5 dúvidas mais comuns sobre a venda de carros usados

7 de fevereiro de 2019 carro usado

Você quer fazer um investimento ou simplesmente trocar o seu veículo por um mais novo, mas não sabe como proceder? São várias as dúvidas dos consumidores quando o assunto é vender carro usado, tornando o processo um grande desafio.

Pensando nisso e em formas de ajudá-lo a realizar um excelente negócio, preparamos um guia rápido com as perguntas mais frequentes. Acompanhe!

1. Como saber se é hora de vender um carro usado?

Uma das principais questões na hora de vender um carro usado é saber se esse é o momento ideal ou se é melhor esperar mais um pouco. Isso porque, muitas vezes, o consumidor corre o risco de agir por impulso e, consequentemente, perder dinheiro.

Existem 4 fatores que você pode avaliar para saber se é hora de vender um carro usado:

  1. desvalorização: assim que sai da concessionária, um carro 0 km perde 10% do seu valor. Essa depreciação só aumenta com o passar do tempo, principalmente quando ele se aproxima de quilometragens com revisões mais onerosas, como 40 mil km, e após o fim da garantia. Se perceber que está perdendo muito dinheiro com manutenção e que o valor do veículo não possibilita comprar um equivalente 0 km, é hora de vendê-lo;
  2. condições do carro: outro fator que pode indicar que é hora de vender o seu carro usado é o estado de conservação. Com o tempo, os componentes mecânicos vão se degastando e, além disso, começam a aparecer inevitáveis marcas de uso, como ralados, batidas de portas e peças de acabamentos soltas;
  3. necessidades de uso: seu carro compacto 1.0 sempre o atendeu bem, mas, hoje, as coisas mudaram. Seu filho nasceu e você precisa de um veículo mais espaçoso, você conseguiu um trabalho em outra cidade e necessita de mais potência e segurança na estrada ou qualquer outro fator que mostre que o seu carro usado já não é mais suficiente. Quando isso acontece, é hora de migrar para um novo veículo;
  4. investimento: vender o carro usado também é uma excelente forma de investir no seu futuro. Esse dinheiro pode ser alocado para criar uma empresa, realizar a viagem dos seus sonhos ou como parte do pagamento de um novo imóvel, por exemplo.

2. É possível vender um carro usado financiado?

Seu carro é financiado, mas, no meio do caminho, surgiu a necessidade de vendê-lo. Nesse momento, uma das principais dúvidas é: é possível vender um carro usado financiado?

Felizmente, a resposta aqui é sim. Um financiamento não impede que você consiga vender o seu carro usado, ajudando a sanar eventuais necessidades que tenham surgido.

Existem duas formas de vender um carro usado financiado:

  • encontrando um comprador que pague à vista o valor do seu veículo, possibilitando que você consiga quitar a dívida junto à financiadora;
  • transferindo a dívida para outra pessoa. Trata-se, no entanto, de uma alternativa mais trabalhosa, uma vez que o comprador também precisará de aprovação da instituição financiadora para concluir a transferência.

Para garantir uma transação tranquila do seu carro usado financiado, é fundamental tomar algumas medidas:

3. Onde posso vender um carro usado?

Você decidiu que está mesmo na hora de vender o seu carro. A questão agora é: onde vendê-lo? Se os classificados impressos de jornais eram a única forma de anunciar o seu veículo antigamente, hoje, existe uma vasta gama de meios:

No entanto, apesar de tantas possibilidades de anunciar o seu carro usado, é preciso tomar bastante cuidado — principalmente nos meios digitais, como redes sociais e classificados.

Sendo assim, procure priorizar sites conceituados e com foco exclusivo na venda de veículos.

4. Quais são as medidas de segurança ao vender um carro usado?

Para evitar problemas futuros, é necessário tomar uma série de medidas de segurança ao vender o seu carro usado, de forma a garantir o sucesso da transação. Assim, percorra o seguinte checklist:

  • como está a manutenção do seu carro? Existem componentes que precisam ser trocados? Os pneus estão em bom estado? A carroceria precisa de reparos?
  • o seu carro tem algum recall pendente?
  • a documentação do seu veículo está em dia? Há restrições financeiras ou jurídicas?

5. Quais são os cuidados para transferir um carro usado?

Após verificar se os itens anteriores estão OK e iniciar o processo de venda do seu veículo, não se esqueça dos procedimentos necessários para a transferência do carro, algo que pode resultar em muitas dores de cabeça. Entenda:

  • o vendedor é responsável por preencher e assinar, junto ao comprador, o Certificado de Registro do Veículo (CRV) com os dados pessoais (nome, CPF e endereço) e o valor de venda do automóvel;
  • ambos devem ir ao cartório de registro de notas para reconhecer e autenticar as assinaturas;
  • o vendedor também deve providenciar cópias autenticadas e com firma reconhecida dos documentos, entregando, em seguida, o CRV original para o novo dono;
  • após esse procedimento, também é necessário comunicar a venda do veículo junto ao DETRAN do seu estado em até 30 dias, o que é feito por meio de uma das cópias autenticadas;
  • ainda dentro de 30 dias, o novo dono deve transferir o veículo para a sua propriedade.

Essas são medidas que lhe protegerão caso o carro leve alguma multa em posse do novo proprietário, participe de algum acidente grave ou esteja envolvido em ação criminosa. Assim, você não poderá ser responsabilizado ao comprovar a venda e transferência do automóvel.

Como foi possível perceber, vender um carro usado é uma tarefa bastante comum e que, se feita com segurança e cuidado, garantirá que você atinja os seus objetivos financeiros resultantes do negócio, evitando dores de cabeças e potenciais problemas futuros.

Gostou das dicas do post? Então, não perca os próximos conteúdos. Assine agora mesmo a nossa newsletter e receba tudo no seu e-mail. Nos encontramos por lá!

Powered by Rock Convert

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *