Como financiar um carro: tudo o que você precisa saber
como financiar carro - mulher loira vendedora de veículos entregando chave de carro para um homem

Como financiar um carro: tudo o que você precisa saber

Se você está pensando em comprar um carro, provavelmente está pensando em financiar sua compra, já que a compra de veículos à vista é uma prática bastante incomum no nosso país.

Embora seja fato que a compra à vista proporciona benefícios, como o desconto no valor final do veículo e a posse total do bem de imediato, geralmente, quem compra um carro costuma parcelar sua aquisição em “suaves prestações”.

cta blog venda seu carro

Por isso, preparamos esse artigo para você tirar todas as suas dúvidas sobre financiamento de carros. Confira!

O que é preciso para financiar um veículo?

Para saber o que você precisa para financiar um veículo, antes você precisa saber quanto você pode pagar de parcela por mês.

Em média, você não pode comprometer mais do que 30% de sua renda com a parcela de um financiamento, mas vale lembrar que um carro traz outros custos além da parcela do financiamento.

Por isso, para você não se apertar, coloque no papel também outros custos, como a taxa da transferência de propriedade do veículo, manutenção, combustível e seguro, por exemplo.

Quando chegar em um número saudável para sua saúde financeira, pesquise os modelos que se encaixam no orçamento e em sua necessidade.

Para saber qual o melhor carro para você, pesquise testes de veículos por canais especializados, como no blog da InstaCarro, e tire todas as suas dúvidas sobre o modelo em questão.

O próximo passo é encontrar o veículo ideal e buscar a aprovação do seu financiamento. Normalmente os bancos e financeiras pedem os seguintes documentos em sua lista para fazer a cotação do seu financiamento:

  • RG (carteira de Identidade), original e cópia
  • CPF (Cadastro de Pessoa Física), original e cópia
  • Comprovante de estado civil, original e cópia
  • Comprovante de rendimentos (holerite ou extratos bancários), original e cópia.

Como comprar um carro financiado

Para comprar um veículo financiado é necessário planejamento, como já dissemos. Um bom começo é conhecer bem as opções antes de entrar em um compromisso desse porte.

Não há grandes diferenças no processo de como funciona financiar um veículo de particular ou lojista, pois a compra financiada acontece, em boa parte dos casos, quando uma instituição financeira compra o veículo à vista do proprietário (pessoa física ou pessoa jurídica) e você paga a ela determinado valor em parcelas mensais.

No mercado automotivo há vários tipos de financiamentos disponíveis. Conheça quais são as modalidades e veja qual é a melhor opção.

Financiamento CDC

A modalidade CDC (Crédito Direto ao Consumidor) é a mais comum por conta do seu nível de facilidade para contratação.

Antes que você se pergunte como funciona financiar um veículo particular ou para lojista, nessa modalidade de financiamento, basta o motorista ir até o banco ou financeira da sua preferência para começar o processo de financiar um carro.

Claro que na instituição financeira há alguns critérios que devem ser atendidos para realizar o financiamento CDC, já que, na prática, se trata de um empréstimo. A documentação varia de banco para banco, então procure seu gerente.

Por ser um empréstimo, o automóvel fica alienado junto ao banco operador do CDC. Ou seja: fica impedida a negociação do veículo até que o mesmo esteja quitado.

As taxas de juros do Crédito Direto ao Consumidor são fixadas no momento da assinatura do contrato, onde também já são acertadas o número de parcelas e valor de entrada.

Basicamente, você assina o contrato e sua única preocupação depois é pagar as parcelas em dia e realizar a manutenção do carro.  Nessa modalidade, em caso de inadimplência, a instituição financeira pode entrar com uma ação de busca e apreensão do veículo.

Leasing

Também conhecido como arrendamento mercantil, o leasing combina características do CDC com as de uma locação veicular. O consumidor tem a posse do veículo a partir da efetivação do contrato, mas o carro fica em nome da empresa cedente.

Ao contrário da locação, todos os custos de manutenção e documentação do veículo ficam por conta do usuário do carro. O leasing, de um modo geral, tem uma prestação mensal menor do que a do financiamento convencional. Mas não há flexibilidade para negociar prazos de financiamento menores, com os contratos tendo duração mínima de 24 meses.

Ao final do contrato, o motorista pode adquirir o veículo com juros mais baixos, abatendo o valor que já foi pago. É possível ainda devolver o automóvel ou renovar o leasing.

No pagamento mensal, é arrecadado as parcelas da locação e o VRG (valor residual garantido), que é o valor pago para a aquisição do veículo.

Existe a opção, por parte da instituição financeira que você escolher, de colocar o VRG como uma espécie de valor de entrada, sendo assim, parte do valor será diluído nas parcelas mensais ou abatido ao fim do contrato.

Consórcio

O consórcio é como se fosse uma compra em grupo de um bem. Ou seja: você se junta a determinado grupo de pessoas para que cada uma pague uma parte do veículo. No consórcio, você escolhe o tipo de veículo que quer comprar e paga o valor do bem em seu preço tabelado.

Ao contrário das outras modalidades usadas para financiar um carro, no sistema de consórcio primeiro você paga o banco ou a operadora de consórcio antes de ter o bem. Só depois de determinado tempo você tem o dinheiro para comprá-lo à vista.

Porém, existe a possibilidade de que você seja contemplado em um sorteio e receba o bem antes do término do contrato. Nesse caso, você continua pagando após a contemplação. Normalmente os sorteios acontecem todos os meses.

Uma pessoa do grupo é selecionada e recebe a carta de crédito para efetuar a compra do veículo. Se você não quiser esperar até o final do consórcio para receber o dinheiro, pode também dar lances, assim como em um leilão. Quem der o maior valor leva a carta de crédito.

A grande vantagem dessa modalidade é não pagar juros, pois você paga somente uma taxa administrativa pelo contrato do consórcio. Além disso, você pode escolher o valor das parcelas e em quanto tempo quer pagar.

Normalmente um consórcio de carro pode durar até em média 72 meses, se você desistir do processo, é possível resgatar seu dinheiro pago antes desse tempo. No caso de inadimplência, o consumidor passa a ser considerado um consorciado excluído, tendo assim acesso à carta de crédito com valores corrigidos, mas com a dedução das penalidades previstas no contrato.

Na maioria dos bancos você preenche uma ficha com seus dados pessoais, onde faz a proposta de entrar no grupo do consórcio. Algumas instituições disponibilizam a possibilidade de realizar o consórcio sem a necessidade de abrir conta, o que facilita para aqueles que não querem mudar sua rotina financeira.

Reserva de domínio

Podemos chamar essa modalidade de “contrato de gaveta oficializado”. Brincadeiras à parte, financiar um carro pela reserva de domínio acontece diretamente entre consumidor e o vendedor, sem a necessidade de bancos ou instituições financeiras.

O veículo fica em nome do vendedor em questão até a quitação do contrato, quando enfim ocorre a transferência e o carro se torna propriedade do consumidor.

Ao final do contrato, o vendedor deve assinar o termo de quitação, dando entrada no Sistema Nacional de Gravames para que a liberação do veículo aconteça de forma eletrônica.

É bom lembrar que para realizar a transferência de propriedade entre vendedor e consumidor é necessário que o veículo não possua nenhum débito ou multa em aberto.

Outro ponto interessante é que, o comprador tem apenas o direito de uso do veículo, e caso o vendedor, ou seja, o verdadeiro proprietário do bem, queira penhorar o automóvel, ele poderá, já que o comprador é apenas o usuário e não dono do veículo. Para fazer a reserva de domínio é necessário ir até o Detran da sua cidade, e levar os seguintes documentos:

  • Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) — original e cópia;
  • Carteira de Identidade ou documento equivalente — original e cópia;
  • Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV,) do ano em exercício preenchido e firma no caso de transferência — original e cópia;
  • Contrato particular entre os interessados e firma das assinaturas — por autenticidade;
  • Se procurador, apresentar procuração, identidade e CPF — original e cópia.

Caso o vendedor e o consumidor queiram vender o veículo a uma terceira pessoa será necessário um termo de quitação por parte do vendedor, pois sem esse documento não é possível a revenda.

Diante de todas as opções apresentadas, não importa apenas saber como funciona financiar um veículo particular ou lojista, o que você precisa saber agora é escolher a forma de financiamento que melhor se encaixa nos seus planos.

como financiar carro

Como vender um carro financiado

Antes que você se pergunte, sim, é possível vender um carro financiado.

O procedimento para tal, na verdade, não é difícil, mas há somente três maneiras seguras para concluir essa transação:

  • Pagamento à vista do novo comprador: o novo comprador paga o veículo à vista e, dessa forma, você quitar sua dívida junto à financeira de uma só vez;
  • Transferência de dívida para o novo comprador: transferir o financiamento do veículo para o novo comprador e, a partir de então, ele assumirá a sua dívida. Neste caso, porém, o comprador deverá ter seu crédito aprovado junto ao banco os instituição financiadora do veículo para a conclusão da transferência;
  • Vender o seu veículo financiado na InstaCarro: sim, a InstaCarro intermedia a venda do seu veículo financiado para lojistas e faz com que você receba a melhor oferta do mercado. Assim, o valor da maior oferta será abatido do seu saldo devedor do financiamento e você receberá a diferença do valor à vista. Você também não precisará se preocupar em custos ou burocracias na transferência, pois a InstaCarro resolverá tudo.

Motivos para financiar um carro

Financiar a compra de um carro pode ser a melhor opção para quem precisa de um veículo em um prazo curto, seja porque não tem um carro ou porque precisa trocar o atual usado por um seminovo o quanto antes.

Mas estes não são os principais motivos que levam uma pessoa a financiar um carro. Os principais motivos são:

  • Não dispor de todo o valor para a compra à vista;
  • Ter o dinheiro para pagamento à vista, mas usar parte do valor em outros investimentos, como reforma de imóvel ou até mesmo investimentos financeiros que gerem ganhos maiores num prazo menor do que o financiamento do veículo;
  • Poder ter o carro para uso mais rápido do que esperar juntar o dinheiro para o seu pagamento à vista ou contemplação de consórcio;
  • Não ter o valor para o pagamento à vista no ato da compra, mas saber que em um curto prazo você vai receber uma grana suficiente para fazer o adiantamento de parcelas e diminuir o juros residual do contrato, dependendo da modalidade de financiamento escolhida.

O que é necessário para aprovar um financiamento de veículo?

Se você já tentou simular financiamento de veículo em sites pela internet, você já notou que os valores apresentados acabam sendo bem diferentes do que os aprovados pelos bancos ou financeiras, não é verdade?

Isso acontece porque ao simular o financiamento de veículo na internet, essas calculadoras apenas levam em consideração o valor da renda informada, mas deixam de lado uma série de fatores que impactam diretamente no valor total do crédito concedido e até na taxa de juros aprovada para o seu financiamento.

Assim, você deve estar se perguntando: após simular o financiamento de veículo na internet, o que é necessário para aprovar um financiamento de veículo no mundo real?

E mais, o que é necessário para aprovar um crédito que atenda ao que você precisa?

Alguns fatores são determinantes para você ter seu crédito aprovado junto a uma instituição financeira, mas as mais importantes são:

  • Sua renda influencia diretamente. Quanto maior, mais fácil de ter um financiamento aprovado;
  • Quanto maior a sua entrada em relação ao preço total do veículo, melhor;
  • Quanto mais novo o veículo, melhor;
  • O modelo escolhido é bem visto pelo mercado? Se sim, melhor, pois em caso de inadimplência, mais fácil será para a financeira leiloá-lo para a quitação dos débitos;
  • Quanto mais barato o veículo escolhido, melhor;
  • Se você incluir na proposta de financiamento o seguro do automóvel, mais fácil será sua aprovação;
  • Ter bom score.

Esse último fator, mesmo que ainda seja subjetivo para muita gente, é um dos mais importantes na hora de conseguir a aprovação de um financiamento.

Esse também é um fator que os sites que possuem simulador de financiamento não conseguem levar em consideração na hora de te mostrar um valor prévio.

O score é uma pontuação que todo mundo recebe e que pode chegar a 1.000 pontos (que é um caso excelente).

Essa pontuação, basicamente, é um resumo de como o mercado financeiro nos avalia como pessoas mais ou menos confiáveis, tudo isso com base em nossos pagamentos de boletos em dia, em nossa renda, se temos empréstimos em aberto, se costumamos quitá-los, etc.

O Serasa Experian é a empresa responsável por fazer esse cálculo e disponibilizar a pontuação de cada um em sua plataforma.

As instituições financeiras costumam contratar o Serasa justamente para saber desse comportamento do cliente e tomar a decisão de como deve agir na hora de fornecer um crédito a ele.

Algumas dicas de como melhorar o seu score são: não ter dívidas acumuladas, evitar ao máximo o uso do cheque especial ou limite do cartão de crédito e não ter seu nome negativado.

Como financiar um carro pelo banco

Se você optar por comprar o seu carro de forma parcelada através de um crédito com o seu banco, o primeiro passo é conferir no simulador de financiamento quais as taxas praticadas por ele.

Embora o simulador de financiamento não consiga replicar uma situação real sobre o seu crédito, ele pode dar uma boa ideia das taxas de juros praticadas.

Os principais bancos que fazem financiamento de veículos são Banco Bradesco, Caixa Econômica Federal e o Banco Santander.

Vantagens de financiar carros no Bradesco

O financiamento de veículos no Bradesco proporciona diversos benefícios principalmente para quem é correntista do banco.

Entre os benefícios do financiamento de veículos Bradesco, estão a possibilidade de financiar até 100% do valor do veículo (dependendo do ano/modelo), até 60 meses para pagar e 1ª parcela em até 60 dias.

Vale ressaltar que o financiamento de veículos Bradesco fica disponível sob as seguintes condições:

  • para veículos com até 12 anos de fabricação;
  • motos 0km ou com até 6 anos de uso em caso de motos de alta cilindrada;
  • parcelas debitadas automaticamente em conta-corrente;
  • contratação do Seguro Proteção Financeira.

Vantagens de financiar carros na Caixa

O financiamento de veículos na Caixa também é uma forma bastante procurada pelos futuros compradores.

Segundo o site do banco, o financiamento de veículos Caixa permite parcelamento de até 80% do valor total do carro, com taxa de juros pré-fixada e sem cobrança de tarifas adicionais.

Claro que as condições variam de acordo com o ano de fabricação do veículo e se você é ou não correntista do banco.

Assim, dependendo da condição, o financiamento de veículos na Caixa permite parcelamento em até 60 meses e com possibilidade de amortização ou quitação antecipada do saldo devedor em qualquer momento do contrato.

Vantagens de financiar carros no Santander

O financiamento de veículos no Santander também é um dos mais populares para quem quer colocar um novo carro na garagem.

Entre as vantagens, o financiamento de veículos Santander promete:

  • Zero burocracia, com análise do seu perfil feita 100% on-line e o valor do crédito pré-aprovado sai na hora;
  • Transparência, com você sabendo o quanto irá pagar e com possibilidade de escolha de prazo, valor das parcelas e entrada;
  • Dinheiro de volta, com possibilidade de receber em sua conta corrente Santander parte da parcela que for paga todo mês no débito automático;
  • Financiamento de veículos Santander em até 60 meses;
  • Clientes com relacionamento com a Santander Financiamentos ou com o Banco Santander tem direito à isenção da tarifa de cadastro;
  • Possibilidade de comprar seu carro em loja ou on-line com as mesmas condições.

Qual a melhor financeira para financiar um veículo?

Comprar um veículo financiado através de uma financeira ao invés de bancos se tornou uma prática cada vez mais rara.

É tão raro que, quando você busca opções, somente a BV Financeira aparece como opção.

Isso acontece porque cada vez mais os bancos passaram a oferecer uma condição de financiamento melhor e também porque as taxas de juros para empréstimo ficaram menores do que as de financiamentos.

Mas isso não exclui o fato de a BV Financeira ainda ser popular, portanto, vale a pena cotar na hora de conseguir o seu crédito.

As principais vantagens oferecidas pela BV financeira, são:

  • Você dá um valor de entrada e financia o restante do veículo que deseja, em parcelas fixas e com mais prazo para pagar;
  • O veículo fica alienado ao BV como garantia até o fim do contrato;
  • De 3 a 60 meses para pagar;
  • Você pode financiar veículos novos ou usados, nas lojas ou com o proprietário;
  • É possível pegar mais crédito por meio da renegociação do contrato. Basta aumentar o número de parcelas e continuar pagando o mesmo valor.

Simule financiamento de carro

Simular o financiamento de um veículo é muito simples. O primeiro passo é consultar a taxa de juros de financiamento de veículos em 2020 e ver se houve algum reajuste para o ano de 2021.

Segundo artigo do Valor Invest, a taxa de juros de financiamento de veículos em 2020 partia de 0,39% ao mês e havia expectativa de um mercado aquecido. Mas, como sabemos, a pandemia modificou bastante esse cenário.

Hoje, a taxa de juros média é de 1% ao mês, número bem maior se compararmos à taxa de juros de financiamento de veículos em 2020. Isso significa que, em 2021, será mais caro financiar um carro do que era no começo do ano anterior.

Se você não quer partir para os simuladores on-line, dá para fazer uma conta rápida para ter uma ideia do quanto custa financiar um veículo em 2021.

Suponha que você vá financiar um carro de R$30 mil em 60 meses. Numa divisão simples, a parcela seria de R$500.

Porém, você deve adicionar 1% do valor total financiado ao valor de cada parcela para ter o valor real, ou seja, se 1% de R$30 mil é R$300, o valor da parcela real cobrada pelo banco será de R$800 (R$500 + R$300).

Assim, você pagará ao final do prazo R$48 mil, ou R$18mil a mais em juros para o banco ou instituição financeira contratada.

Conclusão

Financiar um carro é uma prática muito comum, mas deve ser feita com cuidado para não comprometer sua saúde financeira.

Antes de fechar o contrato com algum banco ou financeira, saiba em detalhes a modalidade do crédito, as taxas de juros envolvidas e como funcionará a amortização do financiamento.

Essas são informações importantes e que podem ser determinantes para que você tenha uma boa experiência no momento de financiar um carro e, claro, não interfira no seu score de maneira negativa.

Posts relacionados

InstaCarro realiza venda de carros em até 24H

InstaCarro realiza venda de carros em até 24H

Há mais de 10 anos a InstaCarro vem inovando no Brasil vendendo carros em ritmo acelerado, pelo aplicativo e sem…
Congresso aprova programa MOVER de incentivo ao setor automotivo

Congresso aprova programa MOVER de incentivo ao setor automotivo

Com a aprovação do Programa MOVER, ANFAVEA prevê um futuro promissor para o setor automotivo, com foco em sustentabilidade e…
Ford Territory 2024: SUV é ótima opção no mercado, mas ainda comete pecados bobos

Ford Territory 2024: SUV é ótima opção no mercado, mas ainda comete pecados bobos

Ford Territory 2024 é uma surpresa agradável para quem busca um SUV espaçoso, tecnológico e com bom custo-benefício, mas raiz…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *