Mercado automotivo brasileiro: tudo o que você precisa saber

29/11/2018

O mercado automotivo brasileiro tem características bem particulares em relação aos demais países. Os consumidores têm um tipo de comportamento bem específico em relação à demanda por carros e por isso merecem uma atenção especial quando se almeja desenhar o panorama desse setor.

Compras motivadas por impulso foram substituídas por uma cautela excessiva por conta da crise econômica, mas que está perdendo força nos últimos meses e o cenário tende a mudar. São vários os modelos mais vendidos e mais cobiçados pelos consumidores, mas as montadoras estão preparando novidades para ajudar a aquecer ainda mais esse mercado.

Quer saber um pouco mais sobre tudo que está acontecendo e o que está por vir no cenário automotivo brasileiro? Então acompanhe este post!

O mercado automotivo em números

Após superar o pior momento da crise, os brasileiros estão novamente confiantes na retomada da economia. Após três anos de recessão, o mercado está apresentando uma tendência de crescimento. Nessa pegada, as montadoras estão concentrando suas forças para voltar a conquistar os impressionantes números de vendas registrados antes desse período.

Os indicadores econômicos apontam que nos próximos anos o acesso às linhas de crédito serão maiores, motivados pela queda na taxa de juros e diminuição da inflação. Com isso, uma renovação na frota de veículos que circulam pelas ruas deve começar a acontecer.

Antes da crise, em 2013, foram vendidas 2,7 milhões de unidades. Em 2018, os números começam a impressionar novamente, apresentando um aumento de 14,5% em relação ao mesmo período de 2017.

O aquecimento do mercado ainda se mostra de forma tímida, mas se espera para os próximos anos que o país supere a marca de 3,8 milhões de veículos novos vendidos, recorde registrado em 2012.

As expectativas das montadoras são positivas, visto que o Brasil passou a ser um grande exportador de automóveis. Esse mercado se propagou no período de crise, quando cerca de 50% dos veículos novos ficavam parados nas montadoras por falta de demanda nas lojas. Somente em 2017, aproximadamente 47 mil automóveis deixaram o Brasil e o principal destino da frota foi o mercado sul-americano.

Diante dos incentivos concedidos pelo Governo Federal para ajudar as montadoras a superar o momento de crise, o país espera agora que o setor seja o maior causador do aumento de número de postos de trabalho e retribua a contribuição. Com a queda do número de desempregados, a economia tende a crescer nos próximos anos.

Crescimento do mercado automotivo após crise

Depois do período de estagnação econômica registrado no Brasil nos últimos três anos, a tendência é que em 2018 haja um crescimento de mais de 10% das vendas no setor. A aceleração do consumo está sendo motivada pela queda na taxa de juros e a redução do número de desempregados.

Mesmo com o prognóstico positivo, o número de veículos vendidos no país ainda é inferior ao registrado há 10 anos atrás. Nessa recuperação, o mercado dos usados tem ganhado ainda mais força, com mais de 7 milhões de automóveis e veículos comerciais leves comercializados no ano. Com a economia caminhando para a estabilização, os especialistas do mercado acreditam que nos próximos anos os números de unidades vendidas sejam ainda maiores.

Os consumidores estão mais suscetíveis a realização de compra pela facilidade que estão encontrando na negociação. A internet tem se tornado uma grande aliada do setor, permitindo que os clientes tenham cada vez mais acesso às novidades, sem precisar ir até uma loja. Hoje é possível vender carros na internet, com apenas alguns cliques, o veículo está avaliado e recebe propostas de venda. Essas ferramentas simplificaram esse processo!

As montadoras estão trabalhando para aumentar a oferta de novos modelos para conquistar uma nova parcela de mercado e manter em aquecimento as vendas do setor.

Principais características do mercado automotivo

Para os brasileiros, nem só de zero quilômetro se vive um motorista. O mercado de carros usadosregistrou uma leve queda durante o período mais grave da crise econômica e, na fase da estabilidade, voltou a crescer com muita força.

Com o passar dos anos, os avanços tecnológicos nos carros causaram mudanças no comportamento do consumidor. Com isso, as montadoras passaram a adaptar a oferta em relação às necessidades de consumo apresentadas.

Os carros, que antes tinham um perfil de uso pessoal, agora passaram a ser uma forma de trabalho. A crise despertou uma nova necessidade de ocupação profissional e o carro de passeio se tornou a ferramenta de trabalho para muitos brasileiros.

O surgimento de aplicativos para motoristas demandou um crescimento de veículos para esse fim. Antes os carros usados para fins comerciais, como táxis e carros de empresa, tinham preço diferenciado e até mesmo subsídio para venda das concessionárias.

Hoje, os carros mais confortáveis usados para passeio, passaram a ser o ganha pão de muitos desempregados da crise, os motoristas de aplicativo.

Nos últimos anos, o crescimento do mercado de motorista de aplicativo fez com que os proprietários de veículos passassem a utilizar os seus carros pessoais para ganhar dinheiro, nem que seja uma renda extra. Por esse motivo, cada vez mais as montadoras estão abandonando os chamados “carros pelados” e investindo em opcionais de fábrica que atraiam a atenção. Os clientes buscam por dispositivos de conectividade, assistente de direção e demais itens de conforto.

Por isso, dentre as mudanças no perfil do consumidor, os clientes agora buscam pela comodidade de conhecer mais sobre os veículos que estão buscando pela internet, no conforto do lar. Por isso, as montadoras estão investindo pesado nas tecnologias que promovam o acesso ao portfólio da marca de modo virtual.

Os consumidores estão com uma tendência maior de adquirir veículos para passeio, mas que possam ser uma ferramenta de trabalho autônomo. Com isso, o investimento em carros que tenham mais desenvolvimento tecnológico caminha de forma crescente.

Principais marcas do mercado automotivo brasileiro

Com a abertura comercial entre os países, várias montadoras se instalaram no Brasil e estão se popularizando na última década, principalmente as japonesas e coreanas. Mas, por afinidade e também confiança, os consumidores não dispensam as tradicionais marcas que compõem o mercado.

Por isso, ao mesmo tempo que nos deparamos com várias marcas diferentes quando circulamos pelas ruas, em maior proporção encontramos os modelos mais famosos e comercializados há anos no país. Chevrolet, Fiat, Volkswagen e Ford estão sempre no topo da lista de vendas e a tendência é que isso permaneça inalterado por muitos anos.

Chevrolet

A montadora está no topo da lista dos carros novos vendidos com o Ônix, um dos sucessos de vendas nos últimos três anos. Os números da Chevrolet são impressionantes, foram mais de 394 mil unidades emplacadas somente em 2017.

Fora o Ônix, alguns modelos estão entre os queridinhos do Brasil, como o Corsa e o Prisma, que figuram entre os 10 mais vendidos do país. No mercado de luxo, a montadora também tem sua marca: o Cruze está cada vez mais despontando para números acima da média em 2018.

Volkswagen

Tradição e confiança são os grandes quesitos para que a Volkswagen se mantenha competitiva no mercado e com modelos na lista dos 10 mais vendidos do país. Apesar de perder a liderança histórica que mantinha por anos com o Gol, a montadora está sempre em alta também com os números de vendas do Golf e Voyage.

Em 2017, a Volks vendeu mais de 308 mil unidades dos seus mais variados modelos, entre eles o novo Polo e o Fox, que estão ganhando espaço no mercado com o lançamento das novas versões.

Fiat

Essa montadora italiana se instalou no Brasil em meados da década de 70 e, de lá para cá, emplacou alguns sucessos de venda que não saem da memória dos apaixonados por carros. Entre eles está o lendário Fiat 147, que inaugurou as vendas de veículos movidos à álcool. Confiança e influência são o que movem a marca, que se mantém ativa e na dianteira dos mais vendidos no país.

Em 2017 a Fiat ficou com a vice-liderança no número de vendas, somando mais de 159.438 unidades emplacadas. Entre os mais cobiçados estão o Uno e o Palio, além da Picape Strada que vem ganhando força entre os utilitários leves.

Ford

A montadora americana sempre foi forte no mercado nacional, mas até pouco tempo atrás não ultrapassava as suas concorrentes no número de vendas. Porém, nos últimos anos, com as remodelagens promovidas no Ford Ka, a marca está ganhando força e compete com muita força com os seus concorrentes.

A Ford ficou na quarta colocação entre os mais vendidos de 2017, com mais de 192.25 unidades novas emplacadas. Um número bastante expressivo, já que outras montadoras estão se instalando do país e vinham ocupando espaços, fazendo com que a marca estivesse um pouco mais distante do pódio.

Hyundai

Para fechar as top 5 do mercado brasileiro podemos inserir a montadora sul-coreana Hyundai. A marca vem ganhando espaço com seus carros tecnológicos e com preços competitivos no mercado brasileiro.

Com o HB20 despontando entre os mais vendidos, os consumidores estão aprendendo a apreciar essa marca e a montadora está ganhando a confiança dos clientes com veículos que apresentam excelente valor de revenda. Falando em números, a Hyundai vendeu em 2017 mais de 201 mil unidades dos seus mais variados modelos.

Carros mais vendidos no mercado automotivo brasileiro

Em 2018 o brasileiro está se sentindo mais motivado para voltar a consumir e, com isso, o mercado automobilístico está mais aquecido. Os números apontam para aumento de mais de 14% no número de vendas, levando em consideração os resultados de 2017.

Está curioso para saber quais são os 10 carros mais vendidos nos primeiros 8 meses desse ano? Então confira a lista e veja como as montadoras estão se saindo após a crise!

1o. Chevrolet Ônix

Líder de vendas nos 3 últimos anos e, pelo que tudo indica, não perderá a hegemonia nesse ano de 2018. A Chevrolet acertou na combinação conforto, tecnologia e preço, e, por isso, registra um crescente aumento no número de vendas. Se entre os novos ele é o queridinho, entre os usados não tem tanta procura, mas, mesmo assim, não perde força no mercado.

2o. Hyundai HB20

Em segundo lugar, com cerca de 40% a menos que o topo da lista, mas com números impressionantes entre os concorrentes, está o sul-coreano que está caindo na graça dos brasileiros. O HB20 encanta os seus clientes pela combinação ideal entre conforto e preço, além de ser econômico e possuir uma mão de obra barata em relação aos seus concorrentes importados.

3o. Ford Ka

A montadora americana está cada vez mais forte no mercado e mantém seu modelo brigando mensalmente pela segunda colocação. A diferença é sutil, e mês após mês, o número de unidades vendidas se assemelha entre o HB20 e o Ford Ka.

Ao que tudo indica, os clientes estão encantados com os resultados dessa nova versão do Ka, que está mais esportiva e confortável. Os valores também têm agradado os clientes, que cada vez mais estão buscando por veículos que prezam pela relação entre conforto, acabamento e preço.

4o. Volkswagen Polo

O ano de 2018 começou de forma diferente com o lançamento da nova versão do Polo. Mais semelhante ao modelo de carenagem Europeu, o novo queridinho da Volkswagen traz na sua bagagem mais tecnologia e conforto, além, é claro, de um motor competitivo que tem encantado os apaixonados por carro.

A VW está começando a caminhar para os postos mais altos da lista dos mais vendidos com essa nova versão do Polo porque os clientes encontram um veículo mais robusto, com novo design e motorização mais potente.

5o. Volkswagen Gol

O líder de vendas por alguns anos, até mesmo décadas, perdeu a hegemonia, mas não a confiança dos clientes. O Gol continua sendo uma daquelas opções de veículos que nunca sai da lista de compras dos motoristas mais tradicionais.

A perda do mercado se deu mais pelo preço do que pela confiança, como os seus concorrentes trouxeram modelos dotados de mais tecnologia e com preços mais atrativos, por consequência o Gol teve uma queda no número de vendas.

6o. Fiat Strada

O único utilitário leve na lista dos 10 mais vendidos não está aqui por acaso. Após atropelar a Saveiro, que foi líder desse segmento por anos consecutivos, a Fiat Strada está deixando para traz a marca de carro usado para trabalho, para um esportivo diferenciado.

Para quem precisa fazer pequenos transportes ou gosta de carros no estilo picape, a Strada apresenta motorização arrojada, é um veículo robusto e tem um design que chama a atenção dos consumidores. Com certeza será muito difícil para os concorrentes desbancar essa picape pelos próximos anos!

7o. Chevrolet Prisma

Um modelo que chegou tímido ao mercado, a montadora apostou no seu lançamento como uma substituição do Corsa, mas que em um primeiro momento não funcionou. Depois de passar por algumas remodelações, ganha espaço no mercado, principalmente com o seu modelo sedã.

8o. Renault Kwid

O modelo compacto da Renault chegou ao mercado brasileiro em 2017, depois de alguns fracassos apresentados na Índia, local em que foi testado nos seus dois primeiros anos.

Após passar por uma série de melhorias, o Kwid passa a ser fabricado no Brasil e ganha espaço no mercado nacional como um carro de baixo custo e que apresenta alguns opcionais de série que os clientes estão julgando cada vez mais importantes, como a direção hidráulica e o ar-condicionado.

Ao que tudo indica, o Kwid pode despontar no mercado nacional nos próximos anos pelo seu tamanho pequeno e ideal para o trânsito caótico que os motoristas encontram nas principais cidades do país.

9o. Fiat Argo

Esse modelo é uma das novidades que chegaram ao mercado em 2017 e está apresentando resultados positivos diante dos consumidores. A Fiat trabalhou na qualidade de acabamento dos padrões de luxo dos seus veículos, em um carro que tem preço atrativo e motorização competitiva no mercado.

O Argo foi criado a partir da base de um dos carros que fez história na Fiat, o Punto, mas sofreu alterações severas que trouxeram mais estabilidade, leveza e rigidez, o que está consolidando o modelo entre os mais vendidos nos primeiros meses deste ano.

10o. Jeep Compass

Essa marca não é nova no mercado, mas tem uma tradição forte para carros de aventura, no estilo off-road, para quem gosta de trilhas e muito barro. Porém, com o passar do tempo, a Jeep começou a investir pesado no mercado dos utilitários de luxo, do tipo SUV.

A combinação preço, conforto e eficiência energética está encantando os consumidores. O Jeep Compass está sendo eleito o mais econômico da categoria e com o melhor preço de revenda no mercado. Dessa forma, a Jeep se consolida entre as marcas que tem tradição de vendas entre os carros usados, isso porque os veículos apresentam uma excelente mecânica.

Lançamentos do setor automotivo para 2018

Os lançamentos do mercado automobilístico de 2018 ainda não acabaram e parece que ainda tem muita coisa por vir nesse último trimestre. As montadoras estão preparando novidades que devem aquecer ainda mais o mercado. Confira uma lista dos modelos que vão ganhar as ruas ainda esse ano!

Chevrolet Spin

Esse modelo no segmento minivan chega como uma nova opção entre os veículos de 7 lugares. As novidades internas e externas prometem ainda mais conforto e potência de motor.

Toyota Yaris

A montadora japonesa promete lançar um compacto ainda melhor que o Etios, com motorização 1.5 e mais competitivo entre os veículos automáticos.

Volkswagen Jetta

Não pode ser considerado uma novidade no mercado, mas ganhou novos contornos e uma evolução na motorização. Maior e mais potente que sua antiga versão, o Jetta promete chegar competitivo no mercado dos veículos de luxo.

Volkswagen T-Cross

Para concorrer no mercado dos crossovers, a Volks investiu pesado nessa novidade que promete tecnologia e conforto para os seus consumidores.

Comportamento do consumidor no mercado automotivo

O comportamento do consumidor mudou radicalmente com a popularização da internet. As ferramentas virtuais passaram a dar um grande suporte aos clientes e isso permite que a negociação de veículos seja cada vez mais rápida. O tempo de venda de um carro diminuiu consideravelmente e, com isso, o mercado apresentou um aquecimento de vendas.

Os consumidores estão cada vez mais dispostos a comprar, mesmo que para isso seja necessário comprometer uma parcela maior da sua renda. Na mesma proporção que aumentam os números de vendas, também crescem os números de financiamentos bancários para pagar esses veículos. Os carros novos são a primeira opção, mas a venda de carros usados está sempre em alta.

Os consumidores são atraídos pelos preços anunciados e movidos pela qualidade que o produto oferece na hora de fechar uma compra. Uma característica do perfil dos clientes brasileiros é a compra por impulso, por isso as empresas investem pesado em marketing e publicidade para criar a necessidade de compra.

Tendências do mercado automotivo para os próximos anos

A projeção do cenário automobilístico para os próximos 10 anos promete trazer mais competitividade ao mercado. Carros mais eficientes energeticamente são a promessa para o horizonte da sustentabilidade. Os carros híbridos e elétricos estão se popularizando e prometem ganhar espaço.

As montadoras preveem produzir carros cada vez mais econômicos e no estilo compacto para atender a demanda das grandes cidades, que sofrem com a falta de espaço. A autonomia deve ser palavra de ordem para os próximos lançamentos das mais variadas marcas.

De uma forma geral, o mercado automobilístico brasileiro vem sofrendo grandes mudanças motivado pela alteração nos padrões de consumo dos consumidores. Com os avanços da internet, a facilidade de negociar um veículo e a rapidez na busca por informações têm criado necessidades de compra.

As montadoras estão se adequando e caminhando com essas mudanças e por isso conquistando cada vez mais espaço na fase de retomada econômica. O cenário é propício para o crescimento, basta que as empresas invistam em novidades e tecnologia como, por exemplo, a popularização dos veículos eficientes energeticamente.

Que tal, curtiu este post com um panorama sobre o mercado automotivo brasileiro? Então aproveite a visita para ler agora mesmo em nosso blog o texto “Como reduzir o tempo para venda de um carro?” e fique por dentro do assunto!

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *