Verstappen é campeão da F1 2022 com quatro corridas de antecedência
GP Japão Max

Verstappen é campeão da F1 2022 com quatro corridas de antecedência

O bicampeão holandês venceu o GP do Japão e após uma punição ao segundo colocado levou o título

O Grande Prêmio do Japão, em Suzuka, aconteceu no último domingo (9) e foi caótico para os fãs de automobilismo. A corrida deu a vitória da temporada da F1 de 2022 para o piloto holandês, Max Verstappen. A expectativa do título vinha desde o GP da Itália. A corrida inha previsão para começar as 02h da manhã, mas por causa de uma chuva muito forte atrasou por mais de 2 horas. Era 5h da manhã no Brasil quando a corrida terminou.

cta blog venda seu carro

Com apenas 28 voltas, chuva e a pista ainda molhada, os pilotos sofreram para fazer ultrapassagens e conseguir ter visibilidade. Isso porque, as 2h da manhã teve a largada normalmente, mesmo com a chuva, mas após apenas 3 voltas teve bandeira vermelha e a corrida foi paralisada.

Só voltou horas depois e com pouco tempo de prova, os carros largaram atrás do Safety Car: a FIA optou por pedir a opinião dos pilotos se tinha condição de competir na pista. Todos concordaram que as condições estavam melhores e aceitaram a reiniciar a corrida.

Segunda largada

GP JAPÃO VERSTAPPEN CHARLES LECLERC PÉREZ
Reprodução: Redes Sociais

Já na largada Vertstappen estava na pole position, com Charles Leclerc em segundo e Pérez em terceiro, isso se manteve até a última volta da corrida. Isso porque, poucos minutos antes de acabar Charles errou uma freada e avançou na chicane ao tentar se defender de Pérez. Por isso, a direção de prova decidiu acrescentar 5 segundos e ele acabou indo para o terceiro lugar.

Com a pontuação integral dada para a corrida, Max Verstappen chegou a 366 pontos, contra 237 de Charles e 235 de Pérez. Faltando apenas 4 corridas, Charles não conseguiria chegar a 366 pontos, portanto Max já levou o título.

Apesar das confusões fora da pista, durante a corrida teve algumas batalhas boas. Sebastian Vettel, Aston Martin e Fernando Alonso, Alpine, cruzaram a linha de chegada praticamente juntos lado a lado tentando uma ultrapassagem. Mas o tetracampeão Vettel levou essa e chegou em 6° lugar e o bicampeão Fernando Alonso em 7°.

Outra batalha que tirou o folego foi entre Esteban Ocon, Alpine e Lewis Hamilton, Mercedes. Durante as 28 voltas, heptacampeão tentou ultrapassar Ocon. O francês conseguiu segurar o Hamilton durante as voltas. Mas a disputa estava tão boa para os pilotos, que mesmo depois da bandeira Hamilton perguntou se tinha acabado mesmo a corrida e ficou triste quando recebeu a resposta que sim. Ocon ficou em 5° lugar e Hamilton em 6°.

Decisões da FIA como protagonista do GP do Japão

GP JAPÃO VERSTAPPEN CHARLES
Reprodução: Redes Sociais

Em vários momentos da corrida, as decisões da FIA trouxeram polêmica entre os fãs do esporte.

No início da corrida, na primeira largada, poucos segundo antes de dar a bandeira vermelha um trator estava na pista. Um perigo para os pilotos, já que ainda estava em condições dificéis de visibilidade.

Vale lembrar que foi nessa mesma pista do GP do Japão, em 2014, que Jules Bianchi morreu após sofrer um acidente na mesma situação. Sob uma chuva forte, o piloto francês bateu contra um trator que retirava um carro da pista. Ele ficou internado por 9 meses, mas acabou falecendo.

Em 2022, novamente um trator estava na pista. O piloto Pierre Gasly, da Alpha Tauri quase bateu contra o trator e reclamou bastante no rádio. Além disso, outros pilotos também passaram muito perto do trator.

É papel da FIA garantir a segurança dos pilotos durante a corrida, principalmente com decisões que partem da direção de prova, como é de bandeira vermelha e retirada de carros.

Durante a pausa da corrida, vários pilotos se manifestaram e reclamaram dessa situação entre eles Lando Norris e George Russell. E quando a situação não poderia ficar mais complicada, a FIA emitiu uma nota à impresa afirmando que a culpa era do piloto Pierre Gasly que teria excedido os limites de velocidade, após a bandeira vermelha.

Ao meio de muitos questionamentos, a FIA afirmou que foi em outro setor da pista que Gasly teria excedido os limites de velocidade, mas não comentou sobre o trator na pista.

Anúncio do título de Verstappen durante entrevista

Ao longo da corrida, quando reiniciou, tantos as equipes quanto os jornalistas acreditavam que seria feita a pontuação no sistema de porcentagem. Mas ao final, a FIA afirmou que seria feita de forma integral conforme uma mudança na regra em 2022, que prevê que a pontuação proporcional só acontece quando a corrida é paralisada e não reinicia. Sendo assim, Max Verstappen só descobriu que era o atual campeão mundial durante as entrevistas.

O anúncio do título foi dado e até o próprio piloto ficou sem entender, a comemoração veio só depois na garagem da Red Bull.

Posts relacionados

Koenigsegg CC850 traz câmbio revolucionário que é automático e manual ao mesmo tempo

Koenigsegg CC850 traz câmbio revolucionário que é automático e manual ao mesmo tempo

Koenigsegg CC850 nasceu como homenagem ao aniversário do fundador, mas o que chama a atenção é o incrível câmbio automático…
F1: GP da Emilia Romagna em Ímola, veja horários e onde assistir

F1: GP da Emilia Romagna em Ímola, veja horários e onde assistir

Confira como assistir e os horários do retorno da F1 2024 no GP de Emilia Romagna em Ímola neste final…
Lula sanciona novo DPVAT, SPVAT, com veto à multa por inadimplência

Lula sanciona novo DPVAT, SPVAT, com veto à multa por inadimplência

Confira tudo o que você precisa saber sobre o novo DPVAT sancionado por Lula, e o que muda em comparação…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *