Teste: Fiat Argo Trekking é um bom hatch para o uso diário

Teste: Fiat Argo Trekking é um bom hatch para o uso diário

Hatch aventureiro, o Fiat Argo Trekking tem bom visual, anda bem na cidade e na estrada e ainda oferece baixo consumo de combustível

O mercado automotivo tem mudado muito nos últimos anos, isso é verdade, mas se tem uma velha fórmula que continua funcionando é a de carros “aventureiros” da Fiat.

cta blog venda seu carro

A antiga linha Adventure da marca inaugurou um segmento completamente novo no Brasil, o de veículos com pouco ou nenhuma aptidão fora-de-estrada, mas que entregavam exatamente o contrário no visual.

Você deve lembrar de veículos como Palio Weekend (no final da vida tornou apenas ‘Weekend’), Strada e até a minivan Doblò com apliques diferenciados nos para-choques, suspensão elevada, pneus de uso misto e até modelos com bloqueio eletrônico de diferencial para a saída de atoleiros.

Pois é, isso deu tão certo que outras marcas tentaram o fazer o mesmo, mas sem o mesmo sucesso.

E agora o responsável por carregar essa roupagem diferenciada na linha Fiat é o hatch Argo, mas agora nominado como linha Trekking.

Embora o nome seja outro, o conceito é praticamente o mesmo: adesivos exclusivos que remetam ao fora-de-estrada, suspensão elevada com pneus de uso misto e… só isso. Pois é, parece pouco, não é verdade?

Mas se você colocar lado a lado o Argo S-Design e o Argo Trekking, que compartilham os mesmos motor, câmbio e lista de acessórios, a diferença de preço entre eles é quase inexistente, só que o Argo Trekking transpira um ar ser um carro com mais tecnologia.

quanto vale esse carro na instacarro

Design

Visualmente falando, o Argo Trekking é o Argo mais “diferentão” da linha e consegue ser um ponto inicial para quem ainda não pode comprar o Fiat Pulse Drive.

Ele vem com faróis escurecidos, adesivo no capô fosco, teto, retrovisores e spoiler traseiro em teto brilhante, adesivos laterais e traseiro com o nome da versão, rodas de 15” exclusivas em cinza escuro (opcionais), pneus de uso misto Scorpion ATR, rack de teto e molduras plásticas que unem os para-choques dianteiros, caixa de rodas, laterais e para-choques traseiros.

No interior, a unidade que testei tinha os bancos em couro opcionais com costuras brancas, mas de restou é tudo igual: painel de instrumentos, faixa central em cinza escuro, central multimídia de sete polegadas… e por aí vai.

Motorização e desempenho do Fiat Argo Trekking

Além do visual atrativo, é aqui que mora o maior destaque do hatch aventureiro.

O motor 1.3 Firefly de quatro cilindros gera 101/109 cv a 6.250 rpm e 13,7/14,2 kgfm a 3.500 rpm (G/E) e o câmbio utilizado é o manual de cinco marchas.

Esse conjunto não conta com turbo, configuração de três cilindros, injeção direta, nada disso, mas performa tão bem no uso urbano que surpreende.

Não é um carro rápido, nem torcudo, mas te oferece exatamente o que você precisa para o uso em cidade e com os pneus de uso misto consegue fazer com que você se aventure, mas com moderação, em estradas de terra.

Na estrada, o desempenho não é satisfatório, mas o câmbio curto e fraco isolamento acústico tornam a experiência cansativa.

É o típico carro em que um uma sexta marcha faria um bem danado.

Consumo do Argo Trekking

Na mesma tocada do desempenho, o consumo do Argo Trekking é tão bom quanto muito carro 1.0.

Na cidade é fácil ver o computador de bordo registrar média acima dos 10 km/l com etanol no tanque e, na estrada, esse número ficar em torno dos 11,5 km/l.

Com gasolina, os números são ainda melhores, com médias de 13 km/l na cidade e 15 km/l na estrada.

Dirigibilidade do Argo Trekking

À primeira vista, a suspensão elevada deu uma preocupação quanto à estabilidade do veículo em estrada, mas na prática, isso não se confirmou.

Com 21 cm de altura, 6,1 cm a mais que os demais “Argos”, a suspensão tem calibração firme o suficiente para não se tornar dura e nem mole demais em estrada.

Na cidade, é um dos melhores hatches do segmento nesse quesito e os pneus de uso misto não prejudicam a dirigibilidade em asfalto e não mostrou menos aderência do que deveria em piso molhado

A direção eletroassistida é leve e progressiva o suficiente nas mais variadas condições de uso.

Os bancos, no entanto, poderiam ser mais anatômicos e oferecer melhor apoio para as pernas e lombar.

Espaço interno

Outro ponto elogiável do Argo Trekking é o bom espaço interno para todos os ocupantes, mesmo os de estatura média para alta.

O porta-malas é generoso e oferece bons 300 litros de volume.

Segurança e tecnologia do Argo Trekking

Como uma versão topo de linha deve ser, já que não há mais as antigas Precision e HGT, o Argo Trekking é bem equipado.

De série, você encontra itens de segurança como, airbags, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e monitoramento de pressão dos pneus.

A versão que avaliamos contava com o pacote de acessórios “Kit Trekking Full”, que custa R$ 7.120 adicionais, mas que agrega câmera de ré, rodas de liga leve de 15″ com cor exclusiva, pneus 205/60 R15 Scorpion ATR, chave presencial, ar-condicionado digital e bancos em couro exclusivos Trekking.

O modelo conta ainda com ar-condicionado digital, central multimídia Uconnect de 7” com projeção de celulares Android e Apple, computador de bordo e partida por botão.

Conclusão

O Argo Trekking é um ótimo hatch para quem quer um carro de entrada que oferece um algo a mais.

A suspensão elevada ajuda a evitar aquelas incômodas raladas de para-choque ao transpor valetas e entradas de estacionamentos elevadas, e ainda é ideal para rodar em trechos mal pavimentados. Dá ainda para viajar para o sítio no final de semana.

Tudo isso com boa lista de itens de série, conforto e baixo consumo de combustível.

Ficha Técnica Fiat Argo Trekking

Motorquatro cilindros em linha, 1.0, 8 válvulas
Cilindrada1.332 cm3
CombustívelFlex
Potência109/101 cv a 6.250 rpm (E/G)
Torque14,2/13,7 kgfm a 3.500 rpm (E/G)
CâmbioManual de cinco marchas
Direçãoeletroassistida
SuspensõesMcPherson (dianteira) e eixo de torção (traseira)
Freiosdiscos sólidos (dianteira) e tambor (traseira)
TraçãoDianteira
Dimensões3.998 mm (comprimento), 1.724 mm (largura), 1.568 mm (altura)
Entre-eixos2.521 mm
Pneus205/60 R15
Porta-malas300 litros
Tanque48 litros
0-100 km/h10,8s
Vel. máxima173 km/h
Consumo cidade (Inmetro)8,4 km/l (E) / 12,1 km/l (G)
Consumo estrada (Inmetro)9,7 km/l (E) / 13,6 km/l (G)

Galeria de Fotos Fiat Argo Trekking 2022

Posts relacionados

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Conheça alguns modelos de carros que parecem ter saído do Minecraft, um dos jogos de videogame mais famosos do mundo…
Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat revela o Grand Panda, o sucessor dos modelos Argo e Mobi, inspirado no Citroën C3 A Fiat prepara um…
GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

 O novo SUV GWM Haval H6 chega ao mercado com preço promocional e a autonomia puramente eletrica revelada: 74 km A…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *