Como comprar o carro certo?
como-comprar o carro certo homem e mulher dentro de carro vendo detalhes para comprar

Como comprar o carro certo?

Está procurando um carro mas tem dúvida qual melhor se encaixa para sua necessidade? Confira algumas dicas para comprar o carro certo.

Escolher o carro ideal, muitas vezes, é uma tarefa um tanto quanto difícil. Comprar um veículo, assim como vender o carro tem que ser uma decisão bem pensada, já que envolve boa parte do orçamento mensal e afeta diretamente a maneira de como se leva o dia a dia.

cta blog venda seu carro

Para te auxiliar nessa escolha, separamos cinco dicas que poderão te ajudar a escolher o carro ideal para estacionar em sua garagem. 

1. Antes de tudo, veja seu orçamento

De cara, com certeza um carro que une o melhor em conforto e tecnologia automotiva farão seus olhos brilharem, porém vá com calma! Escolha o tipo de modelo que mais lhe agrada e pesquise as melhores opções entre as montadoras para ter certeza que está aliando o custo-benefício em sua compra.  

Se deixar-se levar pela beleza, sem calcular o quanto aquele veículo sairá para você no quesito manutenção e apenas para mantê-lo em sua garagem, provavelmente irá estourar o seu orçamento. Por isso, mantenha-se firme às suas condições, faça uma projeção de quanto tem para investir e respeite esse limite.

2. Formas de pagamento

As formas de pagamento na hora de fechar negócio são tão importantes quanto conhecer o valor total do veículo. Ao contrário de uma maioria de brasileiros, muitos precisam financiar o veículo de desejo. Por isso, entenda como cada sistema de financiamento funciona. 

Há quem opte pelo consórcio, porém, neste caso, será necessário esperar um pouco até ser contemplado. No entanto, a modalidade não conta com juros, a burocracia é muito menor e não é necessário dar qualquer valor de entrada para conseguir boas condições, diferente do que acontece com o financiamento. 

3. Pense no futuro e na rotina do carro

Na prática, as despesas com o veículo começam no minuto quando você faz a compra. Dependendo do modelo de carro escolhido, os gastos com impostos, seguro, manutenção e combustível podem transformar o barato em caro. Por isso, pesquise todos os gastos que terá a curto e médio prazo com o veículo.

Pense em qual será sua rotina depois de ter um carro. Se você quer ir e voltar do trabalho ou da faculdade todos os dias com ele, fazendo um trajeto bem curto, é mais que possível que um modelo econômico e compacto seja suficiente. Já se sua intenção é fazer viagens, talvez seja interessante buscar um pouco mais de espaço e robustez. 

4. Documentação e valor de revenda

Atualmente, no mercado, muitos veículos estão consignados, o que significa que pertencem a terceiros. Diante disso, se informe se o carro dos seus sonhos possui alguma questão pendente em bancos e financeiras. 

Além disso, peça o documento do automóvel e anote o número do Renavam. Com esses dados em mãos, acesse o site do Detran e verifique se existem multas ou quaisquer outras pendências.

Mesmo em situações que pareçam bem vantajosas e de negócio rápido (como em feirões), revisar a documentação com cuidado é essencial para não cair em uma furada. Por mais que o vendedor afirme que todos os carros foram periciados e estão em nome da loja, não seja convencido tão facilmente.

Além disso, pense na revenda do veículo escolhido, já que provavelmente você não ficará com o mesmo modelo pela vida toda. Seja porque os custos de manutenção acabaram ficando altos demais ou por querer comprar um carro melhor no futuro, é bem comum querer trocar o carro após alguns anos.

Por isso, se informe se aquele modelo se desvaloriza muito ou não. Em geral, a depreciação do valor do veículo é de 10% ao ano, sendo maior nos 3 primeiros anos. No entanto, é preciso considerar que carros populares, aqueles com alta demanda, têm uma desvalorização mais lenta. 

5. Pare, pense, compre

Sabemos que a ansiedade bate forte quando queremos muito algo. Com a compra de um carro não seria diferente. Mesmo tendo gostado do que viu após um test drive, nada de tomar a decisão na hora!

Tire um tempo para avaliar tudo com calma e, se preciso, volte, anote, negocie, pesquise mais e compare os concorrentes. Por mais que você tenha uma necessidade imediata do carro, tire pelo menos algumas horas para o processo, considerando os prós e contras mais de uma vez. Esse momento de pausa no negócio é estratégico e te salva de comprar algo por impulso, caindo em um mau negócio. 

Posts relacionados

Koenigsegg CC850 traz câmbio revolucionário que é automático e manual ao mesmo tempo

Koenigsegg CC850 traz câmbio revolucionário que é automático e manual ao mesmo tempo

Koenigsegg CC850 nasceu como homenagem ao aniversário do fundador, mas o que chama a atenção é o incrível câmbio automático…
F1: GP da Emilia Romagna em Ímola, veja horários e onde assistir

F1: GP da Emilia Romagna em Ímola, veja horários e onde assistir

Confira como assistir e os horários do retorno da F1 2024 no GP de Emilia Romagna em Ímola neste final…
Lula sanciona novo DPVAT, SPVAT, com veto à multa por inadimplência

Lula sanciona novo DPVAT, SPVAT, com veto à multa por inadimplência

Confira tudo o que você precisa saber sobre o novo DPVAT sancionado por Lula, e o que muda em comparação…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *