Quais carros da Audi fizeram sucesso nas pistas?
Audi Quattro - carros audi competição

Quais carros da Audi fizeram sucesso nas pistas?

Dos rallis às provas de protótipos: conheça alguns carros da Audi mais emblemáticos da história do esporte à motor.

Texto: Evandro Enoshita

cta blog venda seu carro

Fotos: Divulgação

Junto da Mercedes-Benz, a Auto Union — empresa que controlava a marca Audi — dominava as competições alemãs no período anterior à Segunda Guerra Mundial. Mas a derrota alemã no conflito mundial alterou o destino de muitas empresas na Alemanha. A Audi só foi ressurgir como marca em 1965. Inicialmente, um modelo médio, o nome passou a ser utilizado alguns anos depois para designar a marca de modelos de luxo do Grupo Volkswagen, com visual e apelo bem conservador.

Foi só a partir da década de 1980 que a marca Audi começou a sua caminhada em direção aos carros passionais, com uma linha atualmente composta pelos tradicionais sedãs e também por modelos esportivos marcados pelo visual arrojado e pelos motores de grande potência. O primeiro deles, o Audi Quattro (1980), era um modelo de duas portas derivado do modelo 80 e que foi também o primeiro automóvel equipado com um sistema de tração integral. Algo que antes era exclusivo dos veículos utilitários.

Foi justamente este carro que marcou também o início da trajetória da marca das quatro argolas nas competições automobilísticas. Conheça mais a seguir sobre este e outros modelos da Audi que fizeram sucesso nas pistas.

Audi Quattro

A ideia do Quattro surgiu no inverno de 1976 e 1977, quando os engenheiros da Audi testando veículos no frio extremo da Suécia perceberam que o 4×4 Volkswagen Iltis que prestava apoio para a equipe tinha um desempenho melhor na neve que carros mais potentes. Foi assim que surgiu a ideia de combinar esse tipo de tração a um conjunto mecânico digno de um carro esportivo.

Audi Quattro - carros audi competição

Para isso, os engenheiros da marca desenvolveram um novo sistema de tração 4×4, que era mais leve e dispensava a caixa de transferência, adotando um diferencial central que ficava responsável por gerenciar o torque entre os eixos. Para vestir esse conjunto, a Audi criou uma carroceria cupê sobre a base do modelo 80, o que, de certa forma, fez do Quattro um parente distante do Volkswagen Santana brasileiro. Já o motor era um 2.1 turbo de cinco cilindros e 200 cv, que chegou a 600 cv nas versões de competição.

Inicialmente criado como um modelo especial, de produção limitada e quase artesanal, o Quattro acabou fazendo sucesso nos ralis, tendo levado o título de construtores do Campeonato Mundial de Rali (WRC) em 1982 e 1984 e o de pilotos de 1983 e 1984 e o recorde da prova de subida de montanha de Pikes Peak, no Estados Unidos, em 1985. Isso garantiu que a versão de rua do Quattro ficasse em linha até 1991, com produção total de 11,452 unidades.

Audi V8 DTM

O sucesso do Quattro contribuiu para que a Audi continuasse investindo no automobilismo. Além de variações dos modelos 200 e 90 criadas para provas nos Estados Unidos, a marca alemã desenvolveu para as pistas europeias o V8 DTM.

Audi V8 DTM - carros audi competição

O V8 DTM foi um dos carros da Audi criados para o então Campeonato Alemão de Automóveis de Turismo, que era conhecido pela sigla DTM, era um sedã baseado no Audi V8 de produção. O motor era uma versão retrabalhada do 3.6 V8 do carro de rua, capaz de desenvolver 462 cv em sua variação mais potente, e que era combinado a um câmbio manual de seis marchas e ao sistema de tração integral Quattro. O modelo garantiu o bicampeonato da categoria, em 1990 e 1991.

Audi A4 quattro Supertouring

Depois do V8, a Audi resolveu desenvolver um carro de pista menor e de custo mais baixo. Foi assim que surgiu o A4 quattro Supertouring, que combinava o sistema de tração integral da marca com um novo motor 2.0 de 300 cv.

Audi A4 quattro supertouring - carros audi competição

Em 1996, o modelo participou e ganhou sete campeonatos nacionais de carros de turismo em três continentes, o que levou a FIA a banir dois anos depois o uso de carros com tração integral deste tipo de competição.

Audi R8

Antes de se tornar um modelo esportivo de rua, R8 foi o nome escolhido pela Audi para o protótipo criado para a edição de 1999 das 24 Horas de Le Mans. Era uma reação ao banimento dos modelos Quattro das provas de turismo, que fez com que a marca optasse por investir em carros de competição mais extremos. O Audi R8R estava equipado com um motor V8 de cerca de 600 cv. Os dois carros inscritos na tradicional prova francesa terminaram a prova na 3ª e 4ª colocações.

Audi R8 - carros audi competição

Foi esse carro que serviria de base para o R8, protótipo que é conhecido como um dos carros de competição mais bem-sucedidos da história, tendo vencido as edições de 2000 a 2005 da tradicional 24 Horas de Le Mans. No balanço total, o R8 de competição garantiu 63 vitórias em um total de 80 participações oficiais em corridas.

Audi R18

Sucessores do R8, os protótipos R10 e R15, equipados com motores turbodiesel, e o R18 garantiriam o domínio da Audi na prova francesa. Em 2014, a marca alemã venceu a 13ª das 16 edições das 24 Horas de Le Mans das quais havia tomado parte até então.

Audi R18 - carros audi competição

Desse total, três (2012, 2013 e 2014) vitórias foram obtidas pelo R18, protótipo que seria o último desenvolvido pela Audi e que seria o primeiro modelo híbrido a faturar a prova francesa.

Inicialmente equipado com um motor 3.7 V6 turbodiesel de 548 cv, ganhou posteriormente um conjunto motriz híbrido, que combinava um motor 4.0 V6 turbodiesel de 514 cv com um propulsor elétrico capaz de fornecer até 469 cv. Esta era a configuração do carro usado nas 24 Horas de Le Mans de 2016, no que foi a última participação da Audi antes de a empresa decidir encerrar a participação nas provas de protótipos.

Posts relacionados

Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat Grand Panda: modelo antecipa o sucessor do Argo no Brasil

Fiat revela o Grand Panda, o sucessor dos modelos Argo e Mobi, inspirado no Citroën C3 A Fiat prepara um…
GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

GWM Haval H6 PHEV19 chega ao Brasil por R$ 229 mil

 O novo SUV GWM Haval H6 chega ao mercado com preço promocional e a autonomia puramente eletrica revelada: 74 km A…
São Paulo irá receber a abertura da nova temporada da Fórmula E

São Paulo irá receber a abertura da nova temporada da Fórmula E

A capital paulista será palco do E-Prix da abertura da temporada 11 da Fórmula E, categoria de elétricos, em 7…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *