Conheça os problemas mais comuns em veículos e como solucioná-los
mulher falando no celular com carro quebrado ao fundo

Conheça os problemas mais comuns em veículos e como solucioná-los

Entrar no carro, dar a partida e sair dirigindo é o que todo motorista quer diariamente. Porém, para que nada de errado aconteça nesse processo, é preciso estar sempre atento ao veículo. 

Por si só, o uso diário causa desgastes naturais no carro, mas eles podem ser potencializados caso o motorista não fique atento e tome cuidados preventivos.

cta blog venda seu carro

Via de regra, ruídos, perda de potência e trepidações dizem tudo o que você precisa saber quando há problemas no veículo. 

Interessado em trocar de carro por um modelo com mecânica mais robusta? Com a InstaCarro você vende seu carro em apenas 1h30 e recebe o dinheiro em apenas 1 dia. Confira!

Quais os problemas mais comuns e as soluções para eles?

Quando você dá a partida no carro e nada funciona, isso é um sinal de problemas no veículo, não é mesmo? Mas, nessas horas, o que é preciso verificar para tentar entender o que está acontecendo? Separamos um guia simples e fácil para você identificar o que acontece com o seu veículo nessa situação. Vamos lá?

1. Falha nos amortecedores

Quando você está dirigindo o seu veículo e sente tremores no volante, barulhos ao passar por obstáculos e até mesmo a instabilidade nas retas e curvas, tudo isso indica problemas no sistema de suspensão do seu carro.

O amortecedor é o responsável por absorver o impacto do peso do veículo em relação ao atrito com o solo. Por isso, quando esses sintomas aparecem, é preciso verificar rapidamente se os amortecedores estão desgastados ou quebrados e substituir as peças. Normalmente, sua vida útil não ultrapassa 10 mil quilômetros rodados, mas, dependendo do uso, pode durar muito menos.

Evite terrenos que sejam esburacados, reduza a velocidade ao passar por lombadas e obstáculos e, sobretudo, nunca freie o carro quando estiver passando por esses locais, pois isso causará problemas graves na sua direção e amortecedores.

2. Pneus desgastados ou danificados

Qualquer falha ou problemas nos pneus podem representar risco. Por isso, verifique se estão carecas ou com irregularidades em sua superfície — isso diminui a aderência com o solo.

Na parte interna, se o alinhamento e geometria não estiverem corretos, o desgaste é maior e pode ocasionar a ruptura da borracha. Calibre os pneus na pressão correta pelo menos a cada 15 dias. Quando estão murchos, desgastam com maior facilidade, causam o aumento do consumo de combustível, dificultam a direção e a estabilidade do veículo.

Lembre-se: a troca do pneu deve ocorrer em pares, dianteiros ou traseiros e a cada 60 mil quilômetros rodados. Não brinque com o perigo — pneu desgastado dificulta a frenagem e a estabilização do carro.

3. Falta de água no radiador

Isso ocorre quando o nível de água está baixo e, por isso, o radiador não consegue manter a temperatura do motor em uma média de 92°C. Quando a temperatura se eleva, é preciso que a água circule dentro do componente para resfriar o motor, senão pode fundir a peça e o prejuízo é enorme.

Para se prevenir, é preciso que o motorista verifique rotineiramente o nível de água no reservatório. Se apresentar um nível baixo em períodos curtos de tempo, é sinal de que algo está acontecendo. 

Tendo isso em vista, verifique se as mangueiras que ligam o reservatorio ao motor estão estufadas ou com rachaduras. Isso pode ser sinal de vazamento.

Além do mais, fique sempre de olho no painel, pois, se o ponteiro que marca a temperatura se elevar até a parte vermelha, é preciso parar o carro imediatamente e acionar um guincho para ir até a oficina mais próxima.

4. Tensão na correia dentada

Esse pode ser considerado um problema gravíssimo para o seu automóvel. A correia dentada é responsável pelo movimento do motor. Se elas não funcionarem corretamente, o motor trava e pode fundir imediatamente.

Por isso, a cada 50 mil quilômetros, é preciso fazer a substituição da peça. Porém, durante as revisões programadas, é necessária a verificação do estado de conservação da peça. Se algum dente estiver desgastado ou se rachaduras na borracha forem identificadas, o ideal é substituir a peça.

A correia dentada também apresenta ruídos quando não está funcionando corretamente. Assovios altos e finos são identificados quando o carro está em movimento, sendo causados pelo atrito do motor. Ao menor sinal de problemas, pare o veículo e faça a manutenção necessária.

5. Falta de óleo na caixa de direção hidráulica

Com a direção hidráulica, não é preciso fazer força para virar o volante do carro. Caso isso esteja acontecendo, é um sinal claro de problemas. 

Se você está escutando ruídos ao movimentar o volante, possivelmente, o nível de óleo não está correto. Assim, a lubrificação é insuficiente e isso está causando atrito entre as peças.

A cada 10 mil quilômetros ou nas revisões programadas, é preciso fazer a troca de óleo da caixa de direção. Ao longo desse período, é preciso ficar atento a vazamentos e possíveis barulhos que possam significar problemas nesse componente.

6. Problemas elétricos

Você já ouviu falar em pane elétrica? São componentes do sistema que estão apresentando falhas e impedem que o veículo funcione corretamente e, em alguns casos, pare por completo. Para ajudar você a entender, separamos alguns dos problemas mais comuns.

Bateria

Se o motor é o coração do carro, a bateria é o músculo responsável pela energia. Em razão disso, a descarga desse componente pode causar a pane elétrica e fazer o veículo parar de funcionar. 

Isso acontece não somente pelo desgaste da vida útil, mas ao esquecer luzes e acessórios ligados consumindo energia, e pela falha de conexão dos cabos nos polos.

Se a bateria do seu carro “arriou”, mas ainda está segurando carga, é preciso de outra bateria para produzir a eletricidade necessária para ligar o alternador do seu veículo e, assim, conseguir fazer a recarga da sua bateria. Mas, se o componente não é capaz de segurar energia, é preciso fazer a troca imediata para recuperar o funcionamento do veículo.

Velas de Ignição

As velas e os cabos da Ignição compõem o sistema elétrico e são responsáveis pela faísca que vai promover a partida do motor. Se as velas e cabos estiverem sujos, mal encaixadas ou até mesmo queimados, o carro não vai ligar.

Importância da manutenção de carro

Escutamos essa frase desde a infância, não é mesmo? Nossos pais dizem isso quando precisamos tomar cuidado com o que estamos fazendo. E, quando o assunto é carro, esse ditado precisa ser cumprido à risca.

Não espere que o seu veículo esteja com vários problemas para, então, achar a melhor solução: vender seu carro! Isso só fará você perder dinheiro e não contribui para que entenda como evitar os mesmos prejuízos para o seu próximo automóvel.

Os veículos novos saem de fábrica com as revisões programadas para os seus 3 primeiros anos de vida útil. Depois disso, cabe ao proprietário fazer a manutenção preventiva ao menos a cada 6 meses e quando surgirem possíveis falhas ao longo desse período. Um carro que passa por constante revisão tende a apresentar menos problemas.

E se você estiver pensando em vender seu carro pois ele está com vários problemas, entre em contato com a InstaCarro e nós cuidaremos do negócio para você!

Vendemos o seu veículo em poucas horas. E você só precisa levar o carro em um de nossos postos de avaliação. Após isso, ele passará por uma vistoria e será cadastrado em nossa plataforma, com mais de 1.500 lojistas – que irão dar lances para levar o carro. O lance mais alto é apresentado para você que, caso aceite a proposta, receberá o dinheiro em até 24 horas.

Posts relacionados

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Carros que parecem ter sido feitos no Minecraft

Conheça alguns modelos de carros que parecem ter saído do Minecraft, um dos jogos de videogame mais famosos do mundo…
Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat revela o Grand Panda, o sucessor dos modelos Argo e Mobi, inspirado no Citroën C3 A Fiat prepara um…
GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

 O novo SUV GWM Haval H6 chega ao mercado com preço promocional e a autonomia puramente eletrica revelada: 74 km A…

One Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *