Teste: Renault Sandero Zen 1.0 – consumo, desempenho e ficha técnica
Renault Sandero Zen Azul Iron - frente

Teste: Renault Sandero Zen 1.0 – consumo, desempenho e ficha técnica

Renault Sandero Zen é econômico, tem desempenho adequado na cidade e boa lista de itens de série, mas vale a compra?

Um Sandero revitalizado foi apresentado ao público no final de 2019 já como modelo 2020.

cta blog venda seu carro

Visualmente falando, o hatch da Renault recebeu um leve facelift. Na dianteira, o Renault Sandero 2020 ganhou novo para-choque e farol com luz diurna em LED.

Renault Sandero Zen Azul Iron - frente

Na traseira, a novidade ficou para as novas lanternas, que foi redesenhada e ganhou uma parte estendida sobre a tampa do porta-malas.

Renault Sandero Zen Azul Iron - traseira

Por dentro as mudanças foram tão discretas quanto as do exterior: os bancos ficaram mais largos e ganharam novo revestimento e o volante novo é revestido em couro.

Esse leve tapa no visual deixou o Sandero mais atual, mais jovem, mais ainda o deixa longe de concorrentes que parecem ser de um segmento superior, como o Fiat Argo e Chevrolet Onix, por exemplo.

O preço da versão avaliada é de R$ 69.790, mas com o acréscimo da cor Azul Iron, o veículo custa R$ 71.290.

Motor e Câmbio

A Renault cedeu a versão intermediária do Sandero para que eu testasse e desse meus pitacos aqui para o Blog da InstaCarro.

E, de um modo geral, o Sandero Zen 2021 foi bem na avaliação. Equipado com motor B4D 1.0 12V Flex de três-cilindros e 82 cv a 6.300 rpm, quando abastecido com etanol, e 79 cv, quando abastecido com gasolina, o Sandero Zen deu conta do recado no trânsito urbano e não decepcionou na estrada.

Vale lembrar que o Sandero Zen 1.0 é vendido exclusivamente com o câmbio manual de cinco marchas. A parte boa disso é que a relação de marchas curtinha (e de engates precisos, mas com alavanca de curso muito longo) deixa o hatch esperto no trânsito e em ultrapassagens.

Renault Sandero Zen Azul Iron - painel

A parte ruim é que em estrada e em subidas íngremes, a rotação do motor sobe demais e o isolamento acústico da cabine não é dos melhores. Com isso, o ruído interno é alto.

Um pequeno adendo é com relação ao peso da embreagem: a achei pesada demais. Sob trânsito pesado dá pra cansar no anda e para.

O consumo de combustível foi bom. Com etanol no tanque e ar-condicionado ligado, a média ficou em 7,6 km/l. Na estrada e com ar ligado, o consumo ficou em 11,7 km/l.

A autonomia estimada do Sandero Zen na cidade foi de 390 km com m tanque de etanol e, para trajeto 100% rodoviário, o hatch pode rodar cerca de 580 km sem precisar reabastecer.

Por ter uma autonomia relativamente extensa, não foi possível esvaziar o tanque e fazer o mesmo teste com gasolina, mas os números do Inmetro apontam que na cidade o consumo é de 14,2 km/l e, na estrada, 14,1 km/l.

Suspensão e freios do Sandero Zen

A suspensão não recebeu modificações Novo Renault Sandero. Com isso, permanece o conjunto independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira.

Renault Sandero Zen Azul Iron - frente

O conjunto é macio, fato que torna o uso urbano bastante agradável, mas em rodovias a suspensão dá a impressão de ser macia demais. Para o meu gosto, prefiro um conjunto um pouco mais firme, como o utilizado na linha Volkswagen.

Os freios do Sandero também se comportaram bem nos testes e mostraram-se seguros em todas as situações de rodagem na cidade e na estrada.

Itens de série do Sandero Zen

Apesar de ser uma versão intermediária, considero a lista de itens de série do Sandero Zen muito boa.

O principal destaque, claro, está na central multimídia Media Evolution. Em sua nova geração agora é capaz se se comunicar aos smartphones e espelhar alguns aplicativos em sua tela através tecnologia Android Auto e Apple Carplay.

Renault Sandero Zen Azul Iron - Medial Evolution

Com isso, agora é possível ouvir suas músicas preferidas do Spotify, ou mesmo usar o GPS do Waze ou Google Maps, bem como responder a mensagens do WhatsApp através de comandos de voz.

A central Media Evolution traz também as úteis funções Eco Scoring e Eco Coaching, que dão conselhos ao motorista sobre sua forma de dirigir e dão dicas de como economizar combustível.

Entre os itens de segurança, o Sandero Zen traz quatro airbags (dois frontais e dois laterais), duas fixações Isofix para cadeirinhas infantis no banco traseiro e um reforço estrutural na carroceria.

A lista de itens de série inclui ainda chave-canivete, direção eletro-hidráulica, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos com função “um toque”, travas elétricas, rodas de ferro de 15 polegadas, comando satélite no volante, sensor de estacionamento, ajustes de altura do banco e volante, computador de bordo e alarme.

Conclusão

O Sandero melhorou bastante neste seu terceiro facelift no Brasil. Está mais bonito e com aspecto mais moderno, mas ainda peca em alguns pontos fundamentais, como a insistência na utilização do comando satélite na coluna de direção (usado para controlar função do Media Evolution) e na suspensão mole.

O desempenho está melhor com este motor de três cilindros se o compararmos com o antigo 1.0 de quatro cilindros, mas ainda está abaixo dos concorrentes que apostam na mesma configuração, como o Fiat Argo, que também é aspirado, mas oferece uma experiência de direção melhor.

Comprar o Sandero é uma escolha segura, de um carro confortável, com bom espaço interno e com consumo de combustível condizente, mas se você espera mais desempenho e acabamento aprimorado, é bom pesquisar outras opções, como os concorrentes Fiat Argo, Hyundai HB20, Chevrolet Onix e Volkswagen Polo.

Galeria de Fotos do Renault Sandero Zen 2021

Ficha Técnica Renault Sandero 2021

FICHA TÉCNICA SANDERO
Versão/MotorZen 1.0
ArquiteturaCarroceria monobloco, 2 volumes, 5 passageiros, 4 portas
MotorQuatro tempos, bicombustível (gasolina e/ou etanol), três cilindros em linha, 12 válvulas 
Potência máxima (ABNT)79 cv (gasolina) @ 6.300 rpm
82 cv (etanol) @ 6.300 rpm
Torque máximo (ABNT)10,2 kgfm (gasolina) @ 3.500 rpm
10,5 kgfm (etanol) @ 3.500 rpm
Taxa de compressão 12:1
Cilindrada999 cm³
Suspensão dianteiraTipo MacPherson, triângulos inferiores, amortecedores hidráulicos telescópicos com molas helicoidais
Suspensão traseiraRodas semi-independentes, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos telescópicos e eixo semi-rígido
FreiosSistema ABS, com discos ventilados na dianteira e tambores na traseira
Pneus185/65 R15
RodasAço estampado 15″
DireçãoEletro-hidráulica, diâmetro de giro de 10,6 m
CâmbioMecânico, 5 velocidades e marcha ré
Relação de marchas 
4,09:1
2,24:1
1,39:1
1,03:1
0,82:1
3,55:1
Diferencial4,93:1
Tanque de combustível50 litros
Porta-malas320 litros
Peso em ordem de marcha1.035 kg
Entre-eixos2.590 mm
Comprimento4.070 mm
Altura1.520 mm
Largura1.730 mm
Aceleração 0 a 100 km/h13,3s (gasolina)
13,2s (etanol)
Velocidade Máxima160 km/h (gasolina)
163 km/h (etanol)
Dados fornecidos pela Renault*

Posts relacionados

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Os golpes na compra e venda de carros no Brasil ainda estão em alta, confira os modelos mais visados pelos…
Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi lança modelos A4 e A5 com preços até R$ 394.990,00 para A5 na versão topo de linha A Audi…
BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

Edição limitada e mais potente do BMW M3 CS: apenas 17 unidades disponíveis que já foram vendidas no país. A…

2 Comments

  1. Antônio Carlos

    Carro muito bom índico a qualquer pessoa

  2. Alvoredo

    O Sandero 2021 1.6 é o melhor popular do Brasil, só que perde em design externo para o Polo e Argo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *