Carro arranhado: como isto pode impactar na revenda?
Mulher inconformada olhando a lataria arranhada de um carro prata

Carro arranhado: como isto pode impactar na revenda?

A primeira impressão é a que fica, não é verdade? Pois é, carro arranhado pode valer menos na hora de vender do que um com a lataria em dia.

Você sabia que um dos pontos para estipular o valor de revenda de um veículo se dá pelo bom estado da lataria? Além de estar com todas as peças e documentos em ordem, o veículo precisa apresentar ótimas condições para que você possa conseguir um preço mais alto.

cta blog venda seu carro

É pensando nisso que, neste texto, você aprenderá em quais situações o carro arranhado pode vir a acontecer e quais são as melhores formas de prevenir e tratar arranhões. 

O que pode causar carro arranhado?

Literalmente, existem inúmeras maneiras de causar arranhões superficiais (atingindo apenas a verniz do automóvel) e até mesmo danificar a própria lataria do carro.

De qualquer forma, é preciso ficar atento e remover o risco o mais rápido possível, pois, além de serem desagradáveis aos olhos, esses danos podem fazer com que o veículo comece a passar por um processo de corrosão de sua lataria.

Fezes de animais

Além dos arranhados, um dos problemas mais comuns e que danificam a pintura do carro são as fezes de pássaros.

Ao vê-las, retire o quanto antes, pois isso começa a desgastar o verniz da pintura e a deixa manchada em pouquíssimo tempo. Mas cuidado no processo: muitos motoristas esfregam demais e acabam arranhando a pintura. Uma dica para facilitar a limpeza é umedecer a área, esperar amolecer e retirar o resíduo com a ajuda de shampoo de limpeza automotiva.

Chuva ácida

Comum em cidades grandes, a precipitação ácida é um fenômeno que se assemelha a uma chuva normal, porém, com a presença de ácido nítrico, ácido sulfúrico e ácido nitroso.

As precipitações ácidas conseguem danificar vegetações, casas, solos, rios e lagos. Além disso, podem causar sérios danos ao seu carro, como a corrosão da lataria. Uma dica para reduzir esse efeito é usar cera protetora a cada limpeza.

Maresia

Pessoas que moram em cidades litorâneas precisam redobrar a atenção com a maresia, pois, ela também pode causar danos em seu veículo. Trata-se de uma névoa extremamente salgada causada pela ação do vento e pela movimentação das ondas que batem em alguma superfície na terra, como rochas. 

As maresias são capazes de causar manchas na pintura do automóvel e nos vidros, além de corroer as peças metálicas e borrachas presentes no carro.

Temperaturas extremas

Tanto o calor quanto o frio, quando intensos, podem causar arranhões e outros tipos de danos no veículo. Deixar o seu carro exposto a temperaturas acima de 35 graus pode mudar a tonalidade da cor da pintura. Ao mesmo tempo, temperaturas abaixo dos 0ºC fazem com que o verniz do automóvel esteja propenso a craquelar.

Respingos de tinta

Deixar o veículo próximo de lugares que estão sendo pintados — como paredes ou outros tipos de objetos — pode ser uma má ideia. Isso porque, caso caia algum respingo de tinta, será trabalhoso retirá-lo, ocasionando arranhões e até mesmo manchas na lataria.

Lugares em construção

Outro lugar que você deve evitar são as áreas próximas de construções. Nelas, existe uma grande concentração de poeira, cimento, tinta e demais substâncias que podem arranhar, manchar e deteriorar a pintura.

Paninhos de limpeza

Apesar de parecerem inofensivos e ajudarem na remoção de poeiras e outros resíduos de sujeira, os panos de limpeza convencionais podem arranhar o seu automóvel de forma superficial.

Isso acontece porque as partículas de poeira ficam presas no pano, fazendo com que sejam arrastadas pela lataria e, consequentemente, a arranhando. Para evitar isso, opte pelos panos de microfibra.

Capas para proteção

Outro aparato que deveria servir para a segurança do carro também pode causar dores de cabeça. Ao serem manuseadas do jeito errado ou quando apresentam muita sujeira, as capas podem causar arranhões na parte externa do veículo.

Além disso, as capas que não têm ventilação podem acabar gerando umidade e, sob calor intenso, podem causar manchas na pintura.

Como reparar um carro arranhado?

Antes de tentar reparar o arranhado, é preciso saber quais níveis da lataria ele alcançou. Os veículos atuais têm diversas camadas de verniz, tinta e outros componentes até que se chegue na lataria em si — e quanto mais profundo for o arranhão, mais trabalhoso será para tirá-lo.

Faça uma boa limpeza

Independentemente do dano que o automóvel sofreu, é importante que, antes de qualquer medida, ele esteja completamente limpo, já que a sujeira pode atrapalhar no reparo ou até mesmo causar novos arranhões. Além disso, a lavagem ajudará a disfarçar o estrago.

Faça uma limpeza utilizando jatos de alta pressão, sabão automotivo e outros produtos próprios para esse fim. Dessa forma, seu veículo terá uma melhor aparência, facilitando a hora do reparo.

Aplique cera

Após a lavagem, pode ser interessante aplicar ceras de auto brilho. Apesar desse tipo de produto não conseguir remover o arranhão, ele diminuirá bastante a sua aparência e visibilidade, deixando toda a pintura do automóvel mais bonita e brilhante.

Faça o polimento

Caso o dano ainda seja perceptível, é necessário caprichar no polimento, uma vez que esse tipo de procedimento consegue retirar arranhões superficiais que atingiram apenas o verniz da lataria.

Entretanto, é preciso tomar bastante cautela e cuidado. O polimento é um processo extremamente abrasivo para a lataria e deve ser feito, no máximo, duas vezes durante a vida útil do carro. Quando em excesso, o procedimento pode causar mais danos ao veículo — como a retirada da pintura.

Utilize óleo de banana

No meio cosmético, o óleo de banana é um produto utilizado para amolecer os vidros de esmalte que estão endurecidos. No automóvel, ele tem um efeito muito parecido: caso o arranhão tenha sido causado pela fricção de dois carros, é comum que a tinta de um fique na lataria do outro.

Por isso, ao utilizar o óleo de banana, torna-se possível remover essa tinta em excesso e até mesmo ajudar a diminuir os efeitos do arranhão.

Sabendo algumas das causas do carro arranhado e entendendo como retirar os arranhões, você conseguirá entregar um veículo em ótimo estado de conservação para os futuros clientes — o que garantirá um valor maior e mais justo na hora de fechar negócio.

Outra dica para disfarçar os arranhões é a customização dos veículos, como o envelopamento de sua carroceria. Essa é uma ótima dica, de custo relativamente baixo e com diversas opções de acabamento, variando do fosco, passando pelo envernizado e chegando até a películas transparentes tem a função justamente de proteger a pintura contra arranhões.

Posts relacionados

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Golpes na compra e venda de carros no Brasil: prejuízo chega a R$ 2,7 bi

Os golpes na compra e venda de carros no Brasil ainda estão em alta, confira os modelos mais visados pelos…
Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi A4 e A5 chegam com tração integral quattro e visual renovado

Audi lança modelos A4 e A5 com preços até R$ 394.990,00 para A5 na versão topo de linha A Audi…
BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

BMW M3 CS chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão e todas unidades vendidas

Edição limitada e mais potente do BMW M3 CS: apenas 17 unidades disponíveis que já foram vendidas no país. A…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *