Teste: Renault Kwid Zen 2021 – preço, desempenho, consumo e ficha técnica
Renault Kwid Zen 2021 vermelho

Teste: Renault Kwid Zen 2021 – preço, desempenho, consumo e ficha técnica

Renault Kwid Zen 2021 tem desempenho satisfatório na cidade e é econômico, mas será que vale a compra?

Lançado no Brasil em meados de 2017, o Renault Kwid foi sucesso quase que imediato no País. Ele chegou aqui com campanha de marketing agressiva (lembra do comercial de TV com o Hulk dividindo o protagonismo com o Kwid? Lembra da Marina Rui Barbosa e do Bruno Gagliasso mostrando como o carro era legal?), preço inicial atrativo (R$ 29.990 na época na versão de entrada) e possibilidade de parcelamento da taxa de reserva de R$ 1.000, que ainda poderia ser parcela em 3 vezes no cartão de crédito.

cta blog venda seu carro
Traseira do Kwid

Era o cenário ideal para o sucesso, e assim o foi. O hatch compacto, chamado pela fabricante de SUV compacto (sim, bastante polêmico), de início sofreu com a baixa eficiência dos freios em testes realizados por revistas especializadas no segmento, como a Revista Carro, mas com o tempo recebeu melhorias no conjunto, novas versões e se consolidou entre os modelos mais vendidos do País.

Neste primeiros cinco meses do ano, o Kwid emplacou 23.105 unidades, segundo levantamento da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Na InstaCarro, o Kwid se destaca pela boa aceitação e valorização do mercado, sendo vendido, em média, a 94% do valor da Tabela Fipe.

Teste do Renault Kwid Zen 2021

Testamos o Renault Kwid Zen 2021 na cor vermelho fogo, cedido gentilmente pela Renault, para detalhar pontos positivos e negativos do modelo e ajudar você na hora da compra.

A versão que não é nem intermediária e nem básica, fica entre elas, tem preço a partir de R$ 52.090 para quem é de São Paulo/SP (preço varia de região para região), tem bons atributos, mas decidimos colocá-la à prova nos maiores desafios que um hatch compacto pode ter durante sua vida útil: subida de Serra, rodovias de alta velocidade e trânsito urbano pesado.

Frente do Renault Kwid Zen

Renault Kwid subindo e descendo serra

Potência não é o principal atributo da ficha técnica do Renault Kwid. Seu motor três-cilindros gera 70 cv com etanol (66 cv com gasolina) e tem torque máximo de 9,8 kgfm (9,4 kgfm com gasolina).

Se o motor não ajuda muito, o corpo pequeno e leve ajuda na missão de carregar o Renault Kwid: são apenas 3.680 mm de comprimento, 1.579 mm de largura e somente 786 kg.

Esses números são suficientes para viajar com o Kwid? E enfrentar uma serra com ar-condicionado ligado? Levamos o Kwid Zen para o trecho de descida e, em seguida subida de serra da cidade de Mogi das Cruzes/SP. Em trajetos de aproximadamente 10 km ao todo, com dois passageiros e duas malas no porta-malas, o compacto surpreendeu.

  • Surpreendeu positivamente: apesar de ser bem leve e sofrer com ventos laterais, a direção eletroassistida é bastante precisa e traz segurança na hora de controlar o carro. A suspensão tem calibração agradável e, se considerarmos que estamos falando de um carro de entrada, trouxe conforto aos ocupantes. Na descida de serra o freio-motor ajuda a poupar os freios e, na subida, mesmo com o ar-condicionado ligado, o câmbio de 5 marchas tem relações curtas o suficiente para você controlar bem o torque e a velocidade e vencer o desafio com certa facilidade. O consumo de combustível no trecho de serra (descida e subida combinados) foi interessante: 14,8 km/l de gasolina.
  • Surpreendeu negativamente: Apesar de os freios terem sido recalibrados nas versões mais novas, se antes assustava o freio lento, agora parece que o pedal ficou sensível demais e o carro freia mais do que você queria. Na descida de serra, percebemos também que o carro tem a tendência de sair de frente nas curvas, mas isso pode ser corrigido fazendo as curvas mais devagar. O ruído interno é alto e nos trechos de subida, o barulho do motor invade demais a cabine.

Renault Kwid em rodovias

O compacto essencialmente urbano não decepcionou nas rodovias, mas também mostrou pontos positivos e negativos no trajeto.

  • Supreendeu positivamente: O câmbio de relações curtas, e que ajudou o Kwid a subir a serra, também ajuda o compacto nas ultrapassagens em rodovias. Claro, não dá pra exagerar e é preciso afundar o pé direito e reduzir duas marchas dependendo da situação, mas não passamos apuros, afinal, a velocidade máxima da via (Rodovia Ayrton Senna) é de 120 km/h. Outro destaque esteve no consumo de combustível: com velocidade média entre 100 km/h e 120 km/h, o consumo de gasolina ficou em 18,3 km/l.
alavanca de câmbio do Renault Kwid
  • Surpreendeu negativamente: Por ser um carro pequeno, estreito e relativamente alto (180 mm de vão livre), quando um caminhão ou ônibus passa do lado do Kwid na rodovia, ele vai balançar bastante e você precisa estar atento para não assustar. Assim como ocorreu na subida da serra, o ruído do motor invade muito a cabine. Para se ter uma ideia, a 110 km/h, por exemplo, o giros do motor estão na casa dos 3.500 rpm. É muita coisa. Outros ruídos percebidos são dos pneus em contato com o solo e do vento que entra na cabine pelas frestas das portas.

Kwid na cidade

  • Surpreendeu positivamente: No lugar em que o Kwid foi feito para reinar é onde ele se sentiu mais à vontade. Com bons ângulos de entrada (24°) e saída (40°), dificilmente ele raspará o para-choque em qualquer valeta. A suspensão também tem boa calibração para o uso urbano e filtra bem as imperfeições das vias. Ah, e em nenhum momento apresentou barulhos ou mesmo final de curso – situação em que o impacto gerado é substancialmente maior do que o conjunto de suspensão é capaz de absorver e, com isso, dá uma batida seca. Em casos extremos, pode fazer com que o motorista perca o controle da direção.
  • O consumo de combustível também foi bom: 15 km/l de gasolina.
  • Surpreendeu negativamente: Se for andar com mais de dois ocupantes no veículo, quem ficar nos bancos traseiros vai contar com pouquíssimo espaço para as pernas. É bem apertado, mas menos do que no seu concorrente direto, o Fiat Mobi.
Espaço para os passageiros traseiros no Renault Kwid

Itens de série

O Renault Kwid Zen tem boa lista de itens de série, a se destacar o duplo airbag, airbags laterais, freios ABS com EBD, cintos com pré-tensionamento com alerta de desafivelamento, indicador de marchas e condução, cintos traseiros laterais de três pontos com Isofix e Top Tether, tomada 12V, desembaçador do vidro traseiro, 2 alto-falantes, alarme, ar-condicionado, direção elétrica, rádio com Bluetooth e USB, revestimento interno do porta-malas, vidros e travas elétricos.

Painel do kwid

Veredicto

Apesar de ter dado conta do recado em todos os nossos testes, o Kwid é um carro feito para a cidade. É na cidade que ele oferece bom conforto, economia de combustível e facilidade para estacionar, afinal, ele é compacto também para facilitar nisso.

Senti falta da ótima central multimídia com conectividade Android e iOS, pois o rádio Bluetooth tem qualidade de som ruim e limita as opções do motorista, afinal, quem quer andar com celular pendurado em suporte para usar o GPS hoje em dia? Ah, se pretende comprar o Kwid para pegar estrada com certa frequência, é bom rever sua escolha e talvez a melhor opção seja optar por um seminovo ou usado de nível superior. Se você achou que os pontos negativos são poucos, imagina enfrentá-los todo dia?

Ficha técnica do Renault Kwid Zen

Renault Kwid Zen 2021
Motorização1.0
CombustívelEtanolGasolina
Potência (cv)7066
Torque (kgf.m)9,89,4
Velocidade Máxima (km/h)156152
Tempo 0-100 (s)14,7N/D
Consumo cidade (km/l)N/D14,3
Consumo estrada (km/l)N/D14,5
Câmbiomanual de 5 marchas
Traçãodianteira
Direçãoeletroassistida
Suspensão dianteiraSuspensão tipo McPherson e molas helicoidais.
Suspensão traseiraSuspensão tipo eixo de torção, semi-independente e molas helicoidais.
FreiosÁ disco sólido na dianteira e tambor traseiro
Dimensões
Altura (mm)1.474
Largura (mm)1.579
Comprimento (mm)3.680
Peso (kg)786
Tanque (L)38
Entre-eixos (mm)2.423
Porta-Malas (L)290
Ocupantes5

Renault Kwid Zen 2021 na cor Vermelho Fogo

Posts relacionados

Novo Nissan Sentra 2025 chega ao Brasil, veja preço e equipamentos

Novo Nissan Sentra 2025 chega ao Brasil, veja preço e equipamentos

O novo Nissan Sentra 2025 foi lançado em duas versões, sendo a opção de entrada Advance com o preço inicial…
Conhecendo a coleção de carros de Pedro Pascal

Conhecendo a coleção de carros de Pedro Pascal

Que tal conhecer um pouco da garagem do astro de Hollywood chileno Pedro Pascal? Pedro Pascal, aclamado ator chileno, não…
Chuvas no RS causam R$ 1,3 bilhão em indenizações para seguradoras

Chuvas no RS causam R$ 1,3 bilhão em indenizações para seguradoras

Levantamento Confederação Nacional das Seguradoras mostra que por causa das chuvas no RS, o maior valor já pago no setor…

6 Comments

  1. Líliane

    Qual valor do kwuid de entrada !

    1. Fernando Naccari

      Oi, Líliane. A versão de entrada do Renault Kwid está a partir de R$ 45.390.

  2. kurt schenk

    Existe Kwid automatico ? Custo ? Quais as cores disponioveis ?

    1. Fernando Naccari

      Oi, Kurt. Tudo bem? Nâo, o Renault Kwid só está disponível em versões com câmbio manual.

  3. Cristiano

    Qual é o valor de um carro Kwid Zen zero quilometro hoje?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *