Qual foi o primeiro carro híbrido da história?

Qual foi o primeiro carro híbrido da história?

O carro híbrido Lohner-Porsche Mixte foi pioneiro na tecnologia motriz híbrida no setor automotivo

A história automotiva é cheia de relatos fantásticos, já que essa invenção que foi o carro, logo se tornaria um dos principais pilares do sistema econômico do mundo. Além disso, alguns modelos se tornaram ídolos de milhares de pessoas, enquanto outros nunca chegaram a sair do papel, apesar de serem ideias fantásticas. 

cta blog venda seu carro

Além desses, tiveram outros modelos feitos para existir em pistas, mas logo tomaram as ruas, assim como muitos que foram feitos para as estradas comuns e acabaram ganhando autódromos em versões especiais. 

A evolução nesse segmento nunca para, fazendo com que todo dia o consumidor conheça uma nova tecnologia, uma novidade de mercado, um novo modelo. Mas, muitas vezes nos esquecemos onde começou todo esse movimento.

Um checo que mudaria o rumo da indústria automotiva

Uma das histórias que não é muito comentada é sobre o primeiro carro híbrido do mundo: o Lohner-Porsche Mixte. 

No começo da era do automóvel, por volta de 1900, a invenção de quatro rodas motorizada tinha vários percalços. Entre eles era a respeito do conjunto motriz. Somente na última década do século 19 tivemos à disposição três alternativas de propulsão: a combustão, a vapor e a eletricidade.

Foi exatamente nessa época que um nome, que logo se tornaria inesquecível, começou a tomar destaque. Esse cara era Ferdinand Porsche. Ferdinand era de família de língua alemã e havia nascido na Boêmia, parte da Áustria-Hungria, em 1875. Precisamente em Maffersdorf, hoje território da República Checa. É uma surpresa para muitos saber que Porsche não era, de fato, alemão. 

Inicialmente, Ferdinand tinha seus esforços focados na eletricidade e bem jovem se associou ao austríaco Ludwig Lohner. A Feira Mundial de Paris foi um grande marco para a dupla, já que foi quando os avanços de Lohner-Porsche chegaram a um público de cinco milhões de pessoas em 1900.

Na ocasião, os amantes do automobilismo conheceram um carro elétrico que teve seus eixos, correntes de transmissão e câmbio suprimidos. Com dois motores elétricos pesados nos cubos das rodas dianteiras, o modelo alcançava autonomia de 50 quilômetros. 

Houve uma variação desse modelo, a versão de corridas. O Lohner-Porsche para competição possuía quatro motores nos cubos das rodas, se tornando o primeiro veículo da história a ser 4X4. Ele também foi pioneiro tendo freios nas quatro rodas.

O “quase” primeiro carro híbrido

Um ano antes da apresentação do Lohner-Porsche na Feira Mundial de Paris, uma empresa belga, chamada Pieper, chegou a criar um modelo híbrido. O carro da empresa possuía um motor elétrico central conectado por embreagem a um motor a combustão que movia as rodas. Apesar da ideia ser boa, o veículo nunca funcionou corretamente. 

Lohner-Porsche Mixte

Porsche, com seu olhar inovador, começou a criar no outono de 1900 então o verdadeiro primeiro carro híbrido da história, com o intuito de aumentar a autonomia de seu carro eletrificado. 

Um ano depois da chegada do Lohner-Porsche elétrico, Ferdinand mostrou ao mundo seu protótipo híbrido chamado de Semper Vivus (Sempre Vivo), ainda sem carroceria, sendo este o primeiro automóvel funcional desse tipo. 

O Semper Vivus possuía baterias menores do que o Lohner-Porsche elétrico, com intuito de deixar espaço para dois pequenos motores a gasolina de 3,5 cv potência, acoplados a dois geradores de 2,5 cv de potência.

Esse conjunto motriz foi planejado para ficar no centro do chassi, entre os bancos dianteiro e traseiro. Quanto a sua ação, os propulsores funcionavam separadamente e o excesso de corrente, após passar pelos motores elétricos nos cubos dianteiros, era armazenado nas baterias.

No final do mesmo ano de lançamento do protótipo, em 1901, chegou então o Lohner-Porsche Mixte, versão definitiva do projeto de carro híbrido. Assim que finalizado, cinco unidades foram vendidas. 

Nessa opção, o carro já tinha um aspecto mais comum: propulsor dianteiro de 25 cv de potência e árvore de transmissão até o gerador sob o banco.

Por incrível que pareça, após essa revolução, o projeto de carro híbrido ficou engavetado na indústria automotiva por décadas, até que a Toyota, 97 anos depois, lançou o Prius no Japão, primeiro híbrido fabricado em grande escala. 

Posts relacionados

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Os golpes na compra e venda de carros no Brasil ainda estão em alta, confira os modelos mais visados pelos…
Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi lança modelos A4 e A5 com preços até R$ 394.990,00 para A5 na versão topo de linha A Audi…
BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

Edição limitada e mais potente do BMW M3 CS: apenas 17 unidades disponíveis que já foram vendidas no país. A…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *