Teste: Honda City Touring sedã é completo, anda bem e bebe pouco
honda city touring seda

Teste: Honda City Touring sedã é completo, anda bem e bebe pouco

Novo Honda City Touring sedã evolui em relação à geração anterior, mas é melhor opção para quem “estreia” na Honda.

O lançamento do Novo Honda City abalou as estruturas da marca japonesa do Brasil e causou estranheza quanto ao novo posicionamento do modelo no mercado automotivo nacional.

cta blog venda seu carro
honda city touring seda traseira

Praticamente de uma só vez, a marca anunciou a saída do Fit e derivados (WR-V, City e HR-V), bem como do sedã Civic.

Mas é aí que o novo posicionamento de marca, pelo menos por enquanto, ficou confuso:

  • o mercado de SUVs de entrada é um dos mais aquecidos do Brasil, mas com a saída do WR-V, por enquanto não há substitutos;
  • o HR-V chegará em nova geração no segundo semestre, incluindo uma versão elétrica, mas por enquanto, saiu de linha e ficou um “vazio” entre as gerações;
  • o Civic atual será substituído pela versão de topo Touring do New City, mas também deve chegar ao Brasil no final do ano, importado e posicionado como um carro de segmento superior.

Ou seja, o Novo City hatch deve substituir o Fit sem ser uma minivan, ser melhor que o City anterior e ainda substituir um sedã médio de sucesso como o Civic, sem o ter sido em nenhum momento de sua história.

As coisas devem se encaixar quando a nova gama de veículos da marca chegar ao mercado, mas por enquanto, a Honda está “meio Frankenstein no Brasil”.

Deixando tudo isso de lado, tive a missão de testar o Honda City Touring na carroceria sedã, a versão de topo do novo modelo e te adianto: clientes fiéis da marca vão estranhar, mas novos clientes da Honda vão amá-lo.

quanto vale esse carro na instacarro

Design do Novo Honda City sedã

Em sua versão de topo, o Honda City Touring tem visual e recursos claramente inspirados nos sedãs maiores Civic e até no Accord.

Essa inspiração fica clara dianteira com faróis fullLED e barra cromada, capô com centro mais alto, vincos laterais acentuados e retrovisores grandes.

honda city touring seda

O para-choque, no entanto, tem linhas simples e lembra o conceito utilizado nos primeiros “New Civic”.

honda city touring seda frente

De lado, as rodas são “apenas” de 16 polegadas e quebram um pouco o visual mais esportivo dessa geração. Casaria melhor rodas maiores, mas o conforto de rodagem seria prejudicado, segundo a Honda.

honda city touring seda lateral

Atrás, as lanternas em LED são chamativas e as linhas são completamente novas, trazendo maior identidade ao modelo.

honda city touring seda traseira

Destaque para os olhos-de-gato que saem de um recorte lateral dos para-choques, imitando saídas de refrigeração de freios de carros de corrida.

honda city touring seda olho de gato do para-choque traseiro

Pensando em dimensões, o Novo City Touring sedã está maior que o antigo, sendo 94 mm maior em comprimento (4.549 mm), 53 mm em largura (1.748 mm) e ficou mais baixo em 8 mm (1.477 mm). O entre-eixos (2.600 mm), no entanto, continua o mesmo.

O porta-malas encolheu e agora tem 519 litros de volume contra os 536 litros da geração anterior.

honda city touring seda porta-malas

Do ponto de vista do acabamento, o City Touring não encanta. Mesmo sendo uma versão de topo, há predominância de plásticos duros tanto no painel, quanto nos painéis de porta.

honda city touring seda interior

Visualmente falando, o aspecto é sóbrio, com destaque para o painel de instrumentos digital de 7 polegadas, para o volante multifuncional, ar-condicionado digital (com acionamento por botões, não mais por touchscreen) e bancos em couro, que ficaram maiores e mais confortáveis.

honda city touring seda painel do ar-condicionado

Antigos donos de City se sentirão bem servidos, mas quem tinha um Civic anteriormente vai sentir a queda no padrão.

Desempenho do Honda City Touring sedã

motor honda city touring sedã

É aqui que fica difícil criticar o modelo. Causou estranhamento quando a marca divulgou que o novo motor 1.5 aspirado tinha injeção direta, variador de fase nos comandos de válvulas, mas não era turbinado. Injeção direta aspirado?

Pois é, a receita aqui deu certo e os 126 cv e 15,8 kgfm casaram perfeitamente com o câmbio CVT, que também passou por aprimoramentos e ficou mais suave.

Na prática, o City Touring sedã acelera bem e na cidade mostra-se esperto. O câmbio CVT não patina mais como antes e proporciona bom desempenho e conforto acústico.

Na estrada, não é nenhum esportivo, mas faz o papel que você espera dele seja em ultrapassagens, em subidas de serras e até se comporta bem na hora do freio motor.

E tudo isso com um consumo de combustível elogiável: 11,2 km/l na cidade e 15,3 km/l na estrada, ambos os testes com gasolina no tanque e com o modo ECON acionado, que tem a função justamente de suavizar as respostas do acelerador e do câmbio em prol da economia.

honda city touring seda alavanca de câmbio

O mais legal é que mesmo com ele acionado, o desempenho continua agradável. Situação raríssima em veículos que possuem essa função.

Outro ponto de destaque é como o conjunto de suspensão é bem calibrado e deixou de ser firme em excesso, como eram conhecidos os carros da Honda.

O Novo Honda City Touring é confortável na cidade e firme na estrada. A direção eletroassistida também se comporta com exatidão nos dois cenários.

Itens de série

Se comparado ao City antigo, em sua versão de topo o City Touring está mais equipado e seguro.

honda city touring seda interior

Ele é o primeiro carro “acessível” da marca a vir com o Honda Sensing, que agrega piloto automático adaptativo, alerta de mudança de faixas de roalgem, frenagem automática com alerta de possível colisão e controles de tração e estabilidade.

Inclui-se na lista de itens de série a partida remota, chave presencial, câmera e alerta de ponto-cego, seis airbags e central multimídia de 8 polegadas com espelhamento de smartphones Android ou iOS sem necessidade de fios.

honda city touring seda central multimídia

Veredicto

O Novo Honda City Touring sedã é um carro confortável, que anda bem e que bebe pouco combustível, fora que é equipado com sistemas de segurança ativos que não vemos em carros da mesma categoria.

honda city touring seda

Os concorrentes do Honda City sedã terão trabalho para oferecer um produto tão bom quanto, mas é meio utópico achar que donos de Civic optarão por este sedã e se sentirão plenamente atendidos.

A qualidade do acabamento é inferior mesmo nessa versão de topo, sem contar que o porte do carro é menor e dá a clara sensação de downgrade.

O Novo City sedã também é uma ótima opção para quem quer comprar o primeiro Honda vindo de um dos concorrentes.

Ficha Técnica Honda City Touring Sedã

Motorquatro cilindros em linha, 1.5, 16 válvulas, injeção direta com comando variável I-VTEC e VTC
Cilindrada1.497 cm3
Combustívelflex
Potência126 cv a 6.200 rpm (gasolina/etanol)
Torque15,8 kgfm (etanol) / 15,4 kgfm (gasolina) a 4.600 rpm
CâmbioCVT de sete marchas simuladas
Direçãoeletroassistida
SuspensõesMcPherson (dianteira) e eixo de torção (traseira)
Freiosdiscos ventilados (dianteira) e tambores (traseira)
Traçãodianteira
Dimensões4.549 mm (comprimento), 1.748 mm (largura), 1.477 mm (altura)
Entre-eixos2.600 mm
Pneus185/55 R16
Porta-malas519 litros
Tanque44 litros
0-100 km/h10,1s
Vel. máximanão informada
Consumo cidade (Inmetro)13,1 km/l (gasolina) e 9,2 km/l (etanol)
Consumo estrada (Inmetro)15,2 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (etanol)

Galeria de Fotos do Honda City Touring Sedã

Posts relacionados

Tesla Model Y é o carro mais vendido do mundo, veja o ranking

Tesla Model Y é o carro mais vendido do mundo, veja o ranking

Em levantamento em mais de 115 países, Tesla Model Y desbanca Corolla e se torna carro mais vendido do mundo,…
Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Conheça alguns modelos de carros que parecem ter saído do Minecraft, um dos jogos de videogame mais famosos do mundo…
Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat revela o Grand Panda, o sucessor dos modelos Argo e Mobi, inspirado no Citroën C3 A Fiat prepara um…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *