Ford Ranger FX4 é a picape certa para andar na terra e no asfalto
Ford Ranger FX4

Ford Ranger FX4 é a picape certa para andar na terra e no asfalto

Ford Ranger FX4 vem com todos os itens de série da versão XLT, inclusive custa o mesmo, mas é melhor no uso fora de estrada

Quando pensamos em picape média, invariavelmente pensamos em uma picape bem equipada, confortável para o uso em cidade, mas que, principalmente, use seus atributos 4×4 com esmero quando necessário.

cta blog venda seu carro

E isso realmente acontece com este mercado de picapes, no entanto, há versões que sacrificam o conforto na cidade para serem melhores no fora de estrada, enquanto outras são melhores no asfalto do que terra, pois são pensadas mais para esta função.

E é aqui que a Ford Ranger FX4 se destaca: ela foi pensada para ser o melhor dos dois mundos. Este é um grande mérito para a FX4, que é uma das 9 versões da picape Ranger vendida no Brasil.

Frente Ford Ranger FX4

Posicionada ao lado da XLT, focada no conforto e no uso mais urbano/rodoviário, a Ranger FX4 compartilha dos mesmos itens de série, mas com apelo visual e de itens exclusivos que a deixam mais apta ao uso fora-de-estrada.

Mas por cerca de R$ 308 mil, é melhor opção do que a Chevrolet S10 e a Toyota Hilux, por exemplo?

Design da Ranger FX4

Visualmente falando, a Ranger FX4 não tem apelo tão agressivo quanto a Storm, mas não é tão luxuosa como uma XLT. Para isso, ela aposta num visual mais escurecido, sem cromados evidentes e com elementos que destacam a versão.

Grade frontal da Ford Ranger FX4

Na frente, por exemplo, a grade exclusiva tem acabamento em preto-brilhante, assim como nos retrovisores e maçanetas. Os farois com projetor e LED na luz diurna são os mesmos da versão XLT. De lado, destaque para a faixa “FX4” que liga as portas frontais e traseiras.

Ford Ranger FX4

As rodas também têm acabamento em preto brilhante e são calçadas com pneus 265/60 R18, de série. Como opcional, dá para acrescentar as rodas de liga-leve aro 17”, as mesmas utilizadas na Ranger Storm, com pneus 265/65 R17 de uso todo-terreno.

Ford Ranger FX4

Atrás, o adesivo “RANGER” também é em preto e o logo FX4 quebra um pouco do visual escurecido do conjunto.

Traseira da Ford Ranger FX4

Um dos problemas da versão, no entanto, estão dentro da caçamba. Não há protetor de série nem capota marítima, itens que deveriam ser de série, não opcionais.

Por dentro o visual escurecido prevalece e nos bancos em couro com costuras vermelhas há em alto relevo o nome da versão. O painel de instrumentos possui uma faixa cinza em tom próximo ao da carroceria, o que dá um aspecto mais requintado ao conjunto.

Interior do Ford Ranger FX4

Destaque também para o bom painel de instrumento com duas telas laterais customizáveis e para a central multimídia com rápida conexão com celulares Android e Apple.

Um problema, no entanto, está no sistema de ar-condicionado que tem controle de maneira parcial por botões ou total pela própria central multimídia, fato que distrai nas seleções entre as telas.

Painel do rádio e ar-condicionado da Ford Ranger FX4

Interessante é que o sistema de ar-condicionado é operado por lá ou por botões no painel. Faz falta também a regulagem de profundidade do volante, que só tem regulagem em altura.

Motorização da Ford Ranger FX4

A Ranger é a única picape média equipada com motor 5 cilindros turbo diesel. Por conta disso, talvez, seja a picape diesel com o ronco mais encorpado e gostoso de ouvir.

Motor da Ford Ranger FX4

A unidade que testamos não tinha Snorkel, infelizmente, mas quem testou a picape com este acessório disse que o barulho é ainda melhor.

São 200 cv e 47,9 kgfm fornecidos pelo 3.2 litros turbinado. É força mais do que suficiente para andar na cidade, na estrada ou mesmo se divertir na terra.

O conjunto equipado com transmissão automática de 6 marchas e tração 4×4 com função reduzida propicia à picape capacidade de enfrentar o uso urbano com fôlego, o rodoviário com disposição e o fora-de-estrada como vocação.

Alavanca de câmbio da Ford Ranger FX4

Através de uma chave seletora no console central é possível escolher o tipo de tração, 2H (somente traseira), 4H (integral sob demanda) ou 4L (reduzida). É possível também selecionar à parte o bloqueio do diferencial, o desligamento do controle de tração e o acionamento do sistema de auxílio em descidas.

Do ponto de vista do consumo, registrou médias 8,5 km/l na cidade e 9,2 km/l na estrada. É menos do que as concorrentes, mas a autonomia é grande graças ao enorme tanque de 80 litros.

Vale ressaltar também que agora a picape conta com tanque auxiliar de Arla 32 para auxiliar na redução de poluentes.

Conforto de direção

Quem teve a oportunidade de testar, afirma que a Ranger é a melhor entre as picapes médias na hora de dirigir. Como ainda não tive a oportunidade de testar a Chevrolet S10, consigo comparar apenas com a Toyota Hilux que avaliei aqui para o Blog.

Ford Ranger FX4

A Ranger passa maior sensação de força, melhor dirigibilidade com a direção eletroassistida e se mostra ótima também na hora das curvas.

O que prejudica sua dirigibilidade é a suspensão com calibração mais firme, voltada para o uso na terra e os pneus todo-terreno com a mesma finalidade, que reproduz alto ruído na cabine no uso em rodovias, por exemplo.

Traseira da Ford Ranger FX4

Não dá para querer conforto em uma picape montada sob-chassi e de caçamba vazia, não é verdade. Até por isso que picapes como a Fiat Toro fizeram tanto sucesso em nosso mercado.

Aliás, na terra ela parece ser mais confortável do que no asfalto. É o típico caso de carro que nasceu para aquela finalidade.

Ford Ranger FX4

Itens de série da Ford Ranger FX4

Como itens de série, a Ranger FX4 traz 7 airbags, bancos em couro, rodas de liga-leve de 18″, direção eletroassistida com ajuste somente de altura, câmera de ré, sensor de ré, central multimídia com conectividade Android Auto e Apple CarPlay, painel de instrumentos parcialmente digital, ar-condicionado digital de duas zonas, banco do motorista com regulagens elétricas, além de controle de tração e estabilidade.

Ford Ranger FX4

São itens de série mais do que o suficiente para ter um bom convívio com a picape, mas se compararmos com a concorrência, faltam os items de apoio à condução que a versão Limited da Ranger traz, como o piloto automático adaptativo, sensor de estacionamento dianteiro, assistente de permanência em faixa e alerta de colisão frontal.

Vale lembrar que estes itens são de série para todas as versões da S10.

Conclusão

Se você quer uma picape que ofereça um algo a mais do que apenas o uso urbano, a Ranger FX4 pode ser a certa para você. Assim como na Maverick FX4 que avaliamos aqui para o blog, a Ranger anda bem, é gostosa de dirigir e chama a atenção por onde passa com um visual inegavelmente bonito.

Os itens de apoio à condução com certeza fazem falta, mas se colocar a FX4 na estrada de terra junto à concorrência, a picape da marca do oval azul vai mostrar o que faz dela uma das melhores opções do mercado.

Ficha técnica da Ford Ranger FX4 2023

Motorcinco cilindros em linha, 3.2, 16 válvulas, injeção direta e turbo
Cilindrada3.198 cm3
Combustíveldiesel
Potência200 cv a 3.000 rpm
Torque47,9 kgfm a 1.750 rpm
CâmbioAutomático de 6 marchas
Direçãoeletroassistida
SuspensõesBraços sobrepostos (dianteira) e eixo rígido (traseira)
Freiosdiscos ventilados (dianteira) e tambores (traseira)
TraçãoIntegral temporária
Dimensões5.354 mm (comprimento), 1.860 mm (largura), 1.821 mm (altura)
Entre-eixos3.220 mm
Pneus265/60 R18 – 265/65 R17
Caçamba1.180 litros
Capacidade de carga1.014 kg
Tanque80 litros
0-100 km/h11,6s
Vel. máxima180 km/h
Consumo cidade (Inmetro)8,6 km/l
Consumo estrada (Inmetro)11,6 km/l

Galeria de Fotos da Ford Ranger FX4

Posts relacionados

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Conheça alguns modelos de carros que parecem ter saído do Minecraft, um dos jogos de videogame mais famosos do mundo…
Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat revela o Grand Panda, o sucessor dos modelos Argo e Mobi, inspirado no Citroën C3 A Fiat prepara um…
GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

 O novo SUV GWM Haval H6 chega ao mercado com preço promocional e a autonomia puramente eletrica revelada: 74 km A…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *