RAM Rampage Rebel é a picape que serve para tudo
RAM Rampage Rebel Branca Gasolina

RAM Rampage Rebel é a picape que serve para tudo

RAM Rampage Rebel combina conforto, desempenho, design chamativo e capacidade off-road com uma farta lista de itens de série

Antigamente, ter uma picape significava uma invariável necessidade por um veículo para carregar peso, que fosse robusto e durável. Ao longo dos anos isso foi mudando um pouco, e junto à robustez veio a necessidade por economia de combustível e design chamativo, assim como nos demais tipos de veículos.

cta blog venda seu carro

Hoje, podemos dizer que existem picapes para todos os tipos de gostos e que fazem de tudo, desde as pequenas Fiat Strada e VW Saveiro, passando pelas médias Toyota Hilux e Ford Ranger até as gigantes RAM 1500 e Ford F-150.

Porém, é no meio de tudo isso que está, para mim, as picapes mais interessantes do ponto de vista do custo-benefício: no segmento das intermediárias, hoje ocupado pela RAM Rampage e pela Ford Maverick, que você já viu as avaliações aqui no canal na versão Maverick FX4 e Maverick Hybrid.

Falando especificamente na Rampage, com apenas seis meses de mercado em 2023 teve números de emplacamentos importantes: foi o 12º comercial leve mais emplacado em 2023, com 8.637 unidades, uma média de 1.439 unidades emplacadas/mês. Se tivesse um ano todo pela frente, emplacaria algo em torno de 17.200 unidades no acumulado, o que a colocaria no top 10 (em 9º lugar, especificamente) na frente da Renault Oroch, que emplacou 12.734 unidades.

Mas em janeiro de 2024 os números foram ainda mais impactantes. A Rampage emplacou 1.685 unidades, ocupando o sétimo lugar do seu ranking liderado pela imbatível (e bem mais barata) Fiat Strada, com 8.022 unidades. Já sua principal concorrente, a Ford Maverick, emplacou apenas 132 unidades em janeiro e ocupa o longinquo 24º lugar do ranking.

E é dentro deste cenário que te conto: por que a Rampage vende tanto e, por que você deveria ter uma em sua garagem?

Qual a diferença da RAM Rampage para a Fiat Toro

Apesar de dividir a mesma plataforma Small Wide com a também picape Fiat Toro (e SUVs como Compass e Commander), a Rampage é bem diferente. A começar de sua estrutura: 60% dos componentes estruturais da RAM Rampage são diferentes da Toro, assim como quase todas as chapas de carroceria, motorização, tração, itens de série, conjunto de suspensão e, claro, tipos de acabamento.

Além disso, nas dimensões, a Rampage também é bem diferente: é 41mm mais larga que a Toro, 46 mm mais alta, 83 mm mais comprida e 4 mm maior no entreeixos. A Rampage também tem altura em relação ao solo maior em 30 mm.

Fora isso, o espaço na caçamba também muda: 980 litros na Rampage, contra 937 litros na Toro, além de acréscimo de 5 kg na capacidade de carga, que é de 1.010 kg na Toro.

Visual da RAM Rampage Rebel

O design da Rampage foi claramente inspirado nas linhas das picapes full-size da marca, especialmente os da RAM 1500 e 2500. Assim, a grade enorme é acompanhada dos faróis fullLED posicionados na extremidade superior do conjunto, tudo para dar altura ao conjunto. Isso é reforçado também pelo capô musculoso de área central elevada.

Na versão avaliada, a Rebel, dispensa-se o uso de cromados, deixando a picape focada na usabilidade fora de estrada. Falando em fora-de-estrada, a Rampage Rebel usa pneus All Terrain 235/65 R17 (com banda de rodagem ainda mais fora de estrada na opção a gasolina).

Farol e farol de neblina da RAM Rampage Rebel Branca Gasolina

Atrás, a tampa mais reta e também elevada ressalta o aspecto elevado do conjunto. Destaque para as lanternas LED estilizadas com a bandeira dos Estados Unidos ao centro.

Interior da RAM Rampage Rebel

Por dentro, o que se destaca na RAM Rampage Rebel é a qualidade do acabamento, que muda conforme a versão: predominantemente preto na Rebel, em couro marrom na Laramie e com visual esportivo na R/T.

Interior da RAM Rampage Rebel Branca

O painel é soft-touch na parte superior e recebe couro na inferior, no mesmo padrão dos bancos elétricos e de excelente ergonomia. A parte central do painel é em plástico, mas também em boa qualidade. Chama atenção também o belo conjunto de telas, 10,3” no cluster customizável e 12,3” para a multimídia, que espelha celulares sem fio.

Interior da RAM Rampage Rebel Branca Gasolina

O ar-condicionado é digital, de duas zonas, e ainda inclui saídas para os passageiros de trás. Outro ponto de destaque fica para a qualidade do sistema de som, o qual é premium assinado pela Harman Kardon. São 10 alto-falantes distribuídos na cabine e um subwoofer de 6” localizado abaixo do banco do passageiro. Tudo isso para gerar 360 watts de potência.

Interior da RAM Rampage Rebel Branca Gasolina

Para mim, o único ponto que não me remete a uma picape RAM é o espaço traseiro. É apenas bom para 2 ocupantes, sem espaços para cruzar as pernas como é de praxe nas demais picapes da marca.

Espaço traseiro da RAM Rampage Rebel Branca

Desempenho da RAM Rampage Rebel

A Rampage é impulsionada pelo moderno motor Hurricane 4 2.0 litros, a gasolina, que gera potência de 272 cv e torque de 40,8 kgfm. Todo em alumínio, o conjunto traz ainda turbocompressor twin-scroll de baixa inércia, válvula de alívio eletrônica e recirculação refrigerada dos gases do escapamento.

Motor Hurricane 4 2.0 da RAM Rampage Rebel Branca Gasolina

Junto a ele, é acoplada uma transmissão ZF de nove marchas e um sistema de tração 4×4 exclusivo e que distribui a tração entre os eixos de maneira inteligente. Há também a função reduzida acionada por botão.

Isso faz da Rampage uma picape ótima de acelerar no asfalto, com acerto de suspensão elogiável (independente nas quatro rodas) e sem excesso de rolagem em curvas de alta, como se esperava de uma picape. Comportamento muito semelhante ao da Maverick FX4, mesmo sendo mais alta e com pneus com banda de rodagem melhor na terra.

Suspensão traseira independente da RAM Rampage Rebel Branca Gasolina

Na cidade, ela sobra em qualquer situação. Na estrada, a opção de trocas manuais ajuda no comportamento dinâmico, deixando-a uma verdadeira devoradora de asfalto. Mas se quiser apenas curtir a estrada numa viagem tranquila, as trocas de marchas do conjunto ZF beira a perfeição. Faz trocas quase imperceptíveis e aproveita bem o torque do conjunto. Se quiser, ainda é possível usar o ACC que acelera e freia a picape segundo o carro da frente. Infelizmente, só não contorna curvas.

Com isso, a Rampage Rebel faz de 0 a 100 km/h em apenas 7,1 segundos e tem velocidade máxima limitada a 210 km/h.

Mas na terra ela é tão boa, ou melhor. Se a calibração da suspensão é boa para usar na cidade e nas rodovias, no fora de estrada propicia segurança ao passar por trechos acidentados ou muito inclinados. Cheguei a andar com ela a 27° de inclinação sem me sentir inseguro.

traseira da RAM Rampage Rebel
Rampage Rebel durante os testes no fora-de-estrada em seu lançamento – Foto: Stellantis/Divulgação

Um ponto bom de ressaltar é que, um DNA da RAM permanece aqui na picape: a sede por gasolina. Em nossos testes, registrou 6,3 km/l na cidade e 7,4 km/l na estrada.

Itens de série da RAM Rampage Rebel

Mesmo sendo a versão de entrada da Rampage no Brasil, a Rampage Rebel é muito bem equipada e traz, de série:

  • Motor Hurricane 4 2.0 gasolina de 272 cv e 40,8 kgfm;
  • câmbio automático de nove marchas;
  • tração 4×4 com reduzida;
  • escapamento duplo;
  • sport mode;
  • central multimídia de 12,3″ com Android Auto e Apple CarPlay sem fio;
  • quadro de instrumentos digital de 10,3″;
  • faróis e lanternas fullLED;
  • carregador de celular por indução;
  • freio de estacionamento eletrônico com Auto Hold;
  • 7 airbags;
  • piloto automático adaptativo;
  • sistema de monitoramento de ponto cego;
  • sistema de permanência na faixa de rodagem;
  • alerta de colisão frontal com frenagem autônoma;
  • detecção de pedestres;
  • pneus 235/65 R17 All Terrain;

Vale a pena comprar?

A RAM Rampage Rebel aumentou 10 mil reais no seu preço desde o lançamento, custando agora R$ 259.990. Neste cenário, tem como concorrente direta, apenas, a Ford Maverick, mas trazem perfis bem diferentes.

RAM Rampage Rebel Branca Gasolina

Em acabamento e oferta de lista de itens de série, eu optaria pela Rampage. Design e dinâmica de condução, me dividiria entre ela e a Maverick FX4, tendendo à Rampage pela melhor vocação fora-de-estrada e perfil tão bom quanto das médias.

Por ser tão versátil, andar tão bem, ser confortável e ser tão bem equipada, a Rampage é uma picape que consegue reunir o melhor dos mundos no segmento. Por isso, para mim, é o melhor custo-benefício do mercado.

Ficha técnica da RAM Rampage Rebel Gasolina

Motorquatro cilindros em linha 2.0, 16V, turbo e injeção direta
Cilindrada1.995 cm³
Combustívelgasolina
Potência272 cv a 5.200 rpm
Torque40,8 kgfm a 3.000 rpm
CâmbioAutomático convencional de 9 marchas
Direçãoeletroassistida
SuspensõesMcPherson (dianteira) e multibraço (traseira)
Freiosdiscos ventilados (dianteira e traseira)
TraçãoIntegral sob demanda
Dimensões5.028 mm (comprimento), 1.886 mm (largura), 1.780 mm (altura)
Entre-eixos2.994 mm
Pneus235/65 R17
Caçamba943 litros / 617 kg de carga útil
Tanque55 litros
0-100 km/h7s1
Vel. máxima210 km/h
Consumo cidade (Inmetro)7,9 km/l
Consumo estrada (Inmetro)9,7 km/l

Galeria de Fotos da RAM Rampage Rebel 2.0 Gasolina

Posts relacionados

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Os golpes na compra e venda de carros no Brasil ainda estão em alta, confira os modelos mais visados pelos…
Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi lança modelos A4 e A5 com preços até R$ 394.990,00 para A5 na versão topo de linha A Audi…
BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

Edição limitada e mais potente do BMW M3 CS: apenas 17 unidades disponíveis que já foram vendidas no país. A…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *