Os outros carros da Abarth no Brasil
Pulse Abarth

Os outros carros da Abarth no Brasil

Além do novo Pulse Abarth, conheça outros carros com o emblema do braço esportivo da Fiat que já tivemos no Brasil

A Fiat anunciou o lançamento do Pulse Abarth em nosso país no segundo semestre de 2022. A versão esportiva do SUV compacto da marca italiana marca o retorno da Abarth ao Brasil. A empresa, cujo logo é um escorpião, é uma subsidiária da Stellantis, posicionada para vender carros de alto desempenho. 

cta blog venda seu carro
quanto vale o seu carro na instacarro

A Abarth nasceu como uma empresa independente logo após a II Guerra Mundial, na Itália. Ficou curioso para saber como a marca virou referência em modelos esportivos? Vamos conhecer agora um pouco de sua história.

História da Abarth

Fiat Abarth 750

O fundador da Abarth, Carlo Abarth, nasceu na Áustria em 15 de novembro de 1908. Ele começou sua carreira nas pistas, sobre duas rodas, e depois de abandonar a carreira de piloto seguiu envolvido no desenvolvimento de carros esportivos, até fundar a sua própria empresa, em 1949.

A sua coaboração com a Fiat começou em 1952, com a produção de carros de competição com mecânica da fábrica italiana. Em 1958, quando a Fiat lançou uma nova geração do 500, Carlo Abarth viu no modelo uma base para um carro esportivo e comprou alguns exemplares semi-acabados diretamente da marca italiana. 

Mantendo a aparência original, Abarth conseguiu dobrar a potência de 13 para 26 cv do Fiat 500, instalando um novo carburador, otimizando o sistema de alimentação e um sistema de escapamento esportivo. Nascia assim a versão apimentada Fiat Abarth 595, que quebrou seis recordes internacionais em seu primeiro ano e em 1965 já havia conquistado mais de 800 vitórias.

fiat abarth 595

Seguiram-se o 595 SS e o 695 SS, ainda mais potentes. A Abarth tornou-se então uma referência entre os pilotos que buscavam kits de performance para transformar seus carros em algo mais poderoso. Estavam disponíveis também versões de rua.

Não tardou para que a empresa chamasse a atenção da Fiat, que comprou a Abarth em 1971, transformando a marca em sua divisão oficial de carros de performance.

Durante os primeiros anos sob o comando da Fiat, a Abarth continuou tendo êxito nas pistas, com o 124 Abarth, vencedor dos títulos europeus de 1972 e 1975, o 131 Abarth, campeão mundial de rali em 1977, 1978 e 1980, e o Ritmo Abarth.

A partir dos anos 1980, a marca Abarth e o logotipo do escorpião passaram a ser utilizados pela marca italiana apenas para decorar versões mais apimentadas. Isso mudou em 2007, quando voltou a ser considerada uma marca sob a qual são produzidas as variações esportivas dos carros da Fiat, que hoje é parte da Stellantis. 

Modelos da Abarth no Brasil

Stilo Abarth

fiat stilo abarth

O Stilo Abarth chegou ao Brasil em 2002 como o primeiro modelo com o logotipo da Abarth no país. Para levar o emblema do escorpião, o hatch médio trazia uma variante do motor 2.4 de cinco cilindros do Fiat Marea.

Para o Stilo, os engenheiros da Abarth fizeram algumas alterações no propulsor. Eles desenvolveram um novo coletor de admissão, ampliando o diâmetro e alterando a geometria para melhorar o fluxo do ar para os cilindros. Acrescentaram também um filtro de ar maior e redimensionaram o sistema de escape.

Tudo isso fez a potência subir de 160 para 167 cv, havendo ainda alterações no câmbio manual de cinco marchas. Como era de se esperar para um topo de linha, era completo, trazendo airbags laterais e de cortina, ar-condicionado automático de duas zonas, teto solar e controlador automático de velocidade de cruzeiro.

500 Abarth

fiat_500_abarth_br-spec_2

O modelo sob a marca Abarth, vendido no Brasil de 2014 a 2016, era pequeno, porém ostentava 12 cm a mais no comprimento em relação ao Fiat 500 convencional. Isso porque a marca precisou “esticar” a dianteira para acomodar melhor os novos radiadores de ar e água.

Sob o capô, o compacto carregava um motor 1.4 turbo, capaz de gerar 167 cv de potência e 23 kgfm de torque. O 500 impressionou o público quando chegou às ruas, já que possuía aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 6,9 segundos, além da velocidade máxima de 214 km/h.

O 500 Abarth também possuía um ótimo pacote de equipamentos, com 5 airbags (além dos frontais, obrigatórios), bancos de couro, luzes diurnas de LED, ar-condicionado digital, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, piloto automático e rádio com conexão USB.

Fiat Pulse Abarth

Fiat Pulse Abarth

O primeiro SUV esportivo da marca no Brasil, o Pulse Abarth se destaca no visual pelos para-choques exclusivos, faixa lateral Abarth, retrovisor e o “bigodinho” no para-choque na mesma cor, logos Abarth espalhados pelo veículo e pelas rodas de 17″ escurecidas com alívios de massa e maior largura que as utilizadas nos demais Pulse.

O modelo conta ainda com aplique que imita fibra de carbono ligandos os dois faróis dianteiros, grade flutuante com aberturas maiores para efeito aerodinâmico, logo Abarth grande na tampa traseira e ponteira dupla de escapamento com 3 polegadas de diâmetro.

No interior, o modelo conta com revestimento escurecido e detalhes em vermelho. O modelo é vendido nas cores Branco Banchisa, Cinza Strato, Vermelho e Preto Volcano, com detalhes externos em vermelho. Já as opções em Vermelho Montecarlo possuem detalhes em cinza ou preto. 

Fiat Pulse Abarth
Viamão – Rio Grande do Sul – Brasil. Lançamento Fiat Pulse Abarth. Autódromo Internacional de Tarumã. Foto © Marcelo Curia

Mas é debaixo do capô que mora toda a diferença do Pulse Abarth para os demais: só ele conta com o motor 1.3 turbo T270 de 185 cv e 27,53 kgfm de torque ligado ao câmbio automático convencional de seis marchas.

Fiat Pulse Abarth - motor

Vale lembrar que além da motorização exclusiva, o SUV conta com calibração exclusiva para o conjunto mecânico, para o sistema de direção e para o sistema de suspensão.

Tudo isso faz com que ele acelere de 0 a 100 km/h em apenas 7,6 segundos e tenha velocidade máxima na casa dos 215 km/h.

Posts relacionados

Investimento da GM em Gravataí de R$ 1,2 Bilhão é para a produção de novo modelo

Investimento da GM em Gravataí de R$ 1,2 Bilhão é para a produção de novo modelo

Segundo divulgado pela marca, investimento da GM em Gravataí de R$ 1,2 bilhão é para preparar sua fábrica para lançamento…
Mercedes-Benz EQS 450+ é u SUV mais tecnológico da marca e beira o R$ 1 milhão

Mercedes-Benz EQS 450+ é u SUV mais tecnológico da marca e beira o R$ 1 milhão

Mercedes-Benz EQS 450+ oferece ótimo desempenho, autonomia, acabamento superior e luxo incomparável
Vender Carro em Duque de Caxias: tudo o que você precisa saber

Vender Carro em Duque de Caxias: tudo o que você precisa saber

Se você está pensando em vender carro em Duque de Caxias de maneira rápida e segura, a InstaCarro é a…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *