Quando necessário, é importante trocar amortecedor do carro!

26/02/2018 trocar amortecedor

Ao se questionar qual a peça mais importante da mecânica de um carro, provavelmente, o motor será o escolhido. No entanto, devemos saber que há outras peças tão fundamentais quanto, e que devem estar em um ótimo estado para não prejudicar a dirigibilidade do veículo. Nesse sentido, trocar amortecedor quando necessário é essencial.

Realizar esse processo ajuda a manter a conservação de várias outras peças que fazem o carro funcionar. Os pneus, por exemplo, ficam careca de forma mais rápida caso o amortecedor não esteja funcionando de forma adequada. Para saber mais sobre como funciona a suspensão de um carro e quando é a hora certa de trocar amortecedor, confira o post abaixo da Instacarro!

O que é e como funciona a suspensão do meu carro?

É essencial que algumas peças da mecânica de um carro sempre estejam com um bom funcionamento. Suspensão e amortecedores são dois bons exemplos. A primeira, principalmente, é a peça responsável por sustentar toda a estrutura do veículo — junto aos amortecedores, eles trabalham, também, para minimizar os efeitos de valetas e buracos.

As molas são parte desse sistema, também. Trabalhando em conjunto com os amortecedores, sem elas o motorista, com certeza, sentiria uma grande diferença ao trafegar com o seu carro em asfaltos irregulares. A suspensão do veículo também atua muito na hora do veículo realizar curvas.

Assim como realizar a troca de pneus sempre que preciso, a suspensão e todas as peças da sua composição precisam de manutenção em determinada quilometragem do carro. No geral, são necessários de 50 a 70 mil quilômetros rodados para haver a necessidade se trocar o conjunto todo.

Em ocasiões de manutenção recorrente, é possível fazer a troca apenas da peça danificada. Nesse sentido, seus preços variam — molas, por exemplo, costumam custar entre R$ 50 a R$ 150, enquanto os amortecedores oscilam entre R$ 80 e R$ 600.

Se tratando de uma peça estritamente ligada a dirigibilidade do automóvel, é bem provável que o motorista perceberá quando a suspensão estiver danificada. O carro balança tanto que é quase impossível de alguém não perceber.

A importância do amortecedor para qualquer automóvel

Como dito anteriormente, o amortecedor é uma peça importante de todo o sistema de suspensão do carro. Uma das principais qualidades de um bom automóvel é possuir uma dirigibilidade adequada para o seu proprietário. Caso essa não seja a situação do seu veículo, pode ser necessário trocar amortecedor.

Podemos dizer que essa peça possui três funções básicas em relação ao veículo. A primeira, com certeza, é manter o automóvel em contato com o solo — algo que, convenhamos, é fundamental para podemos dirigí-lo. A segunda está ligada às molas, que possuem a sua abertura e fechamento controladas pelo amortecedor.

Por fim, as duas primeiras funções básicas estão estritamente ligadas à terceira, que nada mais é do que garantir conforto e dirigibilidade ao dono do veículo. É essencial que o carro esteja estável — ao contrário, pode ser difícil para o motorista conseguir dirigir. Além disso, há uma grande redução de desgaste dos pneus, visto que esses não são forçados como seriam em casa de falta de estabilidade.

Inclusive, todos os componentes do carro são poupados do desgaste. A própria suspensão é um conjunto de peças que está totalmente suscetível a ser danificada. Infelizmente, caso isso aconteça, será necessário trocar a peça que não estiver funcionando corretamente, pois não é recomendado realizar reparos.

Quando devo trocar amortecedor no meu carro?

Trocar amortecedor pode ser necessário em diversas ocasiões. O bom é que, provavelmente, o proprietário do veículo perceberá quando o seu carro estiver precisando de uma nova peça dessas. Será muito desconfortável passar em uma valeta com um veículo com o amortecedor desgastado — pode ter certeza disso.

Ter em mente o como saber se o amortecedor está ruim é necessário. Carros, de forma natural, acabam balançando em alguns tipos de asfaltos — principalmente os irregulares e com muitos buracos. No entanto, caso seja necessário trocar amortecedor, é provável que o carro comece a oscilar demais.

Não é nenhum absurdo dizer que isso pode até causar dor de cabeça ou enjoo aos passageiros e motorista do carro. O bolso do proprietário acabará sendo afetado, também. Acontece que, quando desgastado, o amortecedor também prejudica diversas outras peças de todo o sistema mecânico do veículo.

A suspensão, com certeza, “avisará” o motorista caso haja algum problema. No pior dos casos, até mesmo alguns ruídos poderão ser escutados vindos da mecânica do carro. Em geral, costuma-se dizer que a suspensão aguenta até, mais ou menos, 50 mil quilômetros rodados. No entanto, há casos em que a peça vai até os 150 mil sem indícios de desgaste.

Dicas para aumentar a vida útil de um amortecedor!

Qualquer dica para manter o bom estado dos amortecedores para carros estará, com certeza, ligado, também à conservação das molas — afinal, o amortecedor controla a abertura e o fechamento das molas. Portanto, você já deve ter percebido que, ao cuidar de um, não se pode ignorar o outro, não é mesmo?

Nesse sentido, pode ser importante saber algumas dicas para ajudar na manutenção de carro. Confira:

  • Por mais que nas ruas do Brasil isso seja difícil, evite ao máximo passar com seu carro por buracos nos asfalto;
  • Periodicamente ou sempre que for necessário, realizar um balanceamento na suspensão do seu automóvel pode ser interessante;
  • Forçar o peso máximo sustentado pela suspensão também não é indicado — caso a carga seja exorbitante, é capaz que toda a estrutura que sustenta o carro se danifique.

Quer vender o seu carro antigo para evitar o processo de trocar amortecedor nele? Na Instacarro, não permitimos que o proprietário tenha nenhuma dor de cabeça enquanto vendemos o seu automóvel. É fácil, rápido e prático — no mesmo dia, você recebe o valor integral oferecido pelo seu veículo. Entre no site e venha conhecer a gente!

Venda o seu carro em 3 passos!

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *