Carregador de carro elétrico: tipos, vantagens e desvantagens
Aluguel de carregador para carros elétricos

Carregador de carro elétrico: tipos, vantagens e desvantagens

Pensa em abandonar os automóveis a combustão? Então confira a seguir quais são e como funcionam os tipos de carregador de carro elétrico

O mercado brasileiro de carros elétricos está em expansão e, mesmo que lentamente, incorporou um bom número de novos modelos nos últimos anos. 

cta blog venda seu carro

Com esse aumento na popularidade dos carros movidos a bateria, uma dúvida de muita gente são as opções de recarga existentes para esses automóveis. Saiba mais sobre esse assunto a seguir.

Como funciona o carregamento?

A bateria do veículo recebe a energia em corrente contínua (DC). Porém, na maioria dos casos, a energia que entra no veículo está em corrente alternada (AC), que é a fornecida pelas tomadas comuns.

Ou seja, é necessário um inversor para converter a corrente alternada da rede elétrica em corrente contínua. Todos os veículos elétricos já possuem esse componente de fábrica.

A única situação em que os carros são energizados com corrente contínua é nos carregadores ultrarrápidos. Esses utilizam seu próprio inversor interno e de maior porte, transformando a energia da rede em corrente contínua. 

Tipos de carregadores

Vamos detalhar agora quais são e como funcionam os tipos de carregadores:

Carregador básico

Esse equipamento vem de fábrica junto com o veículo e permite a recarga do carro elétrico em tomadas comuns de 10A. Seu principal diferencial é a versatilidade, pois exige apenas tomadas domésticas aterradas.

Apesar da facilidade para seu uso, seu ponto contra é justamente a menor potência, o que ocasiona uma menor velocidade de recarga. 

Carregador Residencial (Wallbox)

Sendo um dos mais procurados por conta de sua conveniência, esse carregador de carro elétrico pode adicionar de 20 a 100km por hora de carregamento. Instalado na parede, a maioria pode carregar qualquer carro elétrico usando o conector universal J1772 . 

Mais veloz que o carregador básico, chega a ser 3x mais rápido e precisa de instalação cuidadosa. A recarga é feita em corrente alternada de 16A a 32A, sendo um equipamento ideal para carregar o seu veículo na garagem. 

Carregador semirrápido (AC)

Mais robusto, esse tipo de carregador de carro elétrico tem recursos como monitoramento e histórico de consumo, gestão de energia, chave de acesso e cobrança.

Este tipo de equipamento normalmente é visto em eletropostos ou pontos de recarga em locais públicos. Nesse carregador, a carga do veículo elétrico acontece em corrente alternada de 16 a 32A.

Carregador superrápido ou ultrarrápido (DC)

Para situações onde o carregamento veloz é essencial, como no caso de rodovias, os carregadores de corrente contínua (DC) tem uma potência mais alta que os outros tipos de carregador. 

Também presente em alguns eletropostos, com ele é possível alcançar 80% da capacidade das baterias do veículo em alguns minutos. 

Instalando o carregador na minha casa

Antes de tudo é necessário verificar a rede elétrica da sua casa e sua capacidade. Isso porque, por exemplo, se você comprar um carregador de nível 2 com 40A, é necessário um disjuntor com uma capacidade nominal de pelo menos 50A. 

Se houver a possibilidade, instale o carregador próximo ao quadro elétrico, pois o eletricista precisará fazer uma passagem de condutores do painel até o carregador. Instalar ou carregar perto da porta da garagem pode facilitar a recarga. 

Antes de qualquer alteração elétrica, é necessário contatar um eletricista, pois há alguns pontos a serem observados, como por exemplo, se seu painel elétrico já estiver cheio ou quase cheio, talvez seja necessário reformá-lo para a instalação da estação de carregamento.

Normalmente, um automóvel com uma bateria de 25 kWh leva 8 horas para carregar em um ponto de carregamento residencial (com uma potência média de 3 kW).

Regulamentação e segurança

No Brasil existem normas para regulamentar as estações de recarga de carros elétricos, tais como a ABNT / NBR IEC 61851 e as RNs 414 e 819 da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Na hora da compra sempre avalie aqueles que possuem o selo ABNT e tragam consigo certificados de laboratórios reconhecidos internacionalmente. 

Temos como exemplo a certificação Energy Star (equivalente ao Procel brasileiro) que mostra se um carregador utiliza o mínimo de energia quando não está carregando.

Verificar o tempo de garantia e o suporte disponível para o carregador também é essencial, já que por ser uma tecnologia tecnicamente nova no mercado, provavelmente você precisará falar com a fabricante em algum momento. 

Posts relacionados

Investimento da GM em Gravataí de R$ 1,2 Bilhão é para a produção de novo modelo

Investimento da GM em Gravataí de R$ 1,2 Bilhão é para a produção de novo modelo

Segundo divulgado pela marca, investimento da GM em Gravataí de R$ 1,2 bilhão é para preparar sua fábrica para lançamento…
Mercedes-Benz EQS 450+ é u SUV mais tecnológico da marca e beira o R$ 1 milhão

Mercedes-Benz EQS 450+ é u SUV mais tecnológico da marca e beira o R$ 1 milhão

Mercedes-Benz EQS 450+ oferece ótimo desempenho, autonomia, acabamento superior e luxo incomparável
Vender Carro em Duque de Caxias: tudo o que você precisa saber

Vender Carro em Duque de Caxias: tudo o que você precisa saber

Se você está pensando em vender carro em Duque de Caxias de maneira rápida e segura, a InstaCarro é a…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *