Teste: Jeep Compass Longitude diesel – o SUV pronto para tudo
Jeep Compass Longitude Diesel

Teste: Jeep Compass Longitude diesel – o SUV pronto para tudo

Para quem busca um SUV com todas as características que um SUV precisa, o Jeep Compass Longitude diesel é uma das melhores opções do mercado.

Avaliar um Jeep Compass sempre é um desafio importante, pensando que é um modelo com uma gama grande de fãs e um dos destaques do mercado automotivo nacional.

cta blog venda seu carro

Vendido em motorizações para o todos os gosto, deste o Compass Flex até o Compass híbrido, testamos a versão a diesel mais apta para o uso na terra com um pitada de luxo: o Jeep Compass Longitude Diesel. 

Jeep Compass Longitude Diesel

A versão custa a partir de R$ 232 mil e traz sob o capô o motor 2.0 turbodiesel, presente no modelo desde 2016 e também encontrado nas versões Limited TD350 4×4 e Trailhawk TD350 4×4.

Basicamente, o sucesso dessa versão mora não apenas nesses “upgrades”, mas sim no fato do Jeep Compass diesel ser uma ótima escolha para quem busca um carro robusto pronto para enfrentar estradas e off-road. 

Design externo e interno

Repaginado por dentro e por fora, o novo Jeep Compass Longitude diesel passou a contar com os faróis e lanternas em Full LED em toda a linha, além do novo desenho do para-choque frontal e as rodas de 18 polegadas redesenhadas. 

Jeep Compass Longitude Diesel

Por dentro, o modelo se tornou muito mais bonito do que a geração anterior, com camadas de couro pegando grande parte do painel. Destaque ainda para o teto solar panorâmico (opcional por quase R$ 9 mil) e para o sistema de som Beats, que inclui até subwoofer no porta-malas.

Além disso, o consumidor do Jeep Compass diesel conta com um quadro de instrumentos analógico com computador de bordo digital de 7 polegadas. A marca estadunidense também incluiu entradas USB-A e USB-C, além da nova central multimídia de 10,1 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay sem fio.  

Desempenho do Jeep Compass Longitude Diesel

O SUV, como dito no começo deste texto, possui o motor 2.0 turbodiesel, capaz de gerar 170 cv de potência e 35,7 kgfm de torque, acoplado à transmissão automática de nove marchas. Com esse conjunto, o modelo agrada mesmo em baixos giros. 

Jeep Compass Longitude Diesel - motor TD350

Tanto na cidade quanto em viagens, o condutor do Compass sentirá ele um veículo ágil, porém barulhento como todo bom e velho SUV a diesel. eu particularmente gosto.

Em uma velocidade média de 80 km/h, o utilitário roda a baixos 1500 rpm. Caso queira se arriscar mais, o Compass oferece a função Sport, que faz com que as trocas de marchas aconteçam em rotações mais altas, dando mais diversão ao motorista.

Jeep Compass Longitude Diesel

Como era de se esperar, o Compass Longitude a diesel também bebe pouco combustível: segundo o Inmetro, o consumo fica na casa dos 10 km/l na cidade e 13 km/l em circuito rodoviário. 

Alguns itens também fazem a diferença no desempenho do Compass, como a precisão da direção assistida e com a boa estabilidade e firmeza do conjunto de suspensão independente, na frente e atrás. 

Jeep Compass Longitude Diesel - lateral

Vale ressaltar que o seletor de terrenos (Selec-Terrain) permite ainda que o Compass Longitude diesel enfrente os mais diversos tipos de terreno, da terra batida à lama. Portanto, é SUV certo para quem pensa em ter um carro apto a fazer quase tudo.

Itens de série Jeep Compass Longitude Diesel

Entre os itens de série, o comprador do Jeep Compass Longitude a diesel encontrará a coluna de direção ajustável, seis airbags, ar-condicionado digital dual zone, câmera de ré, chave presencial, controles de tração e estabilidade, assistente de partidas em rampas, controlador de velocidade, sensor de chuva/de ré, função Auto Hold e monitoramento da pressão dos pneus.

Caso queira incrementar o modelo, a Jeep oferece os opcionais: revestimento dos bancos em couro Steelgrey, visual escurecido, carregador de smartphone por indução, som da Beats com oito alto-falantes, retrovisores com rebatimento automático e partida remota.

Veredito

Entre seus concorrentes, como Toyota Corolla Cross e VW Taos, o Compass é uma opção interessante para quem quer mudar de um carro flex para um diesel, com o bônus da tração integral. Apesar do preço acima dos R$ 230.000, o Compass Longitude a Diesel vale o preço.

Jeep Compass Longitude Diesel - traseira

Isso não se dá apenas pelo belo e motor valente, mas sim porque o modelo caiu no gosto do brasileiro e faz muito bem o que lhe é pedido. Quem tem um Compass Longitude a diesel provavelmente irá apenas atualizar para uma versão mais nova, e depois por outra mais nova ou até evoluir para o Jeep Commander, dependendo do tamanho da família e da necessidade por um SUV de sete lugares

Enquanto a Jeep ainda apostar na motorização a diesel, ao contrário da tendência de mercado migrando para os eletrificados, o Compass a Diesel continuará tendo uma legião de fãs.

Quando parar, será o que é ainda hoje: um ótimo carro no mercado de seminovos e usados, ou seja, um baita negócio para uma futura revenda.

Ficha técnica do Jeep Compass Longitude Diesel TD350 4×4

Motor quatro cilindros em linha, 2.0, 16 válvulas, turbo e injeção direta
Cilindrada 1.956 cm3
Combustíveldiesel
Potência170 cv
Torque 35,7 kgfm a 1.750 rpm
Câmbio automático convencional de nove marchas
Direção eletroassistida
Suspensões McPherson (dianteira) e multilink (traseira)
Freios discos ventilados (dianteira) e discos sólidos (traseira)
Traçãointegral sob demanda
Dimensões 4.404 mm (comprimento), 1.819 mm (largura), 1.625 mm (altura)
Entre-eixos 2.636 mm
Pneus 225/55 R18
Porta-malas410 litros
Tanque 60 litros
0-100 km/h10,7 segundos
Vel. máxima198 km/h
Consumo cidade (Inmetro)10,7 km/l
Consumo estrada (Inmetro)13,8 km/l

Galeria de Fotos do Jeep Compass Longitude Diesel

Posts relacionados

InstaCarro realiza venda de carros em até 24H

InstaCarro realiza venda de carros em até 24H

Há mais de 10 anos a InstaCarro vem inovando no Brasil vendendo carros em ritmo acelerado, pelo aplicativo e sem…
Congresso aprova programa MOVER de incentivo ao setor automotivo

Congresso aprova programa MOVER de incentivo ao setor automotivo

Com a aprovação do Programa MOVER, ANFAVEA prevê um futuro promissor para o setor automotivo, com foco em sustentabilidade e…
Ford Territory 2024: SUV é ótima opção no mercado, mas ainda comete pecados bobos

Ford Territory 2024: SUV é ótima opção no mercado, mas ainda comete pecados bobos

Ford Territory 2024 é uma surpresa agradável para quem busca um SUV espaçoso, tecnológico e com bom custo-benefício, mas raiz…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *