SUVs Chevrolet: uma longa história de mercado
Chevrolet Tracker - SUVs Chevrolet

SUVs Chevrolet: uma longa história de mercado

Marca americana foi uma das primeiras a combinar a carroceria de uma station wagon ao chassi de um veículo comercial, e os SUVs Chevrolet se tornaram referência no mercado.

Texto: Evandro Enoshita

cta blog venda seu carro

Fotos: Divulgação

Lançada em março do ano passado, o SUV Chevrolet Tracker de 2ª geração foi tão bem aceito pelo mercado que se tornou um dos mais vendidos no seu segmento no Brasil, marcando mais uma boa passagem em uma longa trajetória da empresa na produção de utilitários esportivos.

Chevrolet Tracker - SUVs Chevrolet

A relação da Chevrolet com os SUVs teve início muito antes do próprio termo existir. Modelos station wagon já eram fabricados há alguns anos por vários fabricantes. Mas os modelos existentes tinham carrocerias de madeira e eram baseados em chassis de carros de passeio, sendo comum que esses veículos não aguentassem o tranco do trabalho pesado. Foi quando a marca da gravata dourada teve a ideia de lançar uma perua sobre o chassi de uma picape. Assim nasceu em 1935 o primeiro Chevrolet Suburban.

Com visual de carro de passeio e apenas duas portas, tinha espaço para até oito passageiros. Caso fosse necessário, era possível remover a terceira fileira de assentos e rebater a segunda, ganhando assim um compartimento de carga com 3.259 litros de capacidade. O motor, um seis cilindros que inicialmente desenvolvia 60 cv, foi trocado em 1937 por um propulsor de 79 cv.

Este Suburban de 1ª geração seguiu em produção até 1940. A Chevrolet manteve o costume de atualizar o seu SUV pioneiro em sintonia com a linha de picapes da empresa. Tradição que é mantida até hoje, na 12ª segunda geração que foi apresentada no ano passado e segue feita sobre o chassi da picape Silverado.

Chevrolet Suburban 1955 - SUVs Chevrolet

A receita do Suburban acabou sendo repetida pela empresa em alguns modelos de menor porte, como é o caso do SUV Blazer. Originalmente parte da linha de picapes C/K americana, o modelo acabou se transformando nas gerações seguintes na variação utilitário esportivo das picapes médias S10 e Colorado. Outro filho do Suburban foi o Tahoe, um modelo de menor porte, mas também baseado na linha de picapes grandes da empresa.

Com a popularização dos SUVs nos últimos anos, a Chevrolet acabou cedendo às pressões do mercado e lançou também os seus modelos de utilitários esportivos dentro do conceito atual deste tipo de veículo, geralmente baseados em plataformas do tipo monobloco e mais voltados para o uso urbano e com passageiros. Foi assim que tiveram origem carros da gama atual como o SUVs Equinox e o próprio Tracker, hoje produzido no Brasil na fábrica de São Caetano do Sul.

Chevrolet Equinox LT - SUVs Chevrolet

SUVs Chevrolet no Brasil

Pioneira nos Estados Unidos, a Chevrolet foi também uma das primeiras a oferecer um SUV no Brasil, primazia que é dividida com a Rural Willys. Em 1959, a marca lançou por aqui o modelo Amazona. Seguindo o que já havia feito com a picape Chevrolet Brasil, que era baseada no modelo americano Advanced Design, do final dos anos 1940 mas com uma nova cabine desenvolvida especificamente para o mercado brasileiro, o Amazona partia do Suburban, mas com diversos elementos que remetiam à picape Brasil e até aos carros de passeio americanos da marca. Outro detalhe exclusivo do modelo brasileiro era a porta única na traseira direita, que fazia desse SUV um modelo de três portas muitos anos antes que isso fosse usado como argumento pela Hyundai para vender o Veloster.

O Chevrolet Amazona usava o mesmo conjunto mecânico da picape, composto por um motor 4.3 de seis cilindros a gasolina e um câmbio manual de três marchas. Mas esse modelo durou pouco tempo. Já em 1964, a filial brasileira da Chevrolet substituiu o Amazona pela C-1416, modelo totalmente novo e que pouco tempo depois receberia o nome de Veraneio.

O Veraneio estreava uma carroceria de quatro portas, algo que só chegaria ao Suburban americano na 7ª geração, lançada em 1973. Inicialmente, o estava equipado com o mesmo conjunto mecânico do Amazona. Mas a partir de 1979 o modelo incorporou o motor 4.1 do Chevrolet Opala (uma geração mais atual que o antigo 4.3), posteriormente ganhando inclusive motorização a diesel, seguindo a tendência do mercado brasileiro surgida na época que passou a favorecer esse tipo de propulsor em veículos comerciais.

Chevrolet Veraneio - SUVs Chevrolet

O Veraneio original seguiu em produção até 1989. Em tempos de proibição de carros importados, tornou-se o único veículo do tipo com quatro portas e acabou ficando célebre na função de viatura policial. Foi neste ano que a Chevrolet decidiu atualizar o Veraneio, lançando a segunda geração do modelo. Para isso, a marca decidiu incorporar o projeto de um SUV idealizado pela fabricante de carrocerias Brasinca sobre o chassi das picapes A-20/C-20. O novo modelo tinha linhas muito semelhantes ao Suburban da época. De quebra, a marca da gravata “ganhou” ainda um SUV de duas portas fruto do mesmo projeto e também baseado no chassi das suas picapes, que acabou recebendo o nome de Chevrolet Bonanza.

Esses dois modelos resistiram no mercado apenas até 1994, quando o mercado brasileiro já havia se aberto às importações de veículos e SUVs como Mitsubishi Pajero e Nissan Pathfinder começaram a roubar a clientela tradicional dos modelos da Chevrolet. A marca só voltaria a ter um SUV brasileiro quando lançou por aqui no ano seguinte o Blazer, modelo produzido em São José dos Campos (SP) e derivado da picape média S10.

Pouco tempo depois, com o lançamento da picape Silverado, a marca resolveu oferecer no Brasil em 1999 um novo modelo de porte próximo ao Veraneio, disponibilizando o SUV Grand Blazer, como era conhecido o Chevrolet Tahoe produzido na Argentina. Mas sem o mesmo apelo no mercado, acabou saindo de cena já em 2001.

Depois dessa curta passagem do Tahoe por aqui, o Blazer seguiu como o único SUV da Chevrolet no Brasil até 2012, quando foi substituído pelo atual Trailblazer, um modelo lançado inicialmente na Tailândia e feito sobre a base da S10. Em 2013, a marca passou a trazer do México o Tracker de 1ª geração, modelo que foi seguido em 2017 pelo SUV médio Equinox, também importado do México.

Posts relacionados

Os carros mais roubados de São Paulo, veja o ranking

Os carros mais roubados de São Paulo, veja o ranking

Índice de roubos e furtos caí em 11% no primeiro trimestre de 2024, Fiat Strada entra no ranking dos carros…
Novo Nissan Sentra 2025 chega ao Brasil, veja preço e equipamentos

Novo Nissan Sentra 2025 chega ao Brasil, veja preço e equipamentos

O novo Nissan Sentra 2025 foi lançado em duas versões, sendo a opção de entrada Advance com o preço inicial…
Conhecendo a coleção de carros de Pedro Pascal

Conhecendo a coleção de carros de Pedro Pascal

Que tal conhecer um pouco da garagem do astro de Hollywood chileno Pedro Pascal? Pedro Pascal, aclamado ator chileno, não…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *