Motor Renault SCe: saiba mais sobre os propulsores da marca francesa
renault sandero motor sce

Motor Renault SCe: saiba mais sobre os propulsores da marca francesa

Os SCe estão em praticamente todos os produtos atuais da Renault no Brasil; conheça a história desse motor.

Nas versões 1.0 e 1.6, o motor Renault SCe equipa atualmente os modelos Kwid, Sandero, Logan, Oroch e Duster e estão entre os mais atuais da linha internacional de propulsores da marca francesa.

cta blog venda seu carro

Conhecido na Renault também como motor “H” e na Nissan como “HR”, foi desenvolvido em conjunto pelas duas empresas. Chegou inicialmente apenas aos produtos da marca japonesa, em 2002. O primeiro carro dos franceses com o novo motor foi o Mégane de 3ª geração, de 2008.

O novo propulsor surgiu para substituir os blocos Renault das linhas D e K. Ambos projetos dos anos 1990 e que também eram empregados nos carros brasileiros da marca francesa desde a inauguração da fábrica de São José dos Pinhais (PR), em 1998.

quanto vale o seu carro na instacarro

No mercado automotivo brasileiro, o motor Renault SCe chegou no fim de 2016. Com produção local na fábrica paranaense, estreou nas variações 1.0 12V de três cilindros e 1.6 16V de quatro cilindros.

Ambas flex, compartilham características com o bloco de alumínio e o duplo comando de válvulas (com ou sem variador de fase na admissão), corrente de comando no lugar da correia dentada e o sistema ESM (Energy Smart Management), que controla a carga de bateria e resulta em redução de consumo.

Motor 1.0 SCe

No Brasil, o motor 1.0 SCe está presente nos modelos Kwid, Sandero e Logan. O que equipa o subcompacto é uma versão mais simples, sem variador de fase, que desenvolve  66/70 cv de potência (gasolina/etanol) e 9,4/9,8 kgfm de torque a 4.250 rpm.

Já no Sandero e no Logan, o mesmo motor Renault SCe despeja 79/82 cv (gasolina/etanol) de potência e torque de 10,2/10,5 kgfm a 3.500 rpm. 

De acordo com a Renault, o motor 1.0 SCe consome em média 19% menos combustível do que o antigo motor “D” 1.0 16V de quatro cilindros. 

Motor 1.6 SCe

O motor 1.6 16V da linha SCe chegou para substituir os antigos 1.6 de 8V e 16V da linha “K”. Compartilhando as mesmas características básicas com o motor menor, desenvolve 115/118 cv (gasolina/etanol) de potência e 16 kgfm de torque a 4.000 rpm.

Atualmente equipa os modelos Duster, Duster Oroch e Logan. Até a linha 2021 estava presente também nas versões normais do Sandero. Mas hoje só está sob o capô do aventureiro Stepway.

Com rendimento 21% superior ao do antecessor, se beneficia também do sistema start-stop (Logan e Sandero), que desliga o motor automaticamente em paradas prolongadas.

Motor turbo TCe

motor sce tce captur

Variações turbo do motor Renault SCe existem no mercado internacional desde os primórdios. Com o nome TCe, conta com variações 0.9, 1.0, 1.2, 1.3 e 1.4 e com tecnologias como a injeção direta de combustível.

A variação mais recente desses SCe turbo atende pelo nome de H5H. Desenvolvida em parceria com a Mercedes-Benz, por meio do acordo de cooperação tecnológica entre a Daimler e a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, é um 1.3 turbo com injeção direta, que é utilizado também em modelos da marca alemã como os Classe A e CLA.

No Brasil, o único produto produzido com o novo propulsor é o SUV Renault Captur. Em uma versão flex, o motor desenvolve 162/170 cv (gasolina/etanol) e 27,5 kgfm de torque a 1.600 rpm.

Posts relacionados

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Conheça alguns modelos de carros que parecem ter saído do Minecraft, um dos jogos de videogame mais famosos do mundo…
Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat revela o Grand Panda, o sucessor dos modelos Argo e Mobi, inspirado no Citroën C3 A Fiat prepara um…
GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

 O novo SUV GWM Haval H6 chega ao mercado com preço promocional e a autonomia puramente eletrica revelada: 74 km A…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *