Autonomia: o que é e como ela te ajuda a escolher o carro certo
autonomia kwid intense painel de instrumentos

Autonomia: o que é e como ela te ajuda a escolher o carro certo

A autonomia de um carro diz o quanto ele pode rodar antes de precisar reabastecer. Isso pode significar, diretamente, o quanto você pode economizar comprando um ou outro veículo.

A decisão de compra de um automóvel não passa apenas por itens como desempenho ou design. O consumo de combustível também é importante, especialmente para quem costuma dirigir bastante.

cta blog venda seu carro

Afinal de contas, um veículo econômico pode ser um importante parceiro do seu bolso. Quem depende do carro para trabalhar sabe bem disso: é só pensar quantas vezes um motorista de táxi precisa encher o tanque a cada semana.

Em tempos em que o preço do combustível está subindo toda semana, com etanol acima de R$ 4 e gasolina passando dos R$ 5 o litro (ou até mais em algumas regiões do Brasil), manter distância do posto de combustível é bem-vindo.

É por isso que descobrir a autonomia do seu carro não ajuda apenas a matar uma simples curiosidade. Este número é fundamental para que você saiba quantos quilômetros consegue rodar com um tanque de combustível, e quando será preciso reabastecer seu carro para não ficar a pé.

Até porque é bom lembrar que pane seca (quando o veículo para por falta de combustível) é uma infração na legislação veicular considerada média pelo Código de Trânsito Brasileiro. Quem fica sem combustível no tanque está sujeito a levar quatro pontos na CNH, além de pagar uma multa de R$ 130,16.

Autonomia do carro muda de acordo com condução

autonomia kwid intense eco coaching

Descobrir a autonomia do seu veículo é uma tarefa mais simples nos carros equipados com computador de bordo.

Ela é calculada pela injeção eletrônica com base tanto no estilo de condução do carro quanto no uso de componentes que podem demandar maior consumo de combustível. Assim, se você roda o tempo todo com o ar-condicionado ligado ou costuma acelerar mais do que o normal, a autonomia é recalculada automaticamente.

A média é reajustada de duas maneiras. A mais comum delas ocorre quando o valor indicado no painel aumenta quando você passa a guiar de uma maneira mais econômica. Por isso, entenda-se: trocar as marchas corretamente na faixa de rotação ideal do motor, abusar pouco do acelerador, antecipar frenagens e desligar o ar-condicionado, apenas para citar alguns exemplos.

Entretanto, outros modelos não revisam a autonomia do carro para cima. Aí, o computador de bordo apenas “congela” o valor até que o veículo atinja o valor indicado no painel.

Alguns modelos vendidos no país contam com ferramentas que ajudam o motorista a guiar de forma mais econômica. Uma delas é o indicador de troca de marcha, que sugere a hora certa de aumentar ou reduzir uma marcha para poupar combustível.

Outros carros trazem uma função no sistema de entretenimento que classifica a condução em pontos, levando em consideração fatores como aceleração, antecipação à frenagem e trocas de marcha.

Mas, voltando a falar da autonomia, a central eletrônica do veículo sempre informa um número acima do real, como forma de estabelecer uma “margem de segurança” para o motorista. Seu funcionamento é semelhante ao do velocímetro, que costuma exibir um número ligeiramente abaixo da realidade.

Isso não significa que você deve abusar da sorte: o ideal é nunca ir além do que o computador de bordo indica no painel de instrumentos. Ou melhor ainda: procure um posto de combustível assim que a luz de reserva se acender.

Como descubro a autonomia do meu carro?

Calcular a autonomia do seu carro é fácil mesmo se ele não possuir computador de bordo.

Basta encher o tanque e zerar o hodômetro parcial assim que der a partida. Caso seu carro não tenha hodômetro parcial, é só anotar o número exato do hodômetro total.

Depois de rodar a distância desejada, tudo que você precisa fazer é completar o tanque pela segunda vez (novamente, até o desarme da bomba) e dividir a quantidade abastecida de litros pela quilometragem apontada no painel de instrumentos.

Para calcular a média com maior precisão, recomenda-se que a operação seja realizada no mesmo posto.

Se você ainda tiver dúvida, a dica é fazer este procedimento três vezes. A última etapa é somar os três resultados e dividir por três. Não entendeu? Então siga o exemplo: se as médias obtidas foram de 12, 13 e 14, a soma será de 40. Assim, a média de consumo é de 13,3 km/l.

Padrões de autonomia variam pelo mundo

O resultado será a média do veículo em quilômetros por litro – a medida adotada como padrão pela indústria automotiva nacional. Um exemplo simples: se o carro tiver capacidade do tanque de 40 litros e rodar 400 quilômetros sem necessidade de reabastecer, sua média de consumo será de 10 km/l.

Importante ressaltar que alguns veículos fabricados fora do Brasil trazem indicadores em litros por 100 quilômetros rodados, como em alguns países da Europa. Neste caso, o motorista precisa fazer uma conta rápida para obter a média correta: dividir a distância percorrida pela quantidade de combustível gasto. Por exemplo: um automóvel que faz 8 l/100 km tem uma média de 12,5 km/l (100 km/8 l = 12,5 km/l)

Outro padrão comumente utilizado nos Estados Unidos é o das milhas por galão. Seja qual for a média informada em seu veículo, vale prestar atenção antes de consultar a autonomia do seu carro. Afinal, este número que parece simples para muita gente pode fazer com que você economize um dinheiro valioso no fim de cada mês.

Posts relacionados

F1 GP do Bahrein: Verstappen é pole no primeiro GP de 2024

F1 GP do Bahrein: Verstappen é pole no primeiro GP de 2024

Mudanças e carros novos, porém o resultado continua no mesmo ritmo que a F1 em 2023, no GP do Bahrein…
Os cinco melhores carros para Uber em 2024

Os cinco melhores carros para Uber em 2024

Encontrar um bom veículo para usar como Uber ou motorista de aplicativo pode ser uma tarefa complicada, separamos cinco bons…
BYD Dolphin Mini é lançado com preço na pré-venda de R$ 105.800

BYD Dolphin Mini é lançado com preço na pré-venda de R$ 105.800

O BYD Dolphin Mini chega ao Brasil em versão de 4 lugares e com 3 mil unidades disponíveis para compra…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *