Carro com sensor de álcool está em teste nos EUA
carro com sensor de álcool teste EUA

Carro com sensor de álcool está em teste nos EUA

A tecnologia do carro com sensor de álcool está em fase de testes, mas deve chegar ao mercado até o final de 2023 nos EUA

A vida dos condutores que misturam álcool e direção promete ficar mais difícil em breve. Isso graças aos sensores que identificam se o motorista ingeriu ou não álcool que já está em teste nos Estados Unidos. 

cta blog venda seu carro

A tecnologia é uma ação conjunta entre as montadoras e as autoridades do país norte-americano. De acordo com os resultados dos sensores, os sistemas irão destravar ou não os carros, com base na respiração e toque dos condutores. 

A indústria está testando duas soluções, uma detecta o álcool no hálito do motorista, enquanto o outro mede pela pele do condutor o nível de álcool, com sensores na ignição do carro. Além disso, um terceiro sensor, que verifica a respiração, já está em testes no estado de Virginia. 

Todas essas ações vêm em conjunto, principalmente, por conta da Lei de Empregos e Investimentos em Infraestrutura  que os Estados Unidos determinou. Dentro dessa legislação, existe a busca de formas para prevenir a embriaguez ao volante até 2024. 

Sensor de respiração deve chegar primeiro

O sistema que detecta se o motorista está embriagado pela respiração deve chegar primeiro ao mercado, já que é a tecnologia que está mais adiantada. A funcionalidade é diferente dos bafômetros que já conhecemos, onde é necessário que os motoristas assoprem com força para detectar o álcool. 

A novidade identifica automaticamente a concentração de álcool, a partir de um sensor na porta ou na coluna de direção, locais estratégicos para capturar a respiração dos motoristas. 

O sensor conta com um feixe de luz infravermelha que ajuda a detectar a proporção de álcool em relação ao dióxido de carbono do carro. Se estiver acima do limite legal, o carro não ligará. 

Além disso, o sistema ainda é capaz de distinguir o hálito do motorista e passageiros. Pais e responsáveis também podem programá-lo para ter uma tolerância zero em carros onde seus filhos serão os condutores, até eles completarem 21 anos, a idade legal para consumo de álcool nos EUA. 

Sensível ao toque 

Quando falamos do sensor sensível ao toque já temos uma outra tecnologia. Neste caso, ele lê o nível de álcool no sangue dos condutores a partir da superfície da pele. Parece filme de ficção científica, mas não é. É preciso apenas que o motorista toque no botão de ignição ou no câmbio. 

Com a pele em contato com o sensor, o sistema dispara um feixe de luz no dedo e usa a espectroscopia de tecido com infravermelho para fazer as medições. Espera-se que a tecnologia chegue ao mercado automotivo em 2025. 

Desafios

Como já esperado, alguns “espertinhos” tentarão driblar as tecnologias de verificação de embriaguez ao volante. Para evitar isso, os engenheiros do sensor de toque estão testando algumas funcionalidades que consiga identificar o nível de álcool mesmo que o condutor use luvas. 

No radar de muitas empresas, a sueca Senseair já licenciou a primeira interação da tecnologia de respiração nos Estados Unidos. Segundo a companhia, a ideia é entrar no mercado automotivo já em 2023. O maior empecilho, agora, é ver qual será a aceitação do público. 

Posts relacionados

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Os golpes na compra e venda de carros no Brasil ainda estão em alta, confira os modelos mais visados pelos…
Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi lança modelos A4 e A5 com preços até R$ 394.990,00 para A5 na versão topo de linha A Audi…
BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

Edição limitada e mais potente do BMW M3 CS: apenas 17 unidades disponíveis que já foram vendidas no país. A…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *