para a troca do seu seminovo por um 0 km, além de descontos e IPVA pago, tanque cheio e garantia estendida, entre outros. O importante é negociar!

Pechinchar sempre é bom

Na hora de realizar qualquer compra, pechinchar é sempre indicado. Quando o assunto é a compra de um carro essa necessidade aumenta mais ainda, visto que este é um bem de alto valor, cuja compra precisa ser planejada com a devida atenção.

A dica para tirar proveito do hábito de pechinchar é não tem preguiça, nem vergonha de negociar. Faça uma pesquisa completa sobre o mercado, busque os preços da concorrência, busque a cobertura de ofertas menores pelo mesmo veículo, informe-se sobre o valor do veículo pela tabela Fipe, enfim, busque sempre as melhores condições.

O mercado de carros no Brasil é bastante concorrido, o que dá um poder de negociação interessante para o consumidor, sendo assim é preciso fazer uso dessa vantagem, não é mesmo?

Também é importante se informar sobre as taxas de juros cobradas pelos bancos, caso o consumidor opte pelo financiamento, já que elas podem impactar consideravelmente no valor do veículo.

Quanto mais disposição e conhecimento o consumidor tiver, maiores são as chances dele conseguir os melhores preços e condições na hora de fechar negócio e trocar de carro.

Veja o que considerar na hora de trocar de carro

Pronto! Se você chegou até aqui já conferiu informações relevantes que podem fazer toda diferença na hora de trocar de carro, porém, para ajudar ainda mais, separamos alguns pontos que precisam ser levados em consideração para evitar arrependimentos e dores de cabeça no futuro. São eles:

Valor do seguro

O valor do seguro é um ponto importante a ser levado em consideração na hora de escolher o modelo do novo carro, uma vez que alguns automóveis podem apresentar um preço elevado.

Diversos fatores influenciam no valor do seguro, entre os quais estão o modelo, o ano de fabricação, a idade e o sexo do condutor e até mesmo CEP do local onde o carro vai ser guardado, por isso, é preciso buscar por um valor que esteja de acordo com o planejamento financeiro.

O indicado é realizar uma pesquisa e cotar com diversas empresas diferentes antes de escolher a que ofereça os melhores valores e coberturas.

Peças de reposição

O valor da manutenção do carro, obrigatoriamente precisa estar dentro das suas possibilidades de orçamento. Afinal, de que adianta comprar o veículo que você sempre quis, se quando ele apresentar algum problema você não conseguir realizar o devido conserto?

Ou mesmo as manutenções preventivas, como manter um carro que tenha peças de reposição com valor incompatível com seus rendimentos e despesas mensais?

Apesar de nem todo mundo se atentar a essa questão, não tem como ignorar que carros precisam estar sempre em perfeito funcionamento, caso contrário, o prejuízo pode ser ainda maior quando ele parar de vez.

Antes de fechar negócio o mais indicado é se informar sobre os valores de manutenção, disponibilidade de peças no mercado, custo de mão de obra e acesso a profissionais capacitados para realização do serviço.

Quanto mais fácil for encontrar uma oficina de confiança para realizar o reparo do carro, quando necessário, melhor é para o bolso do motorista.

Valor de revenda

A rapidez e versatilidade presentes no mercado de automóveis faz com que novos modelos sejam lançados a cada ano, cada vez mais modernos, tecnológicos, confortáveis e com visuais diferenciados.

Porém, se por um lado esses avanços contribuem para facilitar a vida dos motoristas, por outro podem fazer com que aumente a desvalorização do veículo seminovo e usado significativamente.

Diante disso, é indicado que o consumidor pesquise quais são os carros que menos sofrem com a queda no valor de revenda e analise quais modelos podem atender suas necessidades, sem que haja perda significativa de seu preço de mercado.

Isso é válido, pois, no futuro quando outra troca for realizada, o consumidor não vai perder muito no valor investido naquele carro no momento da compra, além disso, pode usá-lo como entrada para o novo veículo, aumentando assim o valor da entrada e melhorando as condições de compra.

Veja o que fazer caso queira financiar o seu carro

O financiamento de carros é uma maneira comum encontrada por consumidores que desejam trocar seus veículos com parcelas que caibam no planejamento financeiro, porém é preciso estar atento a esta questão.

Apesar de contrair uma dívida por vários anos, esta é uma alternativa prática que facilita a compra de bens de consumo de valores mais elevados.

O Brasil está entre os países com as maiores taxas de juros do mundo para empréstimos e financiamento, por isso, é indicado que o consumidor faça os cálculos e analise os prazos e condições antes de fechar negócios.

Cada banco oferece taxas de juros próprias, por isso, o mais indicado é comprar todas elas e ver quais são as mais adequadas. Também é preciso pensar em longo prazo e buscar uma parcela que caiba no orçamento, afinal, caso aconteçam atrasos nos pagamentos das parcelas, o valor dos juros pode aumentar mais ainda.

A consequência disso é o endividamento do consumidor, que além de ver o valor do negócio aumentar cada vez mais, ainda corre o risco de ficar sem carro, já que o banco pode entrar com recurso de busca e apreensão do veículo com pagamento em atraso.

Não existe um prazo mínimo para o banco entrar com busca e apreensão, ou seja, a partir de uma parcela em atraso ele já pode entrar com o pedido. Quando isso acontece, o consumidor tem o prazo de 15 dias para apresentar sua defesa e tentar reverter a busca e apreensão, que é possível quando:

• há quitação do contrato: o devedor e vendedor entram em um acordo e o valor restante é pago de acordo com o que foi negociado. Após o pagamento ser realizado, o banco ou financiadora se compromete a devolver o bem apreendido;

• há negociação do valor do contrato: neste caso, o devedor aceita as condições impostas pelo banco e se dispõe a pagar o valor em atraso, mais as despesas com custas e honorários advocatícios, dessa forma, o bem também é devolvido.

A melhor maneira de evitar problemas com taxas de juros e evitar prejuízos, é adotar um comportamento financeiro consciente, assim como fazer uma reserva financeira para cobrir despesas emergenciais, como períodos de perda de emprego ou comprometimento inesperado da renda mensal.

Converse com o vendedor e com o gerente do banco e busque por taxas de juros mais baixas na hora de realizar a compra, principalmente quando tiver um bom valor de entrada. Negociar é sempre o melhor caminho!

Como usar o carro usado para comprar um novo

Utilizar o carro seminovo ou usado na negociação de troca de veículo pode ser vantajoso para o consumidor, porém é preciso saber usar esse recurso a seu favor. Isso porque o comprador pode oferecer um valor menor pelo carro atual, o que pode diminuir seu peso na negociação. Carros em bom estado de conservação com as devidas revisões em dia são mais valorizados no mercado.

Uma dica é não tentar vender o carro antes de mencionar que deseja incluí-lo na negociação de troca, pois se falar sobre a venda logo no início, o vendedor pode tender a avaliá-lo com valor baixo no mercado.

Se o consumidor mencionar que ele será usado como parte da entrada para a troca por um modelo novo, a tendência é que interessado em fechar negócio oferte um preço melhor no seu seminovo ou usado.

Uma outra indicação é fazer uma análise do preço do veículo no mercado, para ter real noção de quanto ele vale antes de procurar a concessionária. Dessa forma, é mais fácil saber se o valor oferecido é justo ou está menor.

Como saber qual carro ideal para mim

O carro ideal para você é aquele que atende as suas necessidades e da sua família, de acordo com seu orçamento mensal e desejo pessoal também. O carro escolhido deve ser funcional e adequado ao seu perfil. Entre os pontos a serem observados na hora de comprar o carro estão:

• motivo — se a compra é por questões emocionais ou racionais;

• estado civil;

• se tem ou pretende ter filhos em período próximo;

• quem vai usar o carro;

• onde o carro vai ser usado — cidade, zona rual, pista, estrada, condições do asfalto etc.;

• frequência de uso do carro — todos os dias, finais de semana, para viagens etc.;

• finalidade do uso do carro — para usar no cotidiano, locomoção, impressionar, experiência diferenciada de direção etc.;

• o que é importante o carro ser — econômico, potente, confortável, ter boa estabilidade nas curvas, ter design diferenciado, recursos tecnológicos etc.

Com o detalhamento completo e sincero da sua rotina, expectativas e necessidades, as chances de acertar na escolha aumentam consideravelmente.

Neste artigo, falamos sobre como o que deve ser levado em consideração na hora de trocar o carro sem que a decisão comprometa o orçamento e cause arrependimentos posteriormente. Com dedicação e pesquisa, é possível comprar o modelo dos sonhos e ficar satisfeito com a decisão tomada.

E aí, pronto para trocar de carro? Se quiser saber mais sobre o tema e receber as nossas novidades, assine nosso newsletter e fique por dentro!

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *