Dúvidas sobre carros com mais de 100 mil km rodados
carros com mais de 100 mil km rodados

Dúvidas sobre carros com mais de 100 mil km rodados

Comprar um carro usado pode ser uma opção para quem quer trocar de veículo gastando menos. Mas aí fica a dúvida: será que comprar carros que já rodaram bastante pode ser uma boa?

Mesmo possuindo alta quilometragem, eles podem, dependendo do estado de conservação, serem boas opções de negócio.

cta blog venda seu carro

No entanto, é importante conhecer alguns riscos envolvidos na compra de carros com tamanha rodagem. Como é de se esperar, mais riscos de falhas mecânicas estão envolvidos em veículos que passam de 100 mil km.

Confira o post abaixo da Instacarro e saiba mais sobre carros com mais de 100 mil km rodados para se preparar para alguma negociação futura.

Compensa comprar carros muito rodados?

O carro já ter rodado mais de 100 mil km faz com que ele seja considerado muito utilizado. Porém, vale a pena lembrar que a qualidade de um carro não depende da idade ou rodagem apenas, e sim dos cuidados que o dono anterior teve.

Nesse sentido, dizer se compensa ou não comprar um veículo muito rodado varia muito de situação para situação. É totalmente possível que carros com mais de 100 km rodados estejam em melhor estado de conservação do que outro com menos da metade da sua rodagem.

Para não haver dúvidas, é importante a checagem de todos os comprovantes de manutenção de carro feito no modelo em questão.

Riscos de se comprar um carro com mais de 100 mil km rodados

Veículos novos saem direto da fábrica das montadoras — nesse caso, o máximo que rodaram foi de uma vaga a outra dentro da garagem da concessionária. 

Já os usados podem ter andado muito desde o momento em que foram comprados.Isso implica em possíveis problemas na mecânica do veículo, bem como a chance de haver acidentes.

O dono pode ser a pessoa mais cuidadosa do mundo com o seu carro, mas, mesmo assim, o automóvel sofreu desgaste em suas peças. Além da desvalorização do veículo que acontece assim que ele põe a roda fora da concessionária.

Nesse sentido, a revisão de veículos é importantíssima para os dois lados da moeda. Quanto ao proprietário, o check-up garante que o carro fique nos trinques por mais tempo, além de reparar as peças necessárias.

Para quem quer comprar o automóvel, os certificados de revisão dão confiança para acreditar que está tudo em ordem com o carro em questão.

Qual a quilometragem ideal para vender o meu carro?

Estipula-se que a média de km por ano seja de 12,9 mil km. Isso ajuda a saber o quanto o proprietário utiliza o seu carro durante um ciclo determinado. No entanto, é importante ressaltar que, tratando-se de altas quilometragens, outro fator deve ser considerado: a finalidade do uso do veículo.

Carros utilizados apenas na cidade tendem a ter rodado por uma distância menor. Porém, o tráfego intenso do dia a dia dos trechos urbanos podem acabar prejudicando muito a mecânica e o motor do veículo.

Já os automóveis destinados a viagem podem acabar tendo uma quilometragem maior, pois rodam em estradas. Entretanto, por não rodarem no trânsito intenso das cidades, é capaz que a sua mecânica esteja melhor conservada.

Portanto, conclui-se que não há, de fato e precisamente, uma quilometragem ideal para se vender ou comprar um carro. Depende muito da sua finalidade e, também, dos cuidados frequentes realizados no veículo.

É possível vender os carros com mais de 100 mil km rodados?

Aqueles que possuem carros com mais de 100 mil km rodados e sabem dos riscos envolvidos em se adquirir um, podem acabar se perguntando: “é possível vender o meu automóvel, que já possui uma certa idade e é muito rodado?”. Quanto a isso, não se preocupe, há uma solução: vender o seu carro com a InstaCarro.

Vendemos o seu carro pelo melhor preço possível baseado no valor de mercado dele. Conseguimos um comprador em alguma das mais 1.500 concessionárias de todo o Brasil cadastradas em nossa rede.

E o melhor de tudo isso: o processo todo é feito em até 90 minutos. Entre no nosso site e agende uma avaliação gratuita para conhecer uma das nossas unidades.

Posts relacionados

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Os golpes na compra e venda de carros no Brasil ainda estão em alta, confira os modelos mais visados pelos…
Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi lança modelos A4 e A5 com preços até R$ 394.990,00 para A5 na versão topo de linha A Audi…
BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

Edição limitada e mais potente do BMW M3 CS: apenas 17 unidades disponíveis que já foram vendidas no país. A…

6 Comments

  1. Mah

    Olá Fernando, uma revenda me ofereceu um Punto, 2008 ele esta com 110m km, fiquei interessada pelo valor, mas preocupada por causa da km dele. O que posso observar nesta situação, se confirmado as manutenções regulares, é interessante?

    1. Fernando Naccari

      Oi, Mariana! Bom, a quilometragem nem sempre é um fator decisivo para dizer se um carro está em bom estado ou não. Neste caso, para se sentir mais segura na compra, peça para a revenda te mostrar o histórico de manutenções do veículo e peça para um mecânico de confiança avaliar o veículo. Um carro com manutenções regulares feitas com certeza é um bom parâmetro para decidir pela compra. É bom conferir também o estado geral do veículo, se há barulhos estranhos com o motor em funcionamento ou mesmo se a suspensão também não apresenta barulhos. Outra dica é conferir se todos os acessórios do veículo funcionam, como o ar-condicionado e ar-quente. Eles estão ok é um bom indício de que o veículo foi bem cuidado.

  2. Wayner Pedrosa

    Bom dia. Tenho uma tiguan 2011 impecável com 168.000 km. Funciona tudo, estado de 0 km. O antigo proprietário rodou praticamente em rodovia. Motor e câmbio, pneus, pintura, acabamento interno, tudo ok. Estava pensando em comprar um Azera 2011 com 78000 km. Será que compensa?

    1. Fernando Naccari

      Oi, Wayner. Tudo bem? São carros bem diferentes, na verdade, e não é muito comum alguém migrar de um SUV para um sedã, mas o inverso. O que você vai sentir como maiores diferenças são:
      – conforto: o Azera será um carro mais confortável tanto no uso urbano, quanto e, principalmente, no rodoviário;
      – maior gasto com combustível: o Azera gastará mais combustível;
      – Vai raspar mais: por ser mais baixo, invariavelmente o Azera vai raspar mais em valetas, rampas e etc.

      Recomendo que analise direitinho suas necessidades e, se estes não forem pontos que te incomodam, seja feliz no mundo dos sedãs 🙂

  3. Renata

    Estou pesquisando um fit achei um 2005/2006 por 25 mil é o q posso comprar no momento,unica dona 178 mil kl rodado,todo revisado esta impecavel esteticamente,nao fui ver ainda estou negociando,e vou levar um mecanico de confiança,Sera q e um bom negocio.

    1. Fernando Naccari

      Oi, Renata. Tudo bem? O Honda Fit de todas as gerações é um bom veículo! Pesquise apenas quanto ao preço das peças de reposição, assim você terá uma ideia se, além do carro, a manutenção dele também cabe no seu bolso. Pesquise o valor de pelas como embreagem (caso seja a versão com câmbio manual), preço das pastilhas de freio, discos, filtros, velas e também de algumas peças externas, como faróis, retrovisores e afins, afinal imprevistos podem acontecer 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *