GP da Austrália: Verstappen vence, mas corrida termina com recorde de bandeiras vermelhas e 8 abandonos
GP Austrália pódio 2023

GP da Austrália: Verstappen vence, mas corrida termina com recorde de bandeiras vermelhas e 8 abandonos

O GP da Austrália fica marcado como um dos mais caóticos da F1, foi a prova com mais bandeiras vermelhas

A corrida em Melbourne começou 2h da manhã para os brasileiros, mas dificilmente deixou como sono quem ficou acordado para acompanhar o GP.

cta blog venda seu carro

Ao fim da prova, apenas 12 pilotos ainda estavam no grid, Max Verstappen da Red Bull em 1°, Lewis Hamilton em 2° com uma boa recuperação da Mercedes e Fernando Alonso em 3°, depois de ter batido na terceira relargada do dia e ter a posição recuperada por uma decisão da FIA.

Os pilotos Charles Leclerc, Alex Albon, George Russell, Kevin Magnussen, Logan Sargeant, Nicky DeVries, Esteban Ocon e Pierre Gasly tiveram que abandonar o GP da Austrália ao longo das 58 voltas.

Primeira Largada do GP da Austrália

Mercedes AMG Petronas F1 GP da Austrália 2023
Redes Sociais

Max Verstappen, que largou de pole position, sofreu com as duas Mercedes que largavam de P2 e P3. Pouco depois da largada Verstappen já perdeu a posição para George Russell e Lewis Hamilton. E até a primeira Red Flag não conseguiu recuperar a posição. As Mercedes já ameaçavam uma melhora na performance durante o final de semana nos testes livres e na qualificação, a expectativa da equipe ao chegar no circuito era conseguir um 5° e 6° lugar, mas terminaram a etapa com um pódio de Lewis Hamilton.

Charles Leclerc sofreu uma batida de Lance Stroll já na primeira volta e teve que abandonar a corrida.Assim, deixando a Ferrari apenas com Carlos Sainz para pontuar. Poucas voltas depois, na oitava, Alex Albon, bateu e trouxe inicialmente o Safety Car, a Mercedes acreditou que seria apenas um SC e chamou Russell para o pitstop, mas em seguida, a direção de prova decidiu que pela quantidade de detritos que estavam na pista seria uma bandeira vermelha e todos os carros deveriam voltar para os boxes.

A falta de sorte de George Russell poderia ter acabado nessa única decisão, mas na volta 18 o carro o piloto inglês teve um problema na unidade de energia, e teve que abandonar a corrida.

Red Bull e o “DRS triplo”

Red Bull GP da Austrália 2023
Redes Sociais

A Red Bull mostrou, mais uma vez, o nível extremamante superior que está comparado com o resto do grid nessa temporada. Quando o piloto holandês conseguiu ultrapassar Hamilton, na volta 12, em apenas uma volta Verstappen conseguiu ficar com 3 segundos de vantagem. Enquanto isso, Sérgio Pérez, que teve que largar do final do grid, estava escalando e já garantia o 16° lugar. O mexicano conseguiu terminar o GP da Austrália em 5°.

Antes da última bandeira vermelha, a vantagem já estava em 10 segundos, com Lewis Hamilton levando o carro da Mercedes no limite para tentar competir. Fernando Alonso na Aston Martin vinha em seguida tentando chegar próximo a Hamilton, mas sem sucesso. Nesse circuito ficou ainda mais evidente o tanto que o carro da RBR consegue acelerar com o DRS ativado, sendo chamado até de DRS triplo pelo público.

Bandeiras vermelhas, confusão e 4 relargadas

Para quem não assistiu a corrida, pode ser confuso tentar acompanhar tudo o que aconteceu nas quase 3 horas de prova. A primeira bandeira vermelha chegou com Alex Albon batendo na volta 8, com a batida vários detritos ficaram na pista. Sendo assim, a direção de prova decidiu trazer a primeira bandeira vermelha.

Na volta 55 de 58, o carro de Kevin Magnussen perdeu um pneu que ficou jogado na pista, mais uma vez a FIA decidiu pela bandeira vermelha. Com poucas voltas para o final da prova era promessa de emoção. Mas com a decisão de uma largada parada poderia ser risco de acidentes e foi exatamente o que aconteceu.

Carlos Sainz colidiu com Fernando Alonso, em seguida os dois carros da Alpine bateram, deixando os dois pilotos franceses fora do GP. Ao mesmo tempo que na curva 1 Sargeant ficou travado e colidiu com Nicky DeVries que também ficou de fora.

Última relargada na última volta do GP da Austrália

Após as batidas na terceira relargada, foi a vez da última bandeira vermelha. E além disso, uma longa espera para decisões quanto a ordem de relargada. A FIA decidiu devolver a posição para Fernando Alonso e dar 5 segundos de punição para Carlos Sainz por ter causado a batida com Alonso. Isso fez com que o piloto da Ferrari saísse do 4° lugar a caísse para o 12°, fora da zona de pontuação.

O espanhol reclamou muito no rádio e após a prova foi tentar conversar com os diretores de prova, mas sem sucesso. A Ferrari saiu da Austrália sem pontuação caindo para o 4° no campeonato de construtores.

Para o resto do grid as posições se manteram, apesar de ter uma relargada, por estar na última volta os carros apenas saíriam após o Safety Car para a bandeirada, mas sem qualquer oportunidade para uma ultrapassagem.

O GP da Austrália trouxe a confirmação da superioridade da Red Bull, uma esperança para uma melhora na Mercedes, que atualmente tem o 4° carro mais rápido do grid. E além disso, os primeiros pontos de Oscar Piastri, da McLaren, em uma corrida em casa.

O próximo GP da temporada de 2023 da F1 vai ser em Azerbaijão (Baku) no dia 30 de abril.

Posts relacionados

Koenigsegg CC850 traz câmbio revolucionário que é automático e manual ao mesmo tempo

Koenigsegg CC850 traz câmbio revolucionário que é automático e manual ao mesmo tempo

Koenigsegg CC850 nasceu como homenagem ao aniversário do fundador, mas o que chama a atenção é o incrível câmbio automático…
F1: GP da Emilia Romagna em Ímola, veja horários e onde assistir

F1: GP da Emilia Romagna em Ímola, veja horários e onde assistir

Confira como assistir e os horários do retorno da F1 2024 no GP de Emilia Romagna em Ímola neste final…
Lula sanciona novo DPVAT, SPVAT, com veto à multa por inadimplência

Lula sanciona novo DPVAT, SPVAT, com veto à multa por inadimplência

Confira tudo o que você precisa saber sobre o novo DPVAT sancionado por Lula, e o que muda em comparação…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *